domingo, 6 de março de 2011

Carnavais atleticanos

Carnaval, desengano
Deixei a dor em casa me esperando
E brinquei e gritei e fui vestido de rei
Quarta-feira sempre desce o pano
Chico Buarque

O carnaval curitibano, hoje, é moribundo. Alguns clubes ainda mantêm matinês e um ou dois bailes noturnos. O desfile de escolas de samba tem um bloco de terceira idade e outro evangélico. Por outro lado, a cidade torna-se uma maravilha para os enfastiados deste bombardeio de sambas-enredo e pagodes de gosto duvidoso - saudades de Jamelão.
Mas nem sempre foi assim. Na capital paranaense, os salões "bombavam" de sábado até a madrugada de quarta-feira de cinzas. E no Atlético não era diferente, como mostrou a Gazeta do Povo. Na década de 50, o clube convocava a população pelos jornais:

Ao que parece, o clube interrompeu por alguns anos as comemorações momescas. Que, conta a Furacão.com, foram retomadas na década de 70, graças ao empenho do Esquadrão da Torcida Atleticana (ETA):
"Em 1973, iniciou-se um ciclo de grandes carnavais do Atlético. O então presidente Lauro Rego Barros foi instado a romper o contrato com a companhia Café do Paraná, que ocupava o ginásio da Baixada para o depósito de sacas de café. Com a saída da empresa, o ginásio foi transformado em um grande salão de festas. Vale destacar que os bailes eram administrados e gerenciados pelos torcedores, que com isto puderam colaborar com o clube, deixando em dia várias contas como as de água, luz e telefone, além de restabelecer o crédito em lojas de materiais desportivos. O carnaval se repetiu ainda por alguns anos, com enorme afluência de público e se tornando um dos maiores e mais importantes de Curitiba".
Hoje em dia, não tem nada mais disso. Sem bailes ou festejos nas ruas, com a tigrada toda viajando e a cidade numa calmaria , o negócio é ir à Baixada para ver mesmo um bom jogo de bola. Depois, quem sabe um cineminha sem fila, um passeio pela cidade, um bom restaurante. Até andar de carro pela Marechal Deodoro - outrora "passarela do samba" da capital - deserta se transforma num ato prazeroso.

Ah, e para aqueles que acham que sou ruim da cabeça ou doente do pé: durante o feriadão a Jukebox aí ao lado vai tocar somente sambas e marchinhas históricos de compositores como Adoniran, Cartola, Braguinha e Nelson Cavaquinho.

11 comentários:

Charlie disse...

Sem esquecer que além dos bailes ainda tivemos a oportunidade de grandes shows como Fagner e especialmente Raulzito!!!!Sim, jovens torcedores, Raul Seixas cantou no Ginásio do Atlético!!!

MIke disse...

E rolou o maior quebra-pau na platéia no fim neste show homérico do Raulzito e Marcelo Nova. O grande Raul tava bem doente, inchado por causa da doença, mas fez o que pôde.

Julio disse...

Este Mike não consegue nunca escrever algo positivo, o cara negativo!

Rodrigo disse...

Faltam opções em Curitiba para o carnaval....fiquei em casa os três dias descansando que já é bom demais.

Julio disse...

Li que o Edigar foi integrado aos profissionais. Espero que dêem chance ao garoto. Se derem as mesmas chances a ele que foram dadas ao Pimentel ele pelo menos se firma no elenco profissional. Ele é muito bom de bola.

Julio disse...

Li que o Edigar foi integrado aos profissionais. Espero que dêem chance ao garoto. Se derem as mesmas chances a ele que foram dadas ao Pimentel ele pelo menos se firma no elenco profissional. Ele é muito bom de bola.

Farpa disse...

Tenho uma curiosidade: alguém sabe qual foi o último show no ginásio? Eu acho que foi um show da sarará crioulo, Sandrá de Sá.

Israel disse...

Isto aqui ta cheirando mofo, carnaval já é passado e o campeão foi a Beija-Globo!

Como é que pode uma emissora manipular resultados até no Carnaval meu Deus!!

Olha a Beija-Globo Aíiiii Genteee

Atualiza esse troço aí guerrilheiro!!!

CAVEIRAHHH DE TOLEDO-PR disse...

Quero ver as desculpas dos cú-de-seda do Tiaguinho e do eterno babaca Alan Bike.

Paranaense já era.

Viva Molecelli e estes babacas "prudente" e analistas de jogo.

Se jogar como tem jogado não passa nem do Paulista na Copa do Brasil.

Quero meu ATLÉTICO de volta.

Ei Malú VTNC e leva junto estes cú-de-seda da torcida junto.

Paciência é uma coisa, ser ridicularizado não dá mais.

Rodrigo disse...

A coisa é bem pior do que eu pensava...não fui no jogo...horário FDP. Estão jogando no lixo nossa história...é uma passividade dentro do clube que eu nunca vi coisa parecida...até mesmo na arquibancada a coisa parece contaminar, a torcida está muito calma com esta vergonheira que estamos vendo jogo a jogo...não se vê nenhuma corrente de outros dirigentes insatisfeitos e querendo explicação...dá uma impressão de abandono...de tanto faz...acabamos de dar a deus ao campeonato e não se vê futuro nesses indivíduos que nos representam dentro do campo e na direção. É muita humilhação ver o clube que eu torço, defendo e que faz parte da minha vida estar nessa situação vexatória e revoltante. Nosso clube precisa de um choque de gestão antes que seja tarde(se já não é)...não dá mais pra esperar meus amigos Atleticanos, estão nos humilhando e nos rebaixando a insignificância...alguém faça alguma coisa...eu não aguento mais...não sou conselheiro, nem está ao meu alcance, mas quem é ou faz parte do Conselho que se levante, bata na mesa, botem a boca no trombone...que coisa indignante esse nosso time...é fora do normal...chega..tá tudo errado...

Liliane disse...

Fomos humilhados. De novo. As contratações do senhor Bolicenho são ridiculas porque ele é incompetente. incrivel como nosso time é dominado facilmente por qualquer um. Temos fortes caracteristicas de time e amador e se for assim, vamos tomar um côco fenomenal dos coxas dentro da arena e Deus queira que essa rodada não garanta o titulo deles e haja volta olimpica mais uma vez na nossa casa. isso é um alerta. A renuncia do malucelli que antes me parecia ridicula, agora parece sensata.

Aliás, o que é aquilo, o wescley ?