sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Deus e o Diabo na terra de Joaquim Américo

Mário Celso Petraglia.
Nenhum atleticano nesse mundo deixa de esticar o pescoço e manter os ouvidos bem antenados ao escutar este nome.
Muitos por idolatrá-lo. Outros por não tolerá-lo.
Alguns o tratam como um Deus. Outros, como o diabo em pessoa.
O fato: amem-no ou odeiem-no, Petraglia é um dos pricipais personagens dos 87 anos que o Atlético Paranaense completará em breve. Se não o principal.
O murro na mesa aconteceu em 1995 e deu início a uma revolução jamais vista no futebol brasileiro. Transformou um clube praticamente falido num dos principais do país. Livrou o CAP da miséria e da falência iminente, e deixou como herança um patrimônio e uma estrutura invejáveis.
Mas também uma torcida dividida entre "petraglistas" e "antipetraglistas".
Muitos só ouviram falar dele depois da construção da Arena, no final da década de 90.
Mas ele já estava no CAP havia muitos anos.
Hoje, dia 11 de fevereiro, Petraglia completa 67 anos de vida. Muitos deles dedicados ao Atlético.
E o Blog da Baixada, ao mesmo tempo que o parabeniza, aproveitou a data para entrevistá-lo.
Confira:
Nos anos 80 Petraglia, ainda jovem,
já participava do clube ativamente.
O senhor está complentando 67 anos. Quantos dedicados ao CAP?

Minha data de nascimento é 11/02/1944 - data de aniversário este ano: 11/02/2011. Note que este número pode-se ler tanto da frente para trás como de trás para frente que será igual. É muito raro isso acontecer. Também a soma destes números é 44, número perfeito da cabala hebraica (risos). Entrei no CAP junto com a Retaguarda Atleticana, movimento criado por jovens torcedores e empresários no início da década de 70 do século passado. São 40 anos de vida envolvido nas coisas do nosso Furacão.
O que sente pelo Atlético hoje?
O mesmo sentimento que sempre tive de amor, de paixão, porém de longa duração, uma vida, desde 1954 quando passei a torcer pelo nosso querido Atlético Paranaense.
Nos tempos em que havia o "pombal" ao lado do muro do colégio, o senhor era visto por lá, azucrinando a arbitragem, sempre acompanhado de seu neto. O senhor o transformou num atleticano de verdade?

Sim, na verdade são dois meninos, João Pedro e Estéfano. O João, que me acompanhava, está com 8 anos; o Estéfano com 4. Os dois fanáticos ao extremo e amam o futebol, não deixam nunca de ir à Arena ou de ver pela TV... Conhecem todos os jogadores do CAP, assim como dos demais clubes brasileiros e da seleção nacional, até de outros países. Não sei se fiz bem ou mal, porém com o avô no futebol eles viraram verdadeiros fanáticos. Viverm me pedindo pra voltar (risos).
Cena comum no início da década: Petraglia, no "pombal" da Baixada,
torcendo feito louco. A seu lado, sempre o netinho João Pedro.

E o senhor volta?

Não. Passou meu tempo. Não tenho mais motivação para trabalhar da forma que fizemos para ser xingado e imputado por canalhas de ações injustas e caluniosas...
Você teve diversos atleticanos ao seu lado quando assumiu o clube, e depois se afastou deles (ou eles se afastaram do senhor, enfim). Por que isso aconteceu? O Atlético não está acima de rusgas pessoais?

Essa é uma versão mentirosa e mal analisada... Jamais tive pessoas ao meu lado, as encontrei no clube quando cheguei em 1995, com o CAP quebrado e na situação que alguns se recordam... A grande maioria, principalmente a "Geração Arena", pensa que o Atlético Paranaense sempre foi como é atualmente! Não levei ninguém comigo, trabalhei no projeto, nas transformações havidas com os mesmos que lá estavam com o clube às portas da falência. Depois, por desencontros de interesses e estratégias, não quis continuar. Renunciei ao Conselho, num momento em que não estava na Presidência. Houve o movimento "Fica Petraglia", resolvi ficar e mudamos de turma. Garanto-lhe quer tínhamos verdadeiros torcedores ao nosso lado. Aqueles somente com o interesse de ver o clube grande e vencedor.
No Atlético era difícil haver bate-chapa numa disputa presidencial. Em várias ocasiões não havia nem um candidato sequer. Atualmente, até porque o CAP é hoje um clube estruturado e com patrimônio invejável, surgiram correntes politicas diversas dentre os atleticanos. Isso é bom ou ruim? O senhor se sente responsável por essa divisão?

