quarta-feira, 10 de março de 2010

Sonhos

Por Augusto Mafuz:
Se a diretoria do Atlético não tinha um motivo objetivo para demitir Antonio Lopes, passou a tê-lo: ao se rebelar contra a demissão, o treinador provou que ainda não estava convencido da falta de padrão de jogo, ou no mínimo da perspectiva de tê-lo em breve.

O histórico de Lopes indica uma derrota, aquela para o Operário. Mais não esconde que o Atlético ganhou só um jogo no interior, onde o futebol parece ter chegado só agora, tanto é o amadorismo.

Nesse processo de demissão do treinador, a diretoria só teve um erro, talvez fatal e que não salve o bicampeonato: demorou dois meses para concluir que o limite de Lopes esgotara no jogo contra o Botafogo, quando o rebaixamento foi afastado.

Errou por paternalismo: fez com Lopes em 2010, o mesmo que havia feito com Geninho, renovando o contrato porque o técnico salvara da queda para segunda divisão. Treinador que termina o ano como salvador não deve ficar. Para salvar, tem que chegar ao esgotamento, e para isso tem que se desgastar.

Há quem questione Leandro Niehues como solução, porque é jovem, tem pouca experiência, e ficará desconfortável numa vida ambientada pela tensão e pela paixão, como é a do Atlético.

A diretoria está absolutamente correta, porque tomou a mão de direção adotada pela maioria dos grandes clubes do futebol brasileiro. Os antigos treinadores há tempo deixaram de ser opções imediatas e prioritárias, e se transformaram em exclusões de desespero de final de campeonato.

Há exemplos significativos: no Santos, Dorival Júnior; no Flamengo, Andrade; no Vasco, Vagner Mancini; no Cruzeiro, há três anos, o melhor de todos Adilson Batista; no Grêmio, Silas, e no Palmeiras, Antonio Carlos. E há exemplo mais clássico e objetivo dessa nova ordem, do que Dunga, que assumiu a Seleção como um estranho na profissão, sem nunca ter sentado no banco, e hoje é quase unanimidade no Brasil?

Os antigos treinadores envelheceram não em razão da idade, mas da falta de humildade de voltarem à sala de aula. Não há profissional, seja qual for a classe a que pertença, que sobreviva sem se reciclar.

A busca da solução dada pelo Atlético com Leandro Niehues, ao contrário do que alguns comentários sugerem, não tem o caráter de imediatismo, ocupação improvisada de função. Estudioso, moderno, dirigindo o J. Malucelli, Leandro foi o melhor treinador do campeonato de 2009.

Se tiver o apoio que eventual treinador de ponta teria, será um sucesso. É um jovem sem vícios, estudioso, com o sonho e o ideal de ser um grande treinador, e já no clube que lhe é caro, o Atlético. Bem escreveu Fernando Pessoa: “Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo”.

22 comentários:

Dindo disse...

Coincidentemente todos os citados pelo Mafuz, jogaram bola prá carai. Espero estar errado...

JMK disse...

O futebol é um esporte coletivo e é fundamental a participação de todos, não se pode ficar refém de individualismo e de bolas paradas.
Treinador que se preze deve visualizar como jogam cada atleta e montar um esquema em que a máquina engrene.
Apenas citando um exemplo o Javier é melhor jogando pela meia esquerda recebendo bola vinda do meio ou da direita. Por que então não implantar, "sempre que possível", passes destes lados para ele?
Assim fazendo com todos os atletas com absoluta certeza o rendimento da equipe será o melhor possível.
Faltou isto para o Lopes.

Luiz Felipe disse...

A única coisa q faltou pro Lopes foi ter tirado um dos volantes contra o time B, na entrada do Paulo Baier

Anônimo disse...

Para time de primeira que só ganha um jogo fora de Curitiba, existe duas hipótese:
1) Grande maioria de jogadores de baixa qualidade técnica, ou;
2) Técnico que não consegue montar uma jogada ensaiada durante os treinamentos, este técnico por ser ultrapassado pelo tempo, perdeu seu espaço na modernidade.
Troca-se o técnico.

