sábado, 20 de agosto de 2011

O retorno de Giva

Givanildo, no Atlético, em 2006: passagem infeliz.
E mestre Givanildo volta à Baixada neste domingo. Desta vez, do outro lado da trincheira: é o treinador do América-MG, próximo adversário do Furacão.
Respeito o do Giva.
Mas o futebol não perdoa.
E os péssimos resultados sob seu comando do CAP não o perdoaram.
Chegou no Atlético em 2006, após a atrapalhada passagem do alemão Lothar Matthäus - o ex-campeão do mundo até treinou o time direitinho, mas suas desventuras extracampo o obrigaram a voltar para a Europa. Veio com a fama de "Rei do Nordeste" e saiu com a alcunha de pobre coitado. O time era massacrado em campo - e o técnico nas coletivas. Givanildo foi moído pela imprensa, e em várias ocasiões não conseguiu explicar as derrotas ou o que tentou fazer com suas substituições.
Infelizmente, para ele e para nós, sua passagem por Curitiba me obriga a colocá-lo no rol dos técnicos mais bizarros que já vi dirigir o Furacão.
Mas houve piores.
Duvida?
De cara, lembro-me de uma pequena lista:
Sr. testosterona
Outro que veio do Nordeste com fama de emergente - este em 2008, em substituição ao Ney Franco. Em 72 dias sob seu comando, o time apanhava em campo e ainda recebia críticas dele próprio! Após um empate em casa contra o Internacional, na Arena, pelo Brasileirão, chegou a afirmar que estava “roendo o osso”, numa alusão clara à falta de qualidade do elenco. Mas ficou famoso, mesmo, ao diagnosticar, após uma derrota em plena Baixada, os motivos do fiasco:
- Faltou testosterona.

Saiu do clube com um aproveitamento ridículo de 28,88%.
Mior, impossível!
Em sua eterna busca por um treinador barato e desconhecido que desse certo, o CAP trouxe de Portugal em 2005 um nome que 100% da torcida nunca havia sequer ouvido falar: Casemiro Mior. Pudera: aqui no Brasil, havia treinado apenas times de quarta linha. Dirigiu o Furacão por 84 dias - 16 partidas - e foi demitido após sua segunda derrota, justamente na primeira partida da final contra o Coritiba.
O pior de todos
Carioca cheio de manha, malandrage pura, Gilson Nunes herdou nada menos do que a base do time campeão brasileiro de 2001. Mesmo assim, conseguiu se manter no cargo por apenas três rodadas, tamanho foi o nó que ele deu na equipe.
Mas conseguigu uma verdadeira proeza: é o único com aproveitamento inferior a Roberto Fernandes no clube desde 2000: 11,11% - um empate e duas derrotas.
Esse merece estar no topo da lista!

23 comentários:

Luiz Andrade disse...

Se o Casemiro está na lista com 2 derrotas em 16 partidas. Faltou o Pézão.

Pode ser atleticano e gente boa. Mas como técnico no Furacão foi uma m....

CAVEIRAHHH DE TOLEDO-PR disse...

Valdemar Lesma.

O eterno interino Leandro "News".

Alan Bike disse...

E, o AMG vem com força máxima, lembremos que os 3 pontos têm o mesmo valor seja de que adversário for.

Paulo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

[ viúva de ivo wortmann detected ]

Gustavo.Schaitza.UFPR disse...

N sou defensor do Malucelli, mas eh bom lembrar q esses aí são invenções do Petraglia

Luiz Andrade disse...

"Homenagem" ao Paulo/Manoella:


Programação dos treinadores após o ATLÉ-quita:

- Renato Gaúcho: tomará um táxi executivo, e rumará ao Afonso Pena onde embarcará na 1ª classe, em um voô para o RJ, onde desfrutará a folga de 2ª-feira, no seu apartamento em Ipanema.

- Marcelo Oliveira: irá "de pézão", até o Terminal "do Guarda Lupe", onde tomará o busão CTBA/V.ZUMBI, ondem mora "num puxadinho" coberto com Eternit fina sem forro, , no quase-CT. Chegando lá a "nega véia" dará uma escovada no seu terno Pernambucanas, adquirido usado em um brechó.

Jefferson disse...

O pior de todos, sem duvida é o Adilson Batista, este sim é um enganador parecendo um regente no banco de reservas com seu discurso de boleiro que nao convence ninquem.

Barilcka disse...

Eu não entendo esta memória seletiva que alguns atleticanos tem. Só lembram dos tecnicos que deram errado de uns tempos para ca. até parece que antigamente o Atlético era dirigido por feras do Brasil. Cabralzinho que o diga.
E dos que deram certo e que vieram do nada ninguem lembra também.
ha quem interessa lembrar tanto só uma parte da nossa história? Porque sempre separar e falar mal só de um pequeno periodo?

caveiradedurepoxi disse...

