sábado, 22 de maio de 2010

O Cartola, em 1963, e o sonho da Baixada remodelada

A revista Cartola, publicada em 1963: destaque para
os sócios do clube e a reforma da Baixada. (Clique para ampliar)

O Cartola mostrava a maquete da Baixada reformada e
convocava os sócios para promoções. (Clique para ampliar)
Caros amigos, vocês já sabem que sou tarado por materiais históricos sobre o Atlético. Bem, novamente por intermédio da Mylla, do Círculo de História Atleticana, pude conhecer mais uma raridade.
Trata-se do primeiro número de uma revista do clube editada em 1963. O nome: Cartola. Com tiragem de 4 mil exemplares, era distribuída gratuitamente aos sócios do clube. Na capa, uma foto de Flamengo x Atlético, no Maracanã, em amistoso em prol dos flagelados da chuva no Rio de Janeiro.
O cabeçalho da edição trazia inscrito a frase O mais belo estádio do Brasil, numa alusão à Baixada e à reforma que estava sendo realizada na época. O sonho de um estádio moderno, além de aconchegante, já era latente naquela época.
O ginásio havia sido reformado e a festa de reinauguração incluía um evento chamado de "Gelorama" - patinação no gelo para os sócios.

Recado do "Cartolinha" aos sócios do CAP.
Outro destaque era a página de quadrinhos, com argumento e desenhos de Nonato. Nesta edição, a história falva sobre Pedrinho, o "formiguinha". Era o "Crack Cartola" do mês. Havia também a sessão chamada "Os grandes tentos rubro-negros", que descrevia gols importantes marcados pelo Atlético. Naquela edição de estreia, o escolhido foi um gol de Cidio, contra o Rio Branco, na Baixada.

A sessão "Grandes tentos do Rubro-Negro" descrevia gols importantes do Atlético... (Clique para ampliar)

... com direito a infográfico "feito a mão".

Pratas-da-casa já eram destaque no time profissional:
70% dos jogadores "ainda nem faziam a barba".
(Clique para ampliar)
Uma página era dedicada a uma espécie de coluna social sobre os sócios do Furacão. Dentre as fotonotícias, uma destacava o casamento de Celso Gottardi, filho de Caju, a Majestade do Arco.
O departamento comercial funcionava muito bem: a revista era repleta de anúncios de estabelecimentos da época. Muitos resistem até hoje, como a tradicional Confeitaria das Famílias e o Banco Itaú, o Açucar Diana e o Guaraná Champagne Antarctica. Outros não mais, como os Pianos Essenfelder, a loja A Musical, a Churrascaria Cavalo Branco e cinemas de rua como o Ópera, que anunciava a estreia de mais um filme do agente 007: O Satânico Dr. No, e o São João, que exibia Minha esperança é você, com Burt Lancaster e Judy Garland.
Preciosidades como esta não têm preço.
E quem quiser ver a revista na íntegra, é só clicar aqui. A Mylla a colocou o arquivo em PDF à disposição de toda a Nação Atleticana.
Essa vale a pena mandar imprimir e encadernar.

12 comentários:

Anônimo disse...

Pura que los pario, sensacional

Anônimo disse...

Na verdade é a estreia do primeiro filme do 007.

Anônimo disse...

Super legal. INCRÍVEL, quer dizer então que o CAP não começou com o MCP???

RMFilho disse...

Na foto dos garotos, aparecem dois que seriam destaque futuramente: um no próprio Atlético - o então volante Alfredo (Gottardi) - e outro no Flamengo - o goleiro Marco Aurélio.

Mylla disse...

Essa reforma da Baixada de 1963 acabou não acontecendo. E incrivelmente, era vendida pelo ator global Paulo Goulart que na época morava em Curitiba.

A reforma só aconteceu em 1967, comandada por Caju e Alberto Gottardi.

Bruno disse...

70% "ainda não faz a barba"!!!
huahuahuauahuahuauah
Essa foi ÓTIMA!
Maneiro esse material!!

Anônimo disse...

Interessante ver o trabalho da imprensa na época, realmente tinham que trabalhar para descrever o que as pessoas não tinham visto. Diferente de hoje que a matéria já está pronta antes do jogo, basta acrescer alguns detalhes e tá fechada.
Enéas

VANGUARDA DA BAIXADA disse...

Não sei porque tanta contrariedade por parte de muitas pessoas em viabilizar um financiamento estatal para a conclusão da Baixada e a realização da Copa 2014 em Curitiba, com quem sabe, jogos até as quartas-de-final por aqui. Os recursos não precisam ser a fundo perdido, somente a taxas módicas e com longo prazo de pagamento, como o BNDES está fazendo em relação a muitos setores da economia em nosso país, e até no exterior, como na Venezuela e na China.

PORQUE OS CRÍTICOS DA COPA NA BAIXADA NÃO ESTÃO CONTRARIADOS COM A GASTANÇA DO DINHEIRO PÚBLICO NAS OUTRAS CIDADES, COM ESTÁDIOS ORÇADOS EM BILHÕES E QUE NO FINAL DAS CONTAS SE TRANSFORMARÃO EM VERDADEIROS "ELEFANTES BRANCOS", POIS NÃO POSSUEM TIMES À ALTURA DE TAIS ESTÁDIOS? AFINAL, NÃO SERÁ APENAS RECURSOS DAS CIDADES E ESTADOS QUE SERÃO GASTOS NESTAS OBRAS, BOA PARTE DO DINHEIRO SERÁ DA UNIÃO, OU SEJA, DE TODOS OS BRASILEIROS, MESMO OS PARANAENSES QUE CRITICAM FINANCIAMENTO PÚBLICO DA BAIXADA.

A falta de apoio ao projeto por parte de nossos conterrâneos da Copa em Curitiba, simplesmente por esta questão do finanaciamento é uma traição ao nosso Estado e também uma hipocrisia, pois muito falam do CAP e da Baixada, mas calam sobre os futuros vertedouros de dinheiro público que se formarão para 2014.

Caso a Copa não venha para CWB, quem asumirá este ônus político e econômico? Quais políticos, quais jornalistas, quais cidadãos? Que se apresentem, pois o Atlético e os atleticanos estão fazendo a sua parte...

SRN

Rochedo disse...

F*da-se a Copa, se a sociedade paranaense não faz questão então nós atleticano que não nos endividemos por ela. 99% dos atleticanos priorizam um bom elenco e voltar a disputar títulos mesmo com um estádio inacabado a ter ver o time falir por uma copa.
Essa pausa no campeonato por conta da copa poderá ser útil se aproveitarmos e apresentarmos o elenco já com os reforços á um novo treinador e nova comissão técnica. Volta Morici Santana. por favor.

Diego Damasceno disse...

Adorei o post. Meu avô Mario Damasceno (irmão do Geraldino), idealizador dessa revista ficou muito feliz de ver tudo isso resgatado. Muito Obrigado

Sandro Michailev disse...

Show de bola !!! Mais uma vez digo que é por causa de pessoas como a Mylla que devemos nos orgulhar cada dia mais de sermos atleticanos. Belíssimo resgate, já catei uma cópia para mim...
Grande abraço.

Vanessa Silva disse...

Oi, estou procurando o endereço da antiga Churrascaria Cavalo Branco. Alguem poderia me informar? Soube que funciona uma pizzaria no local. É muito importante pra minha família. Agradeço quem puder ajudar. Abraços