Anônimo disse...

MAFUZ ESQUECEU DE CITAR NA RELAÇÃO DOS TREINADORES QUE TODOS OS CLUBES TINHAM INVESTIMENTO EM JOGADORES, E NÃO UM MONTE DE DESCULPAS COMO AS QUE OUVIMOS ULTIMAMENTE!

Gustavo GR disse...

Tambem esqueceu de citar que, no começo de 2008, tinhamos um time ajeitado, com bons valores como Claiton (jogando muito) e Ferreira, e, tambem tinhamos um bom treinador (Ney Franco) que tinha coseguido dar um bom padrao de jogo ao CAP e fazia com que jogadores como (PASMEM) Danilo,jogasse bem. Da noite para o dia a Diretoria desmontou o time, vendendo Claiton, Ferreira, Jancarlos, nem ao menos aguardando acabar o Campeonato, nao trouxe peças de reposiçao a altura e disse ao treinador: SE VIRA. Em cosequencia disso, perdemos o Campeonato para os coxinhas e o que aconteceu ? Demitiram o bom Ney Franco.

Mafuz esqueceu de dizer que, SE NAO MUDAR ESSA MENTALIDADE DE COLOCAR A CULPA NO TECNICO POR FRACASSOS DE GRUPOS FRAQUISSIMOS, LIMITADISSIMOS E SE NAO PRIORIZAREM AS COMPETIÇOES EM DETRIMENTO DOS NEGOCIOS, NAO ADIANTARÁ NADA.

Anônimo disse...

Jancarlos pediu para sair, ferreira exigiu ser emprestado e ainda hoje rende uma puta grana para o clube, e o clayton era dono do passe saiu por livre e espontanea vontade porque queri fazer grana no japão, esse era o fato.

o ney foi embora porque perdeu um campeonato, e não porque empatou um jogo no meio do campeonato, mas também mandaram embora o maculan que era o diretor de futebol na ocasião e colocaram nosso atual presidente para cuidar desse departamento.

Anônimo disse...

Vendo o Augusto Mafuz dizer fica claro o vascu...fez isso mesmo subiu com um treinador trocou logo em sequencia.....TAH CERTÍSSIMO ACREDITO NO POTENCIAL DO LEANDRO E SABIA QUE SUA HORA CHEGARIA.....

BOA SORTE...BOKAO

Julio disse...

Resumindo tudo, os dois posts. Hoje o Atlético tem 6 jogadores que podem vestir a camisa do clube no Brasileirão: Neto, Manoel, Márcio Azevedo, Valência, Paulo Baier e Bruno Mineiro, muito pouco. O Tartá pode se firmar. O Clayton e o Alex Mineiro são incógnitas. Não sei qual é o nível do João Carlos, goleiro reserva. Héracles, Guilherme, Marcelo e Deivid (se vingarem), Bruno Costa e Javier Toledo são reservas, mas notem, destes, apenas o último tem alguma experiência. Somando todos estes jogadores, temos no elenco 14 jogadores para o Brasileirão, faltando nada menos que 18 jogadores para montar o elenco, sendo destes, 5 titulares. Durmam com uma bomba destas! E sabe qual é o pior? Tanto o Malucelli, quanto o Bolicenho acreditam que esta não é uma realidade, que está tudo bem. Pensando mais a frente. O Atlético possui alguem com uma postura voltada a títulos, com talento e competência profissional em suas fileiras para ser o sucessor no ano que vem? Ah, antes que me esqueça, não vale citar ditador que quer mudar o nome do time e é mais chegado em fazer negócios particulares e para sua familia do que revelar jogador e dar título a torcida (que para ele é uma falácia e maloqueira).

Luiz Andrade disse...

Independente do motivo, a saída da espinha dorsal do time na véspera da descisão, selou a perda do título, depois creditada ao treinador.

Luiz Andrade disse...

O comentário acima se refere a 2008...