É impressionante a PARANOIA DELIRANTE que acomete os seguidores do MCP. Não por acaso, afinal, o grande mestre sofre do mesmo mal. Pelo jeito o Sr. Barilcka não acompanha muito o Blog da Baixada (faz mal), talvez o site mais democrático relativo ao Atlético. E, para piorar, ainda fez uma lembrança infeliz, visto que o glorioso Cabralzinho foi mais uma das tantas invenções de treinador do MCP, aquele que considera, ATUALMENTE, Oswaldo Fumero Alvarez como um dos melhores técnicos do Brasil.

Flávio Jacobsen disse...

Todo respeito ao velho Givanildo. ;)

NetSauro disse...

SALVE SALVE NAÇÃO RUBRO-NEGRA...

A RODADA JÁ COMEÇOU COM PÉ DIREITO PARA NOS, O GALIZÉ DE MINAS PERDEU MAIS UMA, DESTA VEZ PARA O BSTAFOGO.

VAMO QUE VAMO FURACÃO PRA CIMA DO COELHO!!!

Ricardo disse...

Pra mim foi o Bob Fernandes o pior técnico que o Furacão já teve. Um completo ignorante de futebol e principalmente de grupo. Onde anda esta besta?

Julio disse...

Vixi, o Coronél já mandou um assecla escrever por aqui. Seu Barilcka, com todo respeito, vá para o Petráglia que te pariu... Vc já tem seu bloguezimho mequetrefe, recebe salário mensal do seu chefe para lambe-lo, então suma! A grande verdade é esta, todos os citados acima, inclusive o Cabralzinho, foram contratados pelo seu chefe...
Mas mudando de assunto... Vcs leram essa? http://www.gazetadopovo.com.br/esportes/conteudo.phtml?tl=1&id=1160445&tit=Classico-da-LA-da-o-tom-do-duelo-entre-Coxa-e-Avai
Clássico da L.A. Esportes, os dois times de aluguel se enfrentam hoje e seu dono está fora do Brasil torcendo para que vença o "menos pior" é o resumo da matéria. E ainda dizem que são times, essa é a boa!

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Barilcka, esse post é sobre os piores porque o mote é a vinda do Givanildo, mas já cansamos de elogiar os melhores aqui.

Abs

Rudolf disse...

Faltou o adison batista, foi contratado pelo MM. Leandro nehues tbm. Sergio soares também mas só vale pelo jeito os ruins da epoca do Petraglia.

Ricardo disse...

As viúvas do Petraglia confundem tudo. O assunto aqui é ATLÉTICO.

Alan Bike disse...

O pior técnico é o da diretran que organiza o tráfego no entorno da Arena.

Dr. Carlos disse...

Guerrilha,

Vc tem no seu vasto acervo os gols do Coelho 3 x 4 Furacão da Sul-Minas 2002?

Procurei around e não achei.

Fiquei a fim de rever os 3 do então "garoto" Dagolberto e o último do Ilan.

Forte Abraço!

Pra cima deles Furacao!!!

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Não tenho, Dr Carlos.

Abs

Julio disse...

Oh Guerrilha está na caixinha do Coronél também? Está proibido de falar mal da gestão avestruz do Coronél? Será que teremos que ler intermináveis textos de babações e puxa-saquismo? Porra, não seja vc mais um a lamber o saco do cara também como faz seus amigos asseclas!

CAVEIRAHHH DE TOLEDO-PR disse...

Júlio senta no colo no Malú.

Sérgio Soares e Valdemar Lesma que são os bons!!

Em 3 anos teve Sérgio soares, Valdemar Lesma e'inúmeras vezes o Leandro niehues.

Proporcionalmente deve ter sido pior.

O outro ficou 13 anos. E contratou uns 6 merdas.

Em 3 anos 3 merdas.

Você só vê um lado. Isto é ser babaca.

Besteirol S/A disse...

Boa Guerrilha, Givanildo é aquele que venceu tudo no nordeste, tem mais de duas dezenas de titulos, teve desempenho melhor que Adilson Batista.

Respeito é bom e o velho Giva acho que hoje mostrou que merece. (teve falta de sorte na sua passagem por aqui)

O time dele tem um orçamento 10 vezes menor que o nosso, infra estrutura 100 vezes menor, não tem um blog de torcedor, mas ... conseguiu gelar a fantastica arena e dar aquele recado.

"Joguem antes e depois falem"