sábado, 30 de março de 2013

Nos meus tempos de juventude, a gente se divertia assim



Festa memorável da Fanáticos em 1996 ou 1997, com apresentação histórica do Blindagem e o inesquecível Ivo, maior voz paranaense de todos os tempos, com a peita da torcida.

Relíquia ainda quentinha; foi postada hoje mesmo no Youtube.

Dos tempos que as nossas organizadas só se preocupavam em torcer e criar músicas legais e em rock e tubão - nada desta babaquice de tecer loas a deus ou à pátria. 

Assistam, meus jovens atleticanos, e sintam um pouco do que éramos há duas décadas.

Muito RÓQUE, e depois dos 15 minutos de fita também muito ROMANCE.

Afinal, os guerrilheiros também amam.

quarta-feira, 27 de março de 2013

Um só

 
 Festa na churrascaria, comemoração regada a muita cerveja 
no Toninho e a "presença" dos ídolos Ziquita, Sicupa e Berg na 
Tia Lili: atleticanos comemoraram o aniversário do clube 
cada um à sua maneira na noite de ontem. 
(fotos do site do clube, do instagram do kike cardoso e enviada pelo torcedor Juvelino)

Ontem foi o Dia Mundial do Atleticanismo e as comemorações ganharam os quatro cantos da cidade.

Churrascarias e botecos escolhidos à parte, o que importa são as demonstrações de carinho extremo pelo Atlético Paranaense.

Afinal, apesar das comemorações em locais distintos, seja em restaurante fino, bar de esquina ou em casa com a família, o objetivo era o mesmo: celebrar o espírito rubro-negro que há dentro de cada um de nós.

E que, acreditem, correntes políticas e preferências cartolísticas à parte, ele é um só. 

Porque o Atlético somos nós. O Atlético é um só. E, sendo único, é gigantesco.