Não é bem assim. Eu mesmo em algumas ocasiões participei de eleições com mais de uma chapa inscrita. Na Era Petraglia não tivemos bate-chapa, somente agora com a definição de não continuarmos surgiram candidatos e houve bate-chapa nesta última eleição. Nos anos em que estvemos à frente do projeto ninguém se habilitou porque sabiam que o MCP era praticamente imbatível sendo ele candidato...

Após o título brasileiro de 2001, com o povão feliz na Boca Maldita.
Se o senhor não volta ao clube, e por outro lado critica os que lá estão, e os que lá estavam... Há então alguém capaz de continuar o trabalho de crescimento
e engrandecimento do clube? O senhor vai apoiar algum nome ou alguma chapa?
Não acredito mais na forma, no sistema atual de gestão de clube de futebol, uma direção amdora para conduzir destinos de uma entidade profissional com orçamentos de 100, 200, 300 milhões de reais no ano. O CAP, assim com os demais clubes, deverá buscar a profissionalização total de suas atividades, como também conseguir uma forma de se blindar politicamente para que não caia nas mãos de amadores, incompetentes ou desonestos como acontece na maioria das administrações de clubes de futebol. Não se concebe mais dirigente sem condições, sem preparo, sem experiência ou vocação para a atividade empresarial do futebol, um grande business da atualidade sendo conduzido por amadores que dedicam poucas horas no dia-a-dia fora do expediente de suas atividades particulares! O tempo dos mecenas acabou no futebol. Sou favorável à mudança no modelo, da fórmula jurídica atual. Não indicarei ninguém para assumir uma instituição que de antemão sei que dificilmente conseguirá os resultados esperados. A AssoCAP será, uma vez aprovado por seus associados, quem apresentará possíveis e modernas alternativas de gestão para o futuro do Atlético. Vamos ver a reação dos 20 mil sócios. Teremos representação suficiente paera aprovar aquilo que estes entendem que seja o melhor para o futuro do nosso Furacão? Vejo a necessidade de várias cabeças se envolverem, de um conjunto de esforços e ações para recuperar o tempo perdido em nosso estado em relação ao esoprte bretão. Infelizmente estamos há 100 anos fora do grupo dos clubes considerados grandes e líderes do futebol brasileiro. Precisamos queimar etapas com inteligência e ações modernas, e apoio da grande torcida do CAP, para alcançar os objetivos e estar entre os maiores clubes do Brasil e das Américas.
Muitos atleticanos o tratam como um verdadeiro Deus. Outros vêem no senhor um diabo encarnado. Como o senhor se autodenomina?
Não sou muito porque me elevam e não sou pouco porque me maldizem. Sou o que sou.
Qual foi seu melhor momento durante todo esse tempo no comando do Atlético? E o pior?

O melhor certamente foi a inauguração da Arena. O pior... foram as injustiças cometidas pelos canalhas.
Que mensagem o senhor gostaria de enviar à nação atleticana?

Que acreditem... "Sim, nós podemos" estar entre os grandes clubes do Brasil e das Américas.

25 comentários:

MIke disse...

Grande MCP.
Eu admiro este cara que transformou o nosso clube, que tinha uma estádio pior que a Vila Capanema, um clube pobre e sem futuro, numa potência que hoje é o CAP.

Este cara, que com suas idéias e competência, levantou tanta grana e tirou leite da pedra, foi o mais competente dirigente da história do futebol brasileiro.

Uma forma de conseguir angariar inimigos é ser muito competente. Isso incomoda os incompetentes e esfrega o fracasso na cara deles, e então eles se juntam para destruir quem os incomoda. Seres humanos são os piores animais da fauna.

Os débeis mentais que não compreendem que ninguém acerta sempre, mas nunca ninguém acertou como vocâ, merece respeito e xingar, perseguir, inventar mentiras e boatos sobre MCP é um crime lesa-atlético, é um tiro no próprio peito.

Obrigado MCP, por tudo o que fez, e que tenha o descanso que merece longe da inveja e da podridão humana.

Sincero disse...

Que legal essa entrevista! Mais uma vez.. meus parabéns guerrilheiro, sem puxa-saquismo com sua pessoa hahahahaha

Cara, é bem isso.. podem falar oque quiser do Mário Celso Petraglia.. bem ou mal.. ele revolucionou o Atlético, de uma forma que ninguem conseguiria imaginar antigamente.. mesmo em uma cidade moderna como Curitiba..

Agora ele deixa uma sombra para todos novos presidentes..

