sábado, 5 de março de 2011

Vitória na estreia do 2º turno

Da Furacao.com:
O Atlético venceu o Arapongas por 2 a 0 gols de Guerrón e Paulo Baier, em Paranavaí, no estádio Waldemiro Wagner pois o estádio dos Pássaros, em Arapongas, foi interditado pela Federação Paranaense de Futebol na última terça-feira.

O primeiro tempo teve a rigor quatro lances de perigo, três a favor do Atlético e um a favor do Arapongas.

Aos 20 minutos Guerrón bateu forte de fora da área, o goleiro rebateu, mas ninguém aproveitou o rebate. Aos 23 minutos Guerrón chegou a driblar o goleiro, mas chutou a bola fraco demais e o zagueiro tirou a possibilidade de abertura do placar.

Aos 37 minutos Heverton deixou Guerrón na cara do goleiro Danilo, mas este travou o chute do equatoriano evitando o gol atleticano. Para finalizar a primeira etapa, Wellington chutou de fora da área e a bola passou perto do gol de Silvio.

Um gol no começo e outro no fim

O segundo tempo nem bem começou e Guerrón recebeu bela bola de Paulo Baier e tocou na saída do goleiro Danilo e abriu o placar em favor do Atlético, aos 5 minutos do segundo tempo.

Como não poderia ser diferente, o Arapongas foi para cima do Furacão e logo após gol teve algumas oportunidades de empatar o jogo. O Rubro-Negro recuou muito e tentou explorar os contra ataques, mas só obteve sucesso no final da partida.

O Arapongas chegou a marcar o seu gol aos 27 minutos da segunda etapa, mas o árbitro marcou impedimento e invalidando o gol de Gustavo.

O time do interior insistiu até o final, mas não conseguiu empatar o jogo. Aos 43 minutos, o lateral esquerda Paulinho recebeu o seu segundo cartão amarelo e consequentemente o cartão vermelho, deixando o time com um jogador a menos até o final da partida.

Mesmo com um jogador a menos o Atlético ainda conseguiu marcar seu segundo gol com o capitão Paulo Baier de pênalti, anotado aos 48 minutos do segundo tempo. O lance que originou o pênalti aconteceu de um lançamento do próprio Baier para Wagner Diniz, que tinha entrado no intervalo no lugar de Heverton, ele entrou na área e foi derrubado por Alexandre.

O próximo jogo do Atlético será na próxima quinta-feira, na Arena da Baixada, contra o Corinthians Paranaense.

19 comentários:

Julio disse...

Não vi o jogo, só li algumas coisas na Furacão.com. Tomara que o Geninho faça este time jogar os 85 minutos bem, como ele quer...

Victor disse...

jogo horroroso, tem uns ali que precisam pegar chapéu e ir embora. Paulinho, Heverton, Alê, Gabriel, ninguém tá vendo isso, ninguém na diretoria assiste os jogos do Atlético?

Glee disse...

Jogo horroroso. Fico pensando como um time cujos jogadores ganham 30, 40,50, até 100 mil reais, não consegue ser melhor tecnicamente de outro cujo media de sálarios é de 960,00.

Algo não esta certo. Talvez essa comissão técnica permanente seja um erro. Criam -se vicios, turmas e nada funciona.

Times que vivem de parcerias tem dado um baile em nós em termos de resultados. Não estou sugerindo que o CAP adote isso mas esse sistema a lá Chelsea não está dando muito certo por aqui.

Nosso time precisa melhorar muito senão galera, vexames virão e a coisa vai ficar preta. O torcedor já perdeu a paciência faz tempo.

Srn

CAVEIRAHHH DE TOLEDO-PR disse...

Que coisa medonha. Quanto sofrimento meu Deus.

Nunca achei que iria ver o Atlético dos Paranaenses fazer cera contra o Arapongas. E várias vezes segurando o jogo, goleiro caindo sem ter nada. Papelão mesmo.

Até quando veremos Rafael Santos na zaga. O cara levou uns dribles e caia no chão. Coisa medonha.

