sexta-feira, 2 de julho de 2010

Fiep poderá ajudar na adequação da Arena padrão Fifa

Por Felipe Lessa:


Uma mobilização da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) se tornou a nova alternativa para adequação da Arena da Baixada ao caderno de encargos da Fifa.

Com o empresariado paranaense receoso pela possibilidade de Curitiba perder a vaga de subsede da Copa do Mundo 2014, a entidade entrou nas negociações pelo financiamento das obras do estádio rubro-negro.

Como o Atlético se dispõe a financiar apenas 33% das obras, caberia à Fiep recrutar filiados e parceiros locais e estrangeiros para ajudar a bancar o restante da adequação do estádio.

Duas contrapartidas estão em estudo por clube e líderes empresariais, que ganhariam o direito de nomear setores do estádio por tempo indefinido e repassar cadeiras e camarotes para empresas colaboradoras.

As negociações ganharam corpo no início da semana, durante reunião que durou cerca de três horas no setor de engenharia do Atlético. O superintendente do clube, Renato Requião, e o diretor de marketing rubro-negro, Paulo César Verardi, foram os responsáveis por receber uma comitiva composta por Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), governo do Estado e Fiep.

O vice-presidente da Fiep, e representante da entidade nas negocições, Hélio Bampi, não se pronunciou sobre o assunto. No entanto, a federação das indústrias confirmou que está intermediando uma alternativa para a viabilidade econômica da Baixada.

“A Fiep está participando de articulações pra tentar viabilizar projeto da Arena, mais no papel de abrir portas e de intermediar contatos com possíveis investidores”, ressaltou a assessoria de imprensa da entidade.

O presidente do conselho deliberativo do Atlético, Gláucio Geara, também confirmou as conversas, mas não entrou em detalhes. Segundo o cartola, a questão está nas mãos do diretor do marketing do Furacão, Paulo César Verardi, que ontem não foi localizado pela reportagem.

3 comentários:

Anônimo disse...

Empresário que quer apenas o lucro da Copa não é empresário, pois não empresaria nada, não passa de um oportunista barato.
Já demorou para aparecer gente para ajudar.
Titio Enéas

Anti-caveirahhh disse...

Caveirahhh disse:
E O GRANDE E RICO, MAS AUTOFAGISTA ESTADO DO PARANÁ NADA!

O que será que o caveirahhh pensa que FIEP está deliberando?

Falou também:
TENHO ORGULHO EM FALAR QUE SOU PARANAENSE, MAS ESTA AUTOFAGIA ME DÁ NOJO.

Que contradição extrema, caveirahhh!! Consegue pensar ainda com esse seu crânio? Únicos autofagistas existentes no Paraná deve ser você&Cia...

Anônimo disse...

meldeuz....esses empresários são mesmo aproveitadores. Querem ganhar o lucro da Copa, ao invés de dar 100 milhões de brinde ao Atlético, apenas pra alegrar o MM. Esse capitalismo, realmente, é muito selvagem.