quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Seguindo os passos da Majestade do Arco

Não recorri aos alfarrábios, apenas à velha memória de um cansado guerrilheiro.
E, se ela não me trai, Neto é apenas o segundo goleiro atleticano em toda a história a ser convocado para a seleção brasileira. Antes dele, apenas Caju, a Majestade do Arco.
Roberto Costa, o Bola de Ouro, foi convocado em 1984, mas já não estava mais no CAP - havia sido negociado com o Vasco.
Assim, o jovem Neto já gravou definitivamente seu nome na história do Clube Atlético Paranaense.
E que a passagem pela seleção signifique apenas o início de uma carreira brilhante no Furacão. Como foi a de Caju.

4 comentários:

Mylla disse...

Certíssimo!

Julio disse...

Mérito também ao Tedeschi. Depois que ele assumiu a preparação melhorou muito. É a fórmula do Furacão que sempre deu certo a partir de 1995. Comissão técnica própria; auxiliar, preparador físico, preparador de goleiros, fisiologistas, etc. Parabéns ao Neto!

CAVEIRAHHH DE TOLEDO-PR disse...

E PENSAR QUE TINHA GENTE QUE DEFENDIA O FRANGUEIRO GALATTO...

Anônimo disse...

Eu já defendi o Galato, teve bons momentos, assim como perdemos pontos por causa dele.
Titio Enéas - que vai morrer defendendo quem defender o manto sagrado