Amado ou não.. é de se admirar uma pessoa que acredita e faz acontecer o que propaga... raro de se ver no Brasil inteiro.. e sera complicado achar alguem assim denovo no comando do furacão..

Contudo anti-petraglia irão dizer, que nos seus ultimos anos... lutamos para não cair.. Oque não deixa de ser verdade! Tudo tem seu tempo, e o dele já tinha acabado, não dava mais.. o Atlético teria que cedo ou tarde confrontar com esta mudança. Mas é claro, que nada disso, apaga o que foi feito por ele..

Só espero que nestas eleições.. os atleticanos não se conformem em alguem que venha para manter oque foi feito.. e sim que procurem alguem, que venha continuar o processo.. temos tudo para ser mais Grandes que somos.. estamos afrente de muitos times ditos "grandes"...

Hoje o Atlético é um furacão para os adversários.. mas também é um furacão para quem ira comandar.. e quem vier tem de saber como domar, não somos mais um time pequeno..

__


Petraglia é tipo Los Hermanos (?)..

A banda é boa... mas os Fãs são chatos pra CARALEO!

Esse é o único problema do petraglia.. os petraglistas.. HAHAHAHAHAHAHA


"Then you better start swimmin'
Or you'll sink like a stone
For the times they are a-changin'."

-Bob Dylan

Israel disse...

Só digo uma coisa, a derrota ontem era o melhor resultado...

Israel CAP

CAVEIRAHHH DE TOLEDO-PR disse...

Petraglia sempre foi duro. Hoje, pelo que senti, ficou amargo. Discrente dos homens. Talvez tenha sido apunhalado por trás. Mas esta é a vida. Estas são as pessoas.

Jesus foi traído. MCP que é somente mais um não seria porque?

É inegável o que MCP fez. Assim como é inegável que ele passou. Como todos nós vamos passar pelo Atlético, mas ele continuará. Jofre Cabral jamais verá o Atlético dele morrer.

Só quem passou a década de 80 e, principlamente, o início da década de 90 sabe o que MCP fez para o futuro do Atlético. Sem dúivida foi o maior da história do CAP.

Agora tem a história da Arena Atletiba, tem o tal do CAPA (não provado), tem o Givanildo, o BOB, o Casemiro, etc etc.

Adur queria porcentagem do Dagoberto mas também não está provado.
Valmor Zimmerman, dizem ganhou dinheiro com jogadores na década de 80. Também não está provado.

Todos tem erros. Deus? Jamais. Petraglia é mortal pois errou e ainda erra, como todos os seres humanos. Uns erram mais. Muito mais...

Petralgia foi importante para o Atlético. Mas este é muito maior que MCP.

Tanto é que espero que MCP fique realmente isento nas próximas eleições, pois esta divisão entre petraglistas e anti-petraglistas além de um pé no saco está fazendo mal para o clube.

De ante-mão sou favorável a mudança do nome para Arena MCP. Isto daqui uns anos será feito não tenho dúvidas.

Mas os brasileiros preferem que a pessoa morra primeiro para depois a valorizarem.

MCP foi sim o principal responsável pela maior alegria que tive na vida: o título de 2001.

Quando moleque jogava no Atlético e sofria vendo porcos esfregarem aquela estrelinha amarela na minha cara. Sofri muito torcendo para um clube sem perpectiva nenhuma, porém o mais apaixonante e vibrante. Hoje qualquer sofrimento (e há!) é pequeno perto do passado do maior clube do Estado.

Parabéns eterno presidente. Mas continue cuidando dos netinhos. Da minha parte muito obrigado.

"A ingratidão é o maior defeito que um homem pode ter".

RodrigoM disse...

Apesar de não ser partidario no futebol. Considero este o maior nome da história do Clube Atlético Paranaense!
Enfrentou tudo e todos em prol de seu amor pelo nosso Clube.

O Atlético é o que é hoje devido aos atleticanos fieis e de coragem.
Esse "cara" pra mim é um dos Atleticanos mais corajosos e audaciosos da historia do Clube,

Valeu Petraglia!

Valesi disse...

MCP foi um homem público, e fez história. Isso "per se" já é mais do que a maioria dos que passaram no Atlético conseguiram. Se vai ser lembrado como "Deus" ou "diabo", só o tempo vai dizer.

Agora, alguém mais notou algo nesta entrevista? Quando diz que não apoiará ninguém, que o CAP precisa ser blindado contra gestões amadoras, que o modelo atual de gestão de um clube/empresa que movimenta até 300 milhões por mês não pode ser exercido da maneira como é atualmente, estará MCP defendendo o modelo inglês de gestão de futebol? O clube privado, com um dono, board de diretores contratados, ações em bolsa? Será esse o futuro do futebol no Brasil?