Se não fosse o Baier dar dois passes e teríamos empatado ou perdido. O empate já seria um grande resultado pelo que jogamos ontem.

Geninho viu que Kleberson de lateral não dá. E pelo que tem jogado acho que nem no meio. Com a bolinha que está jogando é banco. Não sei se voltará a jogar bem de volta. E depois vai dar entrevista dizedno que está muito calor...

O Lucas está mal, mas faz uns golzinho e luta.

Alê nos outros times estava bem. Mas aqui ainda não se encontrou. Se não achar seu futebol logo tem que sair. Que jogue o Vítor ali. Apesar que acho o Vítor mais segundo que primeiro volante.

Que Robston estrei logo e de gás para este time que se arrasta em campo.

Que o Flávio Boaventura volte da contusão e mostre um futebol melhor que o fraco Rafael Santos.

Os 3 zagueiros todos atrás. Nos raros momenntos em que saiu para o jogo Manél foi bem. Uns deles precisar ajudar o Alê.

Paulinho perdidaço. Sem tempo de bola.

Como Geninho vai jogar em 3-5-2 com Robston, Baier e Mádson?

A defesa melhorou mas contra Arapongas, e 2 RioBranco não dá para ter base nenhuma.

Como nossos laterais são nulos acho que inviável o 3-5-2. O time fica muito atrás pois eles não atacam.

Acho que o ideal seria o 4-4-2
1- Sílvio
2- W. Diniz
3- Manoel
4- Gabril ou Fl;avio
5- Alê/Vitou ou contratar outro.
6- Paulinho
7- Guerrón
8- Róbston
9- Lucas
10- Baier
11- Mádson

Rodrigo disse...

Será que dias melhores virão?
Virão sim.
Nada pior do que ver nosso time tomando pressão do "grande" Arapongas. Só não vê quem não quer que o nosso principal problema é o meio campo...é ali o câncer do time...fomos dominados pelo timinho do norte...não tem pegada, movimentação, posicionamento...Acho que esse negócio do Kléberson de lateral não dá...ele é meia e sempre se destacou como meia de ligação, nem volante ele é...Vítor e Alê são apenas esforçados, assim como David, mau sabem marcar, muito menos chegar na frente com qualidade, o que dizer do Fransérgio?($$$$$$$$$$$$$$venderam o Chico que era muito esforçado, marcava muito bem e tinha estatura e corpo pelo menos, mas fraco na criação$$$$$$$$$$$$$). Minha esperança é o Claiton(em forma) e o Róbston. Nossos meias são mais atacantes do que ligadores de jogadas, exceto Paulo Baier, que já tem 40 anos e não consegue preencher todos os espaços que precisa. Reparem no vazio do meio campo contra os adversários, e quando o time está com a bola ninguém se apresenta pra receber, se posiciona, antecipa, corre no vazio....é isso que falta porrrrrrrrraa...Jogador que não tiver esses requisitos que vaze do ATLÉTICO pra sempre...A torcida tem que cobrar desses jogadores no alambrado antes da partida já que não tem um FDP de diretor que cobre...chega dessa humilhação na tv e ao vivo na Baixada. Tem que mudar essa mentalidade de empresa dentro do Atlético...esses jogadores se comportam como piões de firma morcegos e não jogadores de verdade profissionais. Nossa torcida tem que sair desse comodismo pós-MCP que acham que só ele existe como personalidade forte Atleticano, o Atlético sempre teve uma massa torcedora que foi em parte sendo afastada do clube, pela elitização deste senhor, pondo guela abaixo dos guerreiros a mentalidade única e européia dele...com estádio pra copa e os cambal...Também não defendo torcida organizada, pois eu acho que o Atlético em 1°lugar: as músicas tem que ser mais criativas, menos juvenis, mais inteligentes e parar de falar nos outros dois timinhos da cidade (por mim quero que se fodam e acabem os dois, principalmente os porcos, por isso ignorá-los)
Vamos criticar, mas sempre propondo soluções para o melhor do FURACÃO. Que vazem os piás de bosta acomodados na torcida e voltem os verdadeiros Atleticanos ponta firme das antiga...da velha e querida Baixada que a torcida se sentia em casa e fazia um Caldeirão...Que voltem os Atleticanos Fortes(tanto na Diretoria como na Arquibancada) e saiam os fracos que estão jogando no lixo nossa moral...

