sábado, 21 de agosto de 2010

Napoleão de hospício

O meu compadre Peçanha, colaborador habitual do blog, conta que ficou emocionado com a lembrança do arco-íris no Tarumã numa épica tarde de 91, naquela vitória contra o Flamengo. Valeu Peça. Como ele não é caboclo de deixar barato me mandou um testemunho sobre outra vitória contra o Flamengo. Olha aí:

Guerrilheiro, foste na jugular de novo. Eu estou encharcado daquela chuva até hoje. E me fez lembrar de outras vitórias contra este adversário de domingo. Sempre ao sol e a chuva, como deve ser o futebol. Antes de começar peço licença para apresentar um rápida tese une os dois melhores times de futebol da história. A seleção brasileira não teria sido campeã em 70 sem o João Saldanha na preparação. Mas, também, não teria sido se ele não fosse demitido.

A coragem e o temperamento do “João sem medo” foram fundamentais na escolha do elenco, na confiança da moçada, e tudo o mais. Chegou um momento porém, que era encrenca todo dia. Saldanha batia de frente com a imprensa, com os craques do time, com a direção. Mesmo que ele tivesse com a razão na maioria das vezes, o ambiente avacalhou – algo que é fatal no futebol. Fez-se a troca. Veio o apaziguador e sortudo Zagallo e com ele, o título mundial.

Exatamente a mesma coisa que aconteceu com o Atlético em 2001. Nunca teríamos sido campeões brasileiros se não fosse a preparação comandada por Mário Sérgio Pontes de Paiva. Contudo, tenho certeza que o Nem não levantaria o caneco se ele não tivesse vazado na hora certa. Foi ótimo pela preparação física, pela consolidadção do 352 com os caras certos, pela efetivação do Kléberson e tudo o mais.

Mas chegou o tempo que ficou tudo uma grande zona. O auge foi em uma derrota para o Palmeiras, no Parque Antártica. Lembro que o MS apresentou um comportamento pra lá de estranho aquele dia. Mostrou as bola pra torcida dos caras, falou palavrão pro reporter de TV, ameaçou divulgar uma “lista da gandaia” no final do jogo. Tenho pra mim que ele tava mais doidão do que o habitual naquele dia. O ambiente tinha virado zona. O Carambola pegado fogo.Histórias escabrosas sobre a famosa casa da sacanagem (uma história ainda por contar). Algo precisava mudar. Veio o tranquilo e malandro Geninho e com ele, o título nacional.

No dia 11 de agosto de 2001, Mario Sérgio e Zagallo eram os treinadores do Atlético e Flamengo. Foi uma verdadeira surra do Furacão no urubu. Eles tinham acabado de ganhar o título contra o Vasco (aquele gol do Pet que a Globo passa uma vez por semana). Vieram cheio de marra levaram 4x0. Gustavão logo no primeiro minuto. Alex Mineiro e Kléber cada qual em um dos tempos. E Rodriguinho para sacramentar a goelada fez um golaço. No final o Mario Sérgio profetizou que o Rodriguinho seria titular da seleção. Tudo bem. Isso tudo é uma espécie de homenagem. Pra lembrar da melhor atuação do CAP sob a administração esquizo do “napoleão de hospicio” de lingua presa- o tecnico que só prepara. Saudade daquelas tardes de domingo. Grandes festas de cerveja na Baixada.

O nosso time :
Atlético: Flávio, Igor, Nem e Gustavo (Erandir); Rogério Souza ( Rodriguinho), Pires, Adriano, Kleberson e Ivan; Alex Mineiro (Souza) e Kleber. Técnico: Mário Sérgio. No Flamengo, lembro do Pet, Beto e Julio César, o melhor goleiro presepeiro do mundo.

7 comentários:

Mylla disse...

Belo texto, e que o jogo de amanhã inspire mais um texto desses daqui uns tempos!

Anônimo disse...

Que timaço esse de 2001. Bons tempos do CAP. Não o que ele faziam, mas jogavam muita bola!!!! Hoje infelizmente nosso time não acerta mais desde 2005!!!!

Anônimo disse...

nesse jogo a torcida bateu palmas para o véio lobo zagallo, que mandou beijos e tchauziho para a torcida, só que quando tava 4x0 , a torcida cantava: hei, você aí, vai ter que me engolir, vai ter que me engolir. FDP...
Ele ficou indignado com essa cantoria...
SRN

dpt disse...

o time de 2001 da orgulho de torce, nas ultimas tempora o furacao , ja nao elpoga a torcida mais ,
post manero .

Anônimo disse...

Começa o jogo.... Gooool do Ipatinga !
Falta para o Coritiba... Gooool do Ipatinga !
Pênalty para o Coritiba... Gooool do Ipatinga !
Acaba o jogo....Gooool do Ipatinga
Já é domingo... Gooool do Ipatinga

Anônimo disse...

Daqui prá frente, o coxinha vai ladeira abaixo. 5x1? He,he,he! Foi pouco!

Anônimo disse...

Olha a turma da madruga aí, hehehe
Titio Enéas