Não sei. Mas gostaria de ouvir as opiniões dos guerrilheiros do blog.

El Paranaense disse...

Eu conheci o CAP antes de 1995, estava no pinga mijo, naquele dia de páscoa quando levamos uma goleada das paquitas, na segunda feira um SR. chamado MCP revolucionou nosso FURACÃO, que hoje é um dos clubes de maior conceito no mundo do futebol.

valdjr disse...

Este cara merece uma estátua na frente da Arena.

Obrigado MCP por nascer atleticano!

Gustavo GR disse...

Nao se nega a importancia dele na epoca em que ele assumiu o poder no CAP. Precisavamos de um choque de gestao e foi isso que aconteceu. Nunca houve um atleticanismo como naquela epoca.

Mas como nem tudo sao flores, infelizmente houve alguns devaneios de poder, alguns erros na contrataçao de tecnicos, brigas infundadas e, os ultimos anos de sua gestao foram uma lastima.

Mas nada que apague o brilho do que ele fez pelo CAP. Ainda bem que ele tem consciencia que o tempo dele ja passou. Ou seria uma falsa demonstraçao de humildade ? Enfim...

Eu sinceramente gostaria de ver gente novo tocando o CAP. Chega de MCP, de MM, de coisas ligadas a um e a outro. Chega dos mesmos. Muito obrigado por tudo que fizeram, mas chegou a hora de colocar gente nova, com ideias novas e com objetivo de CONQUISTAS, pois é disso que vive um clube de FUTEBOL !!!

SDS RN
Gustavo

Julio disse...

Guerrilha, faltaram estas perguntas;
a)Em 2006, 2007 e 2008 o Sr comandou sozinho o CAP. Deixou o clube com uma dívida de R$ 25 milhões, o Mauro Holzman saiu dizendo que o clube teria um prejuízo de R$ 18 milhões em 2009 e o clube passou 3 anos disputando a ZR do Brasileiro sem nenhum patrocínio. O Sr considera sua gestão como profissional e benéfica ao clube?

b) O Sr continua afirmando que o destino do Atlético é se fundir com o Coxa ou Paraná Clube?

c) O Sr considera que que a Arena deva ser realmente dividida com os Trouxas?

d) Para finalizar. Disputar a série B, como o time B da cidade, realmente é tão fantástico como o Sr pregava?

Em tempo. Se a retaguarda era tão inexpressiva assim, por que é que depois que ela abandonou o MCP ele se perdeu e quase faliu o clube? Para quem não sabe, MCP faliu a Inepar e foi tocado da sua gerência pela Previ.

Geca disse...

Cospícuos, ínclitos, probos e, até mesmo, os safardanas confrades deste wébico blog.

Certamente surpreenderei aos menos avisados com o que vou falar. Sim. Admiro sobejamente MCP. Administrativamente ele foi Midas, rubronegramente falando. Negar sua importância e seus feitos é pôr venda nos olhos.

MCP será eternamente lembrado entre os grandes dirigentes da história do Atlético, por toda a mudança estrutural do clube e todo aquele bla bla bla recorrente. Certamente muitos contribuíram, mas ele foi quem liderou.

Aos afetados pelo petraglismo, digo, com todo respeito, que criticar MCP não é, em hipótese alguma, diminuí-lo, nem desrespeitá-lo, tampouco uma atitude de ingratidão. Ninguém é inatacável, atitudes correspondem a reações... e isso é parte da natureza humana. Não é porque se faz muito que, como num passe de mágica, se tem imputado o poder de agir conforme se acha pertinente. O Atlético é uma instituição, não uma pessoa.

O mais admirável no atleticano MCP é sua visão "tanderquética" além do alcance. Ele anteviu a Copa. Ela está aqui. Muitos esqueceram que quem puxou o barquinho, lá atrás, foi ele.

O administrador MCP, como pessoa pública, é passível tanto de elogios quanto de críticas. O atleticano MCP, o torcedor, esse merece toda a consideração e ser celebrado por escolher as cores certas.

E pra "fechagem", recorro a mim mesmo, dizendo que... "o problema não é o MCP, são os petraglistas. Esses são chatos pra burro."

Parabéns, MCP.

Fernando disse...

Parabéns Presidente, muitos anos de vida!!! Ah, que bom seria, se o Petrália voltasse algum dia!!!

Luiz Andrade disse...