Anônimo disse...

EU ACREDITO EM UM BOM TRABALHO DO LEANDRO, POIS ELE NO J. MALUCELLI ARMAVA BEM O TIME E COLOCAVA O TIME PARA JOAR EM CIMA, NÃO RETRANCAO E JOGAR NO CONTRA ATAQUE.

ESPERO QUE ELE RESOLVA ESSE PROBLEMA QUE TEMOS NO ATAQUE, POIS NOSSA ZAGA NÃO É RUIM , ISSO O DELEGADO DEIXOU BEM ARMADO.

TINHA QUE PEGAR ESSES JOGADORES, DAR UM XAMBÃO NELES, E ARMAR UM ESQUEMA TÁTICO DIFERENTE DOS QUE SÃO USADOS HJ EM DIA.
TIPO ASSIM, JOGAR COM DOIS ZAGUEIROS E O VALENCIA NA SOBRA, LIBERAR O MARCIO AZEVEDO NA LAT. ESQUERDA E O MARCELO PELA DIREITA, COLOCAR NO MEIO O PAULO BAIER MAIS CENRALIZADO E ADIANTADO,O ALAN BAHIA PELA DIREITA E O TARTÁ OU NETINHO PELA ESQUERDA VINDO DE TRÁS, O BRUNO MINEIRO E O WALLISON NO ATAQUE, E POR ESSE TIME EM CIMA DESDE O INICIO DO JOGO, PELO MENOS NESSA MERDE DE CAMPEONATO PARANAENSE.

1- NETO
2- MARCELO
3- MANOEL
4- RODOLFHO
5- VALENCIA
6- M.AZEVEDO
7- ALAN BAHIA
8- TARTÁ OU NETINHO
9- WALLISON
10- PAULO BAIER
11- BRUNO MINEIRO

SRN.
PETERSON

Anônimo disse...

Julio, esse ditador que vc se refere, deu a maior sequencia vitriosa do clube em 85 anos.

Nunca tinhamos vencido tanto:
1998, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2005 além deixar a base que venceu 2009, todos contratados em 2008 exceto marcinho e wesley. 2 copas paraná (1998/2003) copa sesquicentenario
(2003) uma seletiva para libertadores em 1999, no Brasileiro 2001 e o vice de 2004, na libertadores 3 participações com 1 vice campeonato, além da construção da estrutura que hoje você desfruta.

sobre mudança de nome? viaje para fora e veja como chamam seu clube, Atletico é adjetivo, paranaense o Substantivo, adoro passear mundo afora e ser reconhecido, el paranaense, the paranaense.

brasileiro tem dificuldades com a propria lingua e memoria curta.

foram mais de 10 troféus para nossa sala no CT.

Julio, segure essa vontade de postar bobagens e pense um pouco antes...

eramos 3a. força nesse estado atrá do Coritiba e paraná clube.

mas vc se esqueceu, e estamos voltando, até presidente paranista manda no nosso querido clube.

Anônimo disse...

Mafuz analfabeto!

Não sabe a diferença de MAS e MAIS!

Pelamordedeus!

Gustavo GR disse...

Anonimo 13h01, NINGUEM tira o merito do que MCP fez. Mas, salvo se voce for um daqueles fãs e funcionario dele, é impossivel voce concordar com certas atitudes que ele teve. Nao estamos pondo a prova os meritos dele. Isso ninguem pode tirar. Estamos pondo a prova algumas posturas que ele teve, tais como, separar a torcida, proibir os instrumentos, faixas, chamar a torcida de falacia, e essa ideia ABSURDA de arena ATLEtiba ?

E por favor, se voce acha ''cool'' quando voce viaja pelo mundo e escutar o time sendo chamado de Paranaense e se voce acha que o nome ATLETICO é um mero ''adjetivo'' e por isso o time deve mudar de nome, pegue o hino do CAP e comece a cantar:

PARANAENSE, PARANAENSE, CONHECEMOS TEU VALOR...

