quinta-feira, 10 de maio de 2012

Matando uma porra por dia

Solta o verbo, Guerrão!

Na história do Atlético sempre houve espaço para figuras exóticas. Figurões, figuraças, figurinhas. De gandulas a presidentes; de torcedores a centro-avantes.

Em meio aos momentos de pasmaceira total que o clube viveu nos últimos anos, com auges de desinteresse geral na Nação, pra não dizer enfado, ter Jofre Guerrón em seus melhores momentos é revigorante.

Além de jogar um futebol fino, capaz de lembrar bons momentos de  grandes pontas que jogaram com a jaqueta rubro-negra, o equatoriano está nos trazendo de volta o bom e velho folclore atleticano. E, com ele, a alegria.

Mesmo quando faz merda, como a infantil expulsão no Atletiba.

Capaz de gerar nos torcedores aquele sentimento dúbio de amor e ódio, como poucos souberam fazer - e quesito no qual Kleber Pereira era o mestre dos mestres.

Nesta quarta, contra o Cruzeiro, além de infernizar a zaga celeste, dar passe para um gol, marcar outro, ainda comemorar com uma dancinha exótica criada por ele mesmo e se isolar na artilharia da Copa do Brasil, me sai com a melhor entrevista em rede nacional de todos os intervalos de todos os tempos:

- TEM QUE MATAR ESSA PORRA AÍ.

Jofre terá no domingo a oportunidade de passar a limpo todas as bobagens que já fez por aqui e escrever de vez seu nome na galeria dos loucos atleticanos.

Resta saber se, como esperamos, na galeria dos loucos vitoriosos.

A vingança contra o Cruzeiro, pela roubalheira na partida pelo Brasileirão, que nos tirou a vitória das mãos, já ficou no passado.

Agora é pensar na sequencia de porcos verdes que temos pela frente.

E torcer para que Guerrón siga jogando um futebol alegre e não caia na bobeira de revidar à provocação das bonecas coxas. É sua grande chance jogando pelo Furacão. O título sobre a coxarada pode o consagrar como um mito. Acredito que é assim que ele quer ser lembrado por aqui, e não como um aloprado engazopador. É oito ou oitenta. Seu jogo mais importante com a camisa rubro-negra.

Afinal, aqui no Furacão sempre foi assim:

Matando uma porra por dia.

10 comentários:

Mylla disse...

Sensacional, Guerrilha!

Lembrando que é a segunda vez que ele fala e faz. No jogo contra o Criciúma ele disse que ia fazer mais um e fez (pro goleiro que ficou o provocando). Este é o Guerrón! Que no Atletiba ele fale e faça ainda mais.

Anônimo disse...

Pra mim o time que começou ontem tem que ir pro Atletiba, só trocaria o Patrick pelo Furlan no ataque.

Tiago CAP disse...

Guerrón , desde que chegou, sempre foi o nosso melhor atacante, apesar das críticas. Calma no Atletiba, Guérron, calma... Ontem, ficou claro que o time joga melhor com dois criando no meio e dois lá na frente. Espero que o Alan jogue o Atletiba. SRN

Anônimo disse...

Eu sou a favor do Marcinho no clássico,esta é minha opinião!

acesso103 disse...

Quando tem que criticar critico, mas hoje só tenho que elogiar nosso treinador!! Não inventou moda e acertou o meio pra domingo, só colocaria o Alan Bahia no lugar do Renan Teixeira, pois é melhor e tem longa experiência em Atletibas, e no ataque o Guerron ao lado do Edgar Jn,se estiver recuperado. O garoto vem jogando muito. Bruno Mineiro tento ter a maior boa vontade com esse jogador mas ontem foi irritante, perdeu 2 gols feitos e não acertava passes de 2 metros, não há paciência que aguente!!!

Anônimo disse...

Saiu a arbitragem de domingo e é paranaense será que o dono do time vai cumprir o prometido de não entrar em campo!

Anônimo disse...

Inclusive, a bela frase "Vamô matar essa porra aí" tem que ser gritada no estádio, domingo.

Luiz Andrade disse...

golfinho beijoqueiro às 15:13hrs.

Eles contam com o bandeirinha pilantra Bruno Bostilha para dizer que a bola saiu.

Espero que o árbitro não vá na onda desse bandeirinha safado.

Carlos Henrique disse...

O nosso Barça. Barcimio Sicupira Junior.
http://jornale.com.br/zebeto/2012/05/10/para-nunca-esquecer-1357/#respond

Anônimo disse...

Na hora não tinha reparado na frase do Guerron....hahaha muito massa velho, é isso aí fera...tá com gana da vitória e ela vai vir.

R7