Em termos de gestão patrimonial os feitos do Petraglia são um "case" mundial.

E termos de gestão de futebol, os resultados foram controversos.

Foi campeão brasileiro mas brigou com o presidente Marcus Coelho, com o Geninho, etc...

Qdo foi vice em 2004, brigou com o Levir e Deus me pedoe, não dá para engolir a versão apresentada por ele.

Em 2005 foi vice da Libertadores em uma campanha que o pegou de surpresa, pois ele mesmo havia declarado que nõs eria aquele ano que venceríamos o torneio. O amadorismo com que foi tatado a questão do estádio na final, contrasta com a imagem de excelência administrativa.

Em termos de relações humanas infelizmente ele precisa fazer uma reflexão e reve seus conceitos.

Jamais teve pessoas a seu lado ou quier para si todos os méritos? Chegou em 95 e encontrou esse pessoal que havia deixado o CAP à beira da falência?

Ué? Mas e aquela foto ali do vice-presidente do DEPARTAMENTO DE FINANÇAS? Um vice financeiro não teve nada a ver com a situação do clube? E a "retaguarda atleticana no início da década de 70"? E os "40 anos envolvido com o clube"? Ou estava lá como esse pessoal que ele agora renega ou entrou em 95? O será que os outros foram responsáveis apenas pelas coisas ruins e só ele pelas coisas boas?

Febrão disse...

Volta MCP!!!

Sincero disse...

E o técnico? tá foda de esperar...

Aparecido José disse...

Duas coisas que marcaram a vida do Petralia no Furacão e que deveria ser seguida pelos proximos presidentes: Ambição e Ousadia. Principalmente é oque falta nesta gestão atual.

Charlie disse...

Parabéns eterno Presidente Petraglia.
Você foi, é e sempre será um grande exemplo a todos nós.
Um abraço
Charlie

Julio disse...

Olá Luiz Andrade, perfeita análise. Mas falando dos vivos. Falcão não vem mais. O problema são os nomes pintados, Silas e Geninho. Silas é uma aposta de risco e o Geninho eu acredito que já deu o que tinha que dar. Se não deu Falcão, que vão atrás do Levir, Autuori, Nelsinho ou até mesmo Caio Junior, mas esta definição deve acontecer antes de segunda, pois teremos uma semana cheia antes do jogo com o time B da cidade.

Alan Bike disse...

Homens raros como Mário Celso Petráglia deve ser sempre lembrado e respeitado; foi mínimo o deslize se é que houve; as suas intenções por mais estranhas sempre foram voltadas para os interesses do Atlético. A questão tão debatida de empresariar atletas, simples, tirou de fora e trouxe para "dentro"; para que dar lucros para outros se você mesmo pode fazer? Nepotismo só é ilegal para os atuantes no governo e não se aplica à entidade particular. A questão Levir é outra que não passou de um mal entendido. Culp tratou o MCP como "amigo" e não foi entendido pelo homem sério Petráglia. Capítulo encerrado cada qual cobrou a sua parte e nós os torcedores é que ficamos no "prejuízo".
Sobre o Falcão, sentí um alívio por não ter dado certo. Agora Silas, hum(?), acho que o nosso Leandro faz melhor e mais barato!

El Paranaense disse...

Se não deu certo com Falcão, deixa o Paulo Baier de técnico e jogador como ele já vem exercendo esta função e o LN fica como seu auxiliar ao lado do campo!

contraditor disse...

Peraí, deixa eu ver se eu li o primeiro comentário, do tal do Mike, direito... tínhamos um estádio "pior do que a vila capanema"? VOCÊ ESTÁ DE SACANAGEM?
Mike, o senhor é um FANFARRÃO. Deve ser da geração Arena, que nunca foi na Velha Baixada, pra falar um ABSURDO desse.

Anônimo disse...

cialis cialis generika erfahrungen
acquistare cialis prezzo cialis
generico cialis cialis generico andorra
cialis prix vente cialis

Anônimo disse...

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]bestellen cialis[/url] cialis 20mg
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]acquistare cialis[/url] cialis farmaco per impotenza
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]precio cialis[/url] cialis
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]cialis achat[/url] prix cialis en pharmacie

Anônimo disse...

http://commandercialisgeneriquefr.net/ cialis generique
http://acquistarecialisitaliaonline.net/ cialis dove comprare
http://comprarcialisespanaonline.net/ cialis
http://achetercialisfranceonline.net/ acheter cialis france

Anônimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ achat viagra
http://prezzoviagraitalia.net/ acquistare viagra
http://precioviagraespana.net/ precio viagra