Na boa meu, defender uma pessoa ou uma causa, sem ponderar o certo e o errado, é radicalismo.

Maumau Ecos Aventura disse...

Tá louco!!!
O Atlético tá virando um time de lavadeiras (fim mals). Um diz uma coisa o outro convoca a imprensa e as vezes coletiva no hotel para os radialistas. Daí um diz uma coisa de manhã o outro vem a tarde para se defender. E então um sai e diz que o outro.....
É de cansar!
Com esse ritmo não se ganha nada e se ganhar não merece. Disso tudo entendi que quem fez depois quis lucrar; quem disse um basta tá se atrapalhando ( pô o MM acabou com o substitudo no final da entrevista).
E o futebol nada. Será mesmo que o CT não proporcionou nenhum jogador. Essa instabilidade não está se refletindo. Vejam o elogio do Dunga ao CT. E para nós ele tá sendo bem usado. CT também se lava a roupa suja e não se criam lavadeiras.
Nota: para quem tá comentando até isso. Os meus erros de português são de propósito.

Gustavo GR disse...

Daqui a pouco vamos ter de mudar o nome do país, pois os gringos escrevem BRASIL com Z. Vai que o Anonimo ai gosta e aha cool isso ?

Anônimo disse...

Se trocou agora para não ter que trocar depois, por que não escolher um treinador mais gabaritado? Alguém com mais experiência, com bons Brasileiros na bagagem... Treinar malutrom, iraty ou outro timeco qualquer é uma coisa, pegar um Corinthians lá no Pacaembu ou um São Paulo no Morumbi é outra. Mais uma do mais incompetente dos últimos tempos, o piadista MM.

Anônimo disse...

Gustavo GR
Estava na Argentina até hoje de manhã e tem verdade nisto, lá Boca e River são Clube Atlético ...
Tem um CAP lá, C A Portenho.
POR OUTO LADO: alguém viu o Grêmio querendo virar "Portoalegrense"?
Ou as galinhas de minas virar "Mineiro"?
Os colegas de Buenos Aires, mais lojistas, "taxeros" e afins conhecem "El Paranaense", alguns não esquecem da derrota do CA River Plate para nós lá dentro, porém alguns deles se referenciaram como "Atlético Paranaense", assim como outros não conheciam e depois de "uma aula" se espantavam.
Agora moçada: nada a ver ficarmos aqui falando de ladrão, fez isso e aquilo, porém estava roubando. è como venerar ex mulher que te largou para morar com o pedreiro, que se exploda...
SRN
Titio Enéas, agora devedor de umas 10 camisas do Atlético em Buenos Aires e região, hehe.

Anônimo disse...

Só uma correção:
CAP não é Clube Atlético Portenho, é C A Platense (pela proximidade de Mar del Plata)
Enéas

Anônimo disse...

Mafuz está gagá e ficou obsessivo ao ser esquecido por Petraglia.
Usa sua coluna para influenciar parte da mídia a favor e outra parte que faz exatamente o contrário do que ele publica.
Será que ele está achando o trabalho do OB bom? Por que ele nunca menciona que o iniciais de modess ferrou com todos os times por onde passou?
Coincidência que o Santos melhorou somente quando ele foi embora com o Luxa? Se não serve para Joinville e Marilia, servirá para o Atlético tendo sido presidente da favela da Eng. Rebouças?

Sem apelar com comparações com o Petraglia mas este Maluceli é um legítimo mala. É um grande químico pois transforma tudo que estava bem em merda...

Basta! Fora Maluceli! Fora OB!

E Os Fanáticos? Não abrem mais a boca por que???
O Petraglia dava um peido eles já ficavam brabinhos e agora o Malu caga na cabeça deles e eles gozam!!!
Sempre fui um fã da TOF mas agora quero distância. Grande decepção.

Carlos - Pilarzinho

ADEMIR LARA disse...

Mafuz!
brilhante seu comentário eu moro em Blumenau nunca dexei de torcer
pelo maior time do Paraná parabéns!