segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Carpa quer Rhodolfo na seleção

Da Gazeta do Povo:

Seguro na bola aérea, limpo nos desarmes e líder absoluto da defesa atleticana. O zagueiro Rhodolfo é um dos principais personagens da reação rubro-negra no Brasileiro. Aos 24 anos, ele só recebe elogios do técnico Paulo César Carpegiani, que quer o defensor na seleção brasileira – até hoje, o jogador teve apenas uma convocação para a seleção pré-olímpica, no fim de 2007.

“O Rhodolfo está sendo excepcional. Vem tendo um desempenho excelente e é um jogador do nível da seleção brasileira”, elogiou o treinador, logo após a vitória sobre o Atlético-GO, por 2 a 1, no sábado, dando uma dica ao colega Mano Menezes.

A subida de produção do Rubro-Negro no Brasileiro – nos últimos 29 dias perdeu apenas um de nove jogos – está baseada também na segurança defensiva. No período, apenas seis bolas balançaram a rede do goleiro Neto.

Mesmo assim, Carpegiani não está totalmente satisfeito com o desempenho da retaguarda. Dizendo-se perfeccionista, o técnico ficou incomodado com alguns lances que resultaram em gols adversários.

“Tem de sempre ficar muito atento. Se não tiver um adversário na frente, deve estar nas costas. A zaga é a porta da nossa casa e não podemos dar a chave para ninguém. Ter de ter um cuidado maior”, alerta o treinador.

O recado é assimilado pelos defensores. Atualmente, a dupla titular é formada por Rhodolfo e Manoel, mas Leandro atuou em Goiânia por causa da suspensão do segundo. Diante do Internacional, quarta-feira, na Arena, o setor deve ter novamente os dois donos das posições.

“Nosso time está com o entrosamento muito bom. Um erro ou outro é normal às vezes. Mas a gente tem acertado muito mais do que errado”, avalia Rhodolfo, capitão do time na ausência de Paulo Baier, outro que cumpriu suspensão diante do Dragão.

No elenco profissional da Baixada desde 2007, Rhodolfo é o jogador da atual equipe que está há mais tempo no clube. Se contar o tempo de base, já se vão oito anos de CT do Caju. Período no qual vivenciou dramáticas lutas contra o rebaixamento e participou como titular da conquista do Paranaense do ano passado. Agora ele quer mais e vê nas recentes vitórias fora de casa o diferencial. “Equipe que quer subir no campeonato tem de ganhar fora. E nós já estamos aí na quarta vitória”, aponta.

7 comentários:

JMK disse...

Rhodolfo é atleta, que foi muito criticado como o foi Antônio Carlos, mas jovem e de personalidade superou as maledicências chegando onde chegou com legítimo mérito próprio.
Também sou da opinião que ele merece seleção e torço vê-lo atuando na Copa 2014. Manoel é outro que teve uma evolução muito rápida, seguro e bom caráter. Covardia da turma dos cornetas querer que Leandro jogue igual!

Anônimo disse...

a furacao de hoje estampa.TODOS JUNTOS PELO ATLETICO. com a foto da final do paranaense de 2008.
eu peço de coração a todos vamos apoiar o atletico parar de so xingar mais xingar, CHEGA!
vamos fazer a baixada virar um caldeirão igual sempre foi, vamos apoiar o nosso amor o furacão da baixada.
temos que ser assim, se nos fizer isso pode colocar mais uma estrela em nosso peito.
por que o atletico com sua torcida vira sim invencivel.
e esssa imprensa é sem comentarios bando de FDP.
essa é a nossa hora de ajudar tbm.
concordam comigo???
PRA CIMA ATLETICO!!!

Anônimo disse...

Ouvi falar que vão interditar o Prajá e nós vamos ter que beber em Joinville até o carnaval

Anônimo disse...

cristiano rodolpho é o cara, rodolphera

Julio disse...

Já fui muito criticado por acreditar que o Rodolpho é um grande zagueiro. Chegaram a me xingar uma vez por eu o elogiar junto com o Chico. Os dois deram a volta por cima. Se Deus quiser, ainda neste brasileiro veremos o time com Neto, Rodolpho, Manoel, Heracles, Chico e Deivid em campo. Seis jogadores da base que possuem grande talento. O CT do Caju precisa agora revelar meias e atacantes. Estão faltando estes elementos para o Furacão soprar ainda mais forte.

Anônimo disse...

Se o cara jogasse no eixo do mal já estaria na seleção e faz muito tempo.

Geca disse...

Bom, eu, por diversas vezes, levei algumas descascadas de amigos por defender que o Rhodolfo tinha grande qualidade, todavia, não vou culpá-los por isso, pois acertei, como poderia ter errado na avaliação.

Fato é que o "Cristiano Rhodolfo", fez algumas más apresentações e teve maus momentos. Talvez nem por culpa dele, mas da baixa qualidade dos escretes do qual fez parte. Lembro-me de, insistentemente na Baixada, torcedores hostilizarem o guri.

Rhodolfo tem origem humilde, ama o CAP, desenvolveu seu futebol aqui, e perante as insistentes críticas, baixou a cabeça e trabalhou. É gratificante ver um cara desses se sobresair.

Parabéns ao "suprasúmico" Rhodolfo.