Frederico disse...

Sem futuro

Não está sendo fácil analisar um jogo do Atlético. É porque está vulgarizando a vitória. Joga mal, anda dominado por qualquer adversário, até pelo Arapongas, mas vence. E, então, bate-se com o princípio de que o importante é a vitória. A torcida ganha um mimo, e vai se enganando.

É a hipótese em que a vitória é uma mentira. Lembro do único professor de futebol que conheci: Geraldo Damasceno. Entre tantas lições que ensinou no seu tempo de treinador, e que por serem tão verdades continuam atuais, foi a de que a bola não é ingênua. Um time que ganha jogando mal, logo será pego pela verdade, que é a derrota.

Por que o Atlético continua jogando mal? Poder-se-ia atribuir aos erros nas contratações por falta de critério, à desatualização do técnico de Geninho, ao comando desacreditado do futebol (os jogadores não o respeitam) e aos conflitos polticos. São fatos que podem explicar o momento.

Mas, o motivo principal é outro, bem mais complexo. Cito-o, com um fato ilustrativo. Quando estava no Atlético, em jantar na residência do diretor Ademir Adur, o treinador Paulo César Carpegiani alertou toda a diretoria sobre o perigo da formação de um time pelo imediatismo. Disse: “Estou aqui de passagem. Vocês é que são o Atlético. Queria ajudá-los na formação do time e fui ver as categorias de base. A curto prazo, o clube terá problemas pela falta de revelação, inclusive para sustentar a sua estrutura. É impossível montar um time para ganhar. contratando em massa.”

Pois a previsão de Carpegiani alcançou objetivamente o clube. Com as categorias de base entregues a amadores remunerados, de comando dissociado do profissional, sem olheiros, sem parcerias, não há um único jogador capaz de ser titular. Se há, estão escondidos pelos interesses da política de contratar “boleiros”. Com essa política, não há vitória nem presente e nem futuro. Com a fonte seca, além de não ganhar no campo, deixa de trazer recursos financeiros.

O Atlético virou um time de aluguel. Veja bem: Sílvio, Wagner Diniz, Flávio, Alê, Kléberson, Héverton, Lucas, Henan, Wescley, Robston e Maicon têm data de validade. Se chegarem até dezembro, nenhum será contratado. Jogador nessa condição não tem nenhuma motivação. Esse time do Atlético não tem presente nem futuro.

Frederico disse...

coluna do mafuz

CAVEIRAHHH DE TOLEDO-PR disse...

Mafuz erra feio ao julgar que "A torcida ganha um mimo, e vai se enganando."

Somente os iludidos e sonhadores se enganam.

Agora acerta quando menciona a falência da nossa categoria de bases. MM simplesmente a destruiu.

E este fim de ano que não chega...

Uma vez li uma frase que dizia: "os piores anos da minha vida foram os melhores".

Hoje mudo esta frase para os piores da minha vida são os atuais, isto futebolisticamente falando.

MM o monte de merda, é o pior presidente da história do clube.

Aparecido José disse...

Só assisti o primeiro tempo de Furacão e Arapongas, tive um compromisso, não deu pra ver todo o jogo. Avaliando pelo que ví deu sono, pra não dizer um punhado de outras coisas. Como alguem já escreveu "medonho" esse time. Repito: com esse elenco e esquema tático não iremos a lugar nenhum.

Tiago CAP disse...

PERGUNTO: o que o seu MAFUZ já fez ( REALIZOU ) pelo Clube Atlético Paranaense ??? Agir sempre com o estilingue na mão é muito fácil.
Estou muito preocupado com a montagem do time e não com política clubística. Eleição é pra final de ano.

Alan Bike disse...

