sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Relembrando: o Atletiba literário

* Post originalmente publicado em junho de 2008:
Já que estamos em semana pré-Atletiba, que tal um duelo entre escritores atleticanos e coxinhas? Vamos lá:
ATLETICANOS

Dalton Trevisan


— Que tanto chora e treme e se desespera? O que tem de mais? Pensa que é a primeira? E a única? Nem é tão ruim assim. Algumas bem que gostam. Uma ruiva, quando eu saía, pediu que voltasse. E quis me dar uma rosa ou cravo, sei lá. Ofendido e gaguejando.
— Mas eu avisei: "Macho não ganha flor."
Me olhou de soslaio.

— O que eu quero...

Enxugava a cara molhada de suor — e sem tirar o óculo escuro.

— ...vou lá e me sirvo.

Jogou a toalha num canto.

— Ah, se eu tivesse tempo. Porra. Já te ensinava o que é bom. Porra.

Uma hora tinha se passado. Uma hora que, no relógio parado da memória, se repetiria em mil horas inteiras de tortura e terror. E pelo resto da vida quantas vezes seria eu, indefesa no sonho, o pasto de tal bicho espumante de raiva?

Afinal ele parava de tentar. E fechou o zíper da calça.
Paulo Leminski

"esta vida é uma viagem
pena eu estar
só de passagem"

* * *
"CHUTES DE POETA

NÃO LEVAM PERIGO À META"
* * *
"quero a vitória

do time de várzea
valente
covarde
a derrota
do campeão
5 X 0
em seu próprio chão
circo
dentro
do pão"
Cristóvão Tezza

"A idéia da paixão é poderosa não pelo que ela tem de egoísta, de auto-satisfação, pelo isolamento terrível que contém; a idéia da paixão é grande porque melhora o mundo inteiro. É uma idéia que põe uma finalidade nas coisas e uma ética no mundo. A paixão nos esparrama. A paixão nos distribui, como o pão de Cristo, apenas trigo, sem Deus - e sem sofrimento, porque estamos fartos dele, há que se tirar essa gosma dos séculos das nossas costas. E chega de retórica."


COXINHAS

• René Simões

"Minha primeira pergunta ao Juninho era por que ele estava na enfermaria se todos no Coritiba tem plano de saúde da Amil?! Ele falou que o Dr.Valmir tinha estado lá pela manhã e disse-lhe que providenciaria a troca para o quarto. Disse-lhe que ficasse tranqüilo, pois eu não sairia de lá antes que ele fosse removido para um quarto particular." (!!!!!)

■ ■ ■

Como é bom ser atleticano, minha gente!

14 comentários:

Flávio Jacobsen disse...

Quá quá quá!!! Porra, tô morrendo de rir aqui... Que maldade, Guerrilha! kkkk ;)

Rogerio Otto disse...

Muito boa essa !!!

Geca disse...

Esse post merece uma "salva de aplausos", Guerrilheiro.

A minha preferida do Leminskão é essa:

“Este planeta às vezes me cansa
Almas pretas com suas caras brancas
Suas noites de briga braba,
Sujas tardes de água mansa,
Minutos de luz e vapor
Casa cheia de doce,
Ondas tinindo de dor,
Acabou-se o que era amargo,
Pisar esse planeta
Como quem esmaga uma flor”
(Paulo Leminski)

Aos confrades que não tiveram o prazer, recomendo o livro "O filho eterno", do catarina paranaense Cristóvão Tezza... uma história sensacional com menção honrosa ao Clube Atlético Paranaense, uma das paixões do autor.

Harry disse...

Gostei muito. Tomei a liberdade de reproduzir no meu blog. Se quiser eu tiro de lá.

Abs.

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Manda bala Harry.

jorge disse...

Sensacional!!!

3 feras que orgulham esse povo!

Julio disse...

Ótima sacada!

Alan Bike disse...

O Vampiro de Curitiba, Grande Dalton Trevisan, Atleticano, zanzava pelas ruas da cidade madrugada a dentro...

Flávio Jacobsen disse...

É claro que há bons autores do lado de lá, mas a santíssima trindade da nossa literatura é rubro-negra (já que o Domingos Pellegrinni acho que nem pro Londrina torce...hehehe). Tamos aí, os melhores no conto, na poesia e no romance. Bela sacada! (mas eu não consigo parar de rir, puta merda, que maldade! kkkkkkkkkkkk)...

Andre disse...

A foto do renê simões também foi de foder! Hahahaha

David disse...

Porra Guerrilheiro, que sacanagem! Vc esqueceu da grande escritora Guta Strasser e seu "best-seller" "Meu pequeno coxa-branca" hehehe...

Ricardo disse...

Já disse Guerrilha,este é um dos melhores posts da história do blog.

Sensacional.

E domingo inicia nossa caminhada ao título.

SRN

Geca disse...

Caraleo! Não sabia que essa Guta Stresser tinha "escrivinhado" um livro. Pior que ela escrever um livro é fazer isso com o filho dela: torná-lo um little pig.

Vai ser engraçado se esse piá virar a casaca. A melancia se partir e as cores rubronegras brotarem. Vão ter que queimar essa porra desse livro... ia ser engraçado.

Diego Jorge disse...

Essa foi sacanagem mesmo!

Pior foi a Guta Stresser nos comentários! hahahaha