sábado, 5 de fevereiro de 2011

A parcela de cada um

No Brasileirão, bastava ao Atlético marcar um golzinho para conquistar os três pontos.
É que, lá atrás, a defesa se garantia.
Neste ano a média de gols marcados está até maior - já foram 10 em seis jogos. Mas a zaga virou uma peneira. Levou bola na rede em todas as partidas até agora. No total, foram nove.
Por isso, Sérgio Soares não pode ser considerado o único culpado pela péssima campanha no Campeonato Paranaense.
Na conta da diretoria entram as negociações do goleiro Neto, do zagueiro Rhodolfo e do volante Chico.
As propostas eram irrecusáveis, dizem.
Pode ser.
Mas o mínimo que se espera é reposição à altura.
O afastamento do outro volante que jogou muito na temporada passada, Vitor, para a entrada do fraco Alê também contribuiu para destruir de vez o que no ano passado era um verdadeiro paredão. Decisão, essa sim, de responsabilidade do próprio SS.
O fato é que nem mesmo o melhor técnico do mundo conseguiria manter o nível do time quando aquele que foi um dos melhores sistemas defensivos do país é desmantelado e ele é obrigado a se virar com os que, até então, eram reservas.
Poderia, isso sim, minimizar o problema se armasse bem o time, escolhesse as peças certas e tivesse o elenco todo do seu lado.
Mas, como Sérgio Soares não é o melhor técnico do mundo, deu no que deu...

11 comentários:

Geca disse...

Daê, Guerrilha, confrades e furaconenses em geral.

No 1º jogo do Atlético no campeonato eu já detectei uma zaga completamente desguarnecida. Concordo contigo que um time como o Atlético se jogasse sem técnico e com 5 volantes tinha que, ainda assim, vencer no Paranaense.

Há culpa na falta de empenho de alguns jogadores, mas a defesa em especial, tem problema de posicionameno, haja vista o jogo do Cascavel. Rafael e Manoel jogaram juntos ano passado algumas partidas e não comprometeram. Perdemos sim em qualidade, mas não era pra ser assim tão gritante, rutilante e escandalosa.

Amigos furaconenses, garanto que se o véio Loco Lopes pegasse esse time, arrumaria essa defesa rapidinho, como já fez. Lembrem que Rhodolfo tava quase sendo escurraçado daqui e acabou se tornando o grande zagueiro que é. Unanimidade. O mesmo faria o Carpa. Técnico rodado começa arrumando a cozinha. Soares pagou por insistir com Alê (lento) e não colocar um volante pra cobrir a entrada da área. Ele pecou muito taticamente.

Enfim... é só o meu achar. Dá pra melhorar ainda.

Maumau Ecos Aventura disse...

Curiosa essa comparação entre campeonatos brasileiro e paranaense quanto a defesa. O sistema defensivo caiu, mas a qualidade do campeonato também. O problema me parecia bem maior, a ponto de trocar de técnico.
Por incrível que pareça essa nova formação contra o Paraná vai dar outra impressão, mas não se iludam, o Paraná está em crise. Vou precisar de mais 06 jogos para falar bem ou mal.

Bernardo Wolf disse...

SS se foi porém deixou sua herança maldita...
Além de promover a entrada do Alê no lugar do titular absoluto ano passado Vítor, ainda dispensamos o excelente Élder Granja para contratação do fraquíssimo Marcos Pimentel (que era reserva do Ceará).

É brincadeira!!!

Alan Bike disse...

Perfeito! É o se falou aí; O SS começou o equívoco recuando os meias, abrindo o Gerrón e Paulinho que só fechavam quando chegavam na grande área; o Guerrón nem Paulinho dificilmente cruzavam, perdendo a função de "ponteiros".
O ridículo da questão foi no jogo contra o cascavel; a cobra armou aquela arqueológica tática de "homem a homem" e o treinador não soube se aproveitar disto; poderia fazer a nossos atletas mudarem FREQUENTEMENTE de posição. O que se viu foi deixar todo mundo "fixo" como se usasse viseira (cabresto).
Para mim a culpa cabe mesmo ao SS e ou àquele que impediu a boa "escalação". Manoel é caso à parte (não jogou contra CVEL), tem que conversar com ele e fazer largar o esnobismo.
Assim não deu!

Tiago CAP disse...

O nome da vez agora é o Leão. Talvez fosse interessante o seu rugido agora para colocar a casa em ordem. Só que pra dar uma continuidade durante o ano, aí já tenho minhas dúvidas.

Tiago CAP disse...

SS nos deixou uma herança incomoda, já que Gabriel, Alê e Pimentel foram indicados por ele.
No elenco já havia melhores opções que estas.

MIke disse...

O Silas fez um ótimo trabalho no Avaí e não deu certo no Grêmio. Então fica a desconfiança.

O Antonio Lopes é bom, mas limitado e daí limita a Equipe.

O PC Gusmão já mostrou que não sabe nada de futebol.

Hélio dos Anjos DEUS ME LIVRE, esse é pior que SS.

Tá difícil...

MIke disse...

O Silas fez um ótimo trabalho no Avaí e não deu certo no Grêmio. Então fica a desconfiança.

O Antonio Lopes é bom, mas limitado e daí limita a Equipe.

O PC Gusmão já mostrou que não sabe nada de futebol.

Hélio dos Anjos DEUS ME LIVRE, esse é pior que SS.

Tá difícil...

Antonio Eduardo disse...

Bem que o Falcão podia treinar o Furacão. Esse time ficaria redondinho!

Flávio Jacobsen disse...

Me recuso a achar que precisa de técnico pra ter a OBRIGAÇÃO de ganhar de todo mundo neste amontoado que os caras chamam de campeonato paranaense. Sem desculpas. Bando de vagabundo, come e dorme, e acabou.

Tiago CAP disse...

Flavio, um bom técnico faz, sim, muita diferença. O CAP tava mal no início do ano pasado e depois da chagada do CARPA deu no que deu, nós demos uma ótima arrancada no campeonato.