domingo, 11 de outubro de 2009

A velha Baixada, há 51 anos

A foto aérea, publicada na coluna Nostalgia da Gazeta do Povo, mostra parte do estádio Joaquim Américo em 1958 e também o velho ginásio do Atlético. Em primeiro plano a Av. Getúlio Vargas, e o cruzamento com a Buenos Aires. À esquerda, a quadra onde hoje situa-se a Praça Afonso Botelho.
Há 50 anos a Baixada parece que ficava no meio do mato. Hoje, é praticamente centro da cidade.
A coluna deste domingo traz também uma passagem pitoresca: o dia em que caranguejos apareceram no rio Água Verde, ganharam as ruas do bairro e foram parar até nos fundos do estádio do Atlético, onde a piazada se reuniu para caçar os bichos.
Mais uma história para o folclore rubro-negro.

5 comentários:

esou disse...

Como é bela a infância do Atlético!
Hoje é adolescente caminhando para maturidade, um Sêr Imortal.

buenooo disse...

ai meo deos...

Anônimo disse...

Médico ou monstro?
Xarope ou poeta?
O tempo julgará, hehe.

Bruno disse...

Viajei nessa foto!!Difícil imaginar q dali, 50 anos depois, surgiria o melhor estadio do Brasil!Parabéns a quem cuida desse material fotográfico, isso é OURO!

Antonio rodrigues gallo disse...

Em 1980, quando fui trabalhar na B2 ao lado de Sicupira, Pereirinha, Sidney Campos, Romeu Cesar, Dionisio Pivato, Capitão idalgo, Durval Campos e Lombardi Junior, ainda existia esse Ginasio de Esportes na Arena da Baixada.