Atlético dos Paranaenses??!!? Existe isto?
Falou!
Caveirahhh dos Toledenses.

Luiz Andrade disse...

Eu jamais questionaria o direito de alguém ter suas próprias opiniões e expressá-las.

Mas eu gostaria de entende qual o critério do Caveirah para considerar o malucelli, pior que o Fleury.

Fleury não ganhou nem um paranaense sequer.
Fleury não conseguiu em nenhuma oportunidade ficar entre os 10 primeiros do brasileirão.
Caveirah diz que não gosta de perder e não considera normal que alguém goste. Fleury dizia que cair para a 2ª não tinha o menor problema.
Fleury vivia ofendendo os torcedores e sócios, e culpando-os pelos problemas do clube.
me explique como ele pode ter sido melhor que o Malucelli?

Liliane disse...

Isso só confirma Luiz a teoria de que só existe uma pessoa no mundo capaz de botar o atletico nos eixos. Mister Petraglia. Aliados seus que tentaram ser competentes como ele falharam, tipo Fleury ou MM. As vezes Deus tem que dispensar os anjos e botar ele mesmo a mão na massa.

Rodrigo disse...

Vamos analisar o que temos e o que podemos fazer pra melhorar:
-Silvio: continue evoluindo e se entrosando com os três zagueiros e os alas, chamando a atenção de todos, principalmente de Paulinho, que tem falhado nas bolas altas cruzadas...bola que dê pra sair saia e saia pra definir, agarrando ou metendo pra bem longe da área.
-Zagueiros: estão melhores e se entrosando, Gabriel tem que cobrar dos volantes mais participação, pra que ele não tenha que fazer ligação direta pro ataque.
-Volantes: Tem que chamar a responsabilidade, é ali que começa a jogada, Claiton e Robston são os melhores pra isso(ambos são habilidosos, mas Robston é mais jovem), e quando tiverem que marcar tem que ser precisos sem cometer faltas, cobrar dos meias aproximação (Paulo Baier, Branquinho e Kleberson).
-Meias: Paulo Baier tem que se movimentar mais, nem que seja pra cansar e jogar só um tempo, junto a ele mais um ou dois jogadores com velocidade e inteligência, temos o Branquinho e o Kleberson(os dois tão devendo,principalmente o primeiro, a hora é agora PÔ), cobrá-los movimentação e capricho, vai ter a chegada dos dois volantes habilidosos(Claiton e Robston).
-Meia-atacantes: Madson é o mais velocista e habilidoso que temos, avança pelos lados com precisão, precisa dos Atacantes e Meias sempre se aproximando, pra desenvolver as jogadas. Heverton chegou agora, é mais atacante do que meia como Branquinho( ambos não são organizadores como Paulo Baier e Claiton) no passe e na finalização(devem ajudar no meio campo, sempre usando a velocidade, pricipalmente nos contra ataques, chegando ao ataque com precisão e finalizar ou achar a melhor condição dos matadores pra guardar.
-Laterais ou alas, dependendo do esquema: são importantíssimos para todos os setores do time, principalmente a defesa e o ataque, Paulinho(bolas altas) e Diniz(nas costas) tem que ser mais fortes na marcação, já no ataque Paulinho não pode oscilar. Heracles só entrou pra jogar fora de posição, tem que ter sequência. Falam muito bem do Edgar do Jr(não sei).
-Atacantes: Temos um Centroavante(Nieto)que é alto, é forte, usa o corpo, faz o pivô, mas tem que parar de ir pro DM(joga uma, fica três fora). Lucas e Guerron tem muita raça, buscam o jogo, caem pros lados, só precisam caprichar nas finalizações, gosto do Wesclei também.
Arrumando a espinha dorsal que é o meio campo vamos subir de produção, colocando cada jogador na sua e um cobrando o ourto a dar o máximo de si não tem erro.

