sábado, 8 de junho de 2013

Meus amigos, compadres e confrades,
este guerrilheiro vos escreve para pedir um tempo.
Por motivos justos, dando um tempo nas postagens
do blog.
Seguimos ativos e embaçados nas redes sociais.
Lutaremos e morreremos pelo Atlético.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Inspiração papal





O San Lorenzo da Argentina é o time do Papa, e é na torcida do "Batallón" que buscamos a inspiração para duas novas músicas para a torcida atleticana. Basta ver e ouvir esse vídeo alucinante acima e cantar com a letra abaixo:

MÚSICA I
ôooooooooooooo rubronegro
ôooooooooooooo rubronegro

o furacão é que faz a minha cabeça
porque só o teu jogo me interessa

por ele eu espero toda a semana
sempre queimando toda a marijuana

ôooooooooooo rubronegro
ôooooooooooo rubronegro

MÚSICA II  (a partir dos 3:33)
dale dale furacão
dale dale furacão
dale dale dale dale furacão

Oooooo Atlético cheeegouuuu
Vamos cantar sem parar
Juntos pra cima dos porcos
Sempre cantando sem paraaaar

dale dale furacão
dale dale furacão
dale dale dale dale furacão

sábado, 30 de março de 2013

Nos meus tempos de juventude, a gente se divertia assim



Festa memorável da Fanáticos em 1996 ou 1997, com apresentação histórica do Blindagem e o inesquecível Ivo, maior voz paranaense de todos os tempos, com a peita da torcida.

Relíquia ainda quentinha; foi postada hoje mesmo no Youtube.

Dos tempos que as nossas organizadas só se preocupavam em torcer e criar músicas legais e em rock e tubão - nada desta babaquice de tecer loas a deus ou à pátria. 

Assistam, meus jovens atleticanos, e sintam um pouco do que éramos há duas décadas.

Muito RÓQUE, e depois dos 15 minutos de fita também muito ROMANCE.

Afinal, os guerrilheiros também amam.

quarta-feira, 27 de março de 2013

Um só

 
 Festa na churrascaria, comemoração regada a muita cerveja 
no Toninho e a "presença" dos ídolos Ziquita, Sicupa e Berg na 
Tia Lili: atleticanos comemoraram o aniversário do clube 
cada um à sua maneira na noite de ontem. 
(fotos do site do clube, do instagram do kike cardoso e enviada pelo torcedor Juvelino)

Ontem foi o Dia Mundial do Atleticanismo e as comemorações ganharam os quatro cantos da cidade.

Churrascarias e botecos escolhidos à parte, o que importa são as demonstrações de carinho extremo pelo Atlético Paranaense.

Afinal, apesar das comemorações em locais distintos, seja em restaurante fino, bar de esquina ou em casa com a família, o objetivo era o mesmo: celebrar o espírito rubro-negro que há dentro de cada um de nós.

E que, acreditem, correntes políticas e preferências cartolísticas à parte, ele é um só. 

Porque o Atlético somos nós. O Atlético é um só. E, sendo único, é gigantesco.