DEFESA:Silvio, Rafael, Manoel e Gabriel
ALAS E LATERAIS: Paulinho, Diniz, Heracles e Edgar(dizem ser bom)
MEIO-CAMPO VOLANTES: Robston(jovem, forte, marca e sai pro jogo, chega na frente com qualidade)
MEIO-CAMPO CRIAÇÃO ORGANIZADORES: Paulo Baier, Claiton e Kléberson.
MEIO-CAMPO ATACANTES: Éverton, Branquinho e Mádson.
ATAQUE: Guerrón e Lucas, Wesclei e Henan, Nieto(centralzão matador)

Acho que Geninho tem que treinar o seguinte time:
Sílvio, Diniz, Rafael, Manoel, Gabriel e Paulinho. Róbston, Paulo Baier e Kléberson. Lucas e Guerrón.
Opções na reserva:
Santos, Héracles, Alê e Victor.Claiton,Branquinho, Héverton, Madson, Nieto e Wesclei.

Temos que ter uma trinca ou quadrado no meio campo que se entrose e seja a espinha dorsal do time.

Vai lá Geninho...confiamos em vc.

Juliano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago CAP disse...

LILIANE, quer dizer então que o PET é DEUS ??? Menos, por favor!!
O CAP já existia antes do PET. Vc sabia ???? O clube já teve outros bons presidentes, além do PET.

Alan Bike disse...

Definição do Atlético dos Paranaenses:
A Torcida é o País, Nação,Pátria, Território; o Deus é o CAP. O presidente é o Papa. No Território têm Desertos, Mike e Cia; tem Cemitérios com Almas Penadas como Caveirahhh; etc. etc... Serão estas as pedras do trajeto Atleticano?
O Futuro não está ao nosso alcance!

Gustavo GR disse...

O jogo foi uma tristeza... um dos piores que assisti no ano. O CAP me parece MUITO longe de poder demonstrar um futebol de nivel para figurar no minimo entre os 10 no Brasileirao. Fazer cera para poder ganhar do Arapongas é pra cair o cu da bunda... enfim...

SILVIO: Mostrando que pode ao menos ser um goleiro reserva. Ainda nao é o ideal, mas ao menos, está mostrando evoluçao.

MANOEL: Ainda longe de ser aquele Manoel do Brasileiro de 2010.

GABRIEL: Zagueiro limitado, lento, que dá muito chutao. Ao menos de sobra está jogando a contento.

RAFAEL SANTOS: Está muito a quem do futebol que ja apresentou por aqui. Inseguro, mal colocado, dando muito chutao...

KLEBERSON / VITOR: Muito fora de ritmo, errando muitos passes e completamente fora de posiçao. Mesmo em sua posiçao, simplesmente sumiu do jogo no 2º tempo. Vitor, é melhor que Ale e merece a titularidade, mesmo sendo limitado.

ALE: Nao jogou mal, mas tem menos futebol que Vitor.

HEVERTON / WAGNER DINIZ: Nao apareceu para o jogo. Wagner Diniz ao menos apareceu bem e conseguiu fazer uma excelente jogada de ultrapassagem com o Paulo Baier. Jogada que originou o penalti.

PAULO BAIER: Nao jogou muito bem mas, simplesmente, deixou o Guerron na cara do gol no lance do 1º, fez a jogada do 2º e bateu o penalti.

PAULINHO: Mal. Nervoso, tomou um passeio do lateralzinho do Arapongas e acabou expulso. Saudades do Marcio Azevedo...

GUERRON / HERACLES: Guerron, aos poucos, vem achando seu futebol. Tudo bem que sao zagas fraquissimas que ele esta enfrentando, mas ao menos, está conseguindo se achar no time. Heracles, na minha opiniao, é limitado tambem. Vamos ver se nesse jogo contra o Malutron, ele vai poder mostrar mais futebol, pois sempre que eu vi esse garoto jogando, só vi ele marcando e apoiando pouco.

LUCAS: Está jogando mais na garra e na superaçao do que qualquer outra coisa. Ao menos está lutando muito.

GENINHO: Mexeu bem no time, ao menos está conseguindo manter a zaga pouco vazada.

Braza disse...

Não tenho nenhuma saudades de Márcio Azevedo. Muita correria e futebol muito pouco objetivo.