domingo, 11 de outubro de 2009

A receita certeira do Professor Lopes

Por Lédio Carmona:
Quando Antonio Lopes retornou à Arena da Baixada, o Atlético Paranaense estava na zona do rebaixamento, em 18º lugar. A campanha era horrorosa: 3 vitórias, 3 empates, 9 derrotas, 14 gols marcados e 29 sofridos. Retrospecto de rebaixado. Na primeira partida, Lopes foi apenas observador. E o Furacão venceu o Fluminense, em Londrina, por 1 a 0. Depois, entrou em ação. Arrumou a defesa, remotivou Paulo Baier, investiu na polivalência de Wesley, acordou Rafael Miranda e tirou muito mais do colombiano Valencia, um dos melhores volantes (senão o melhor) do Campeonato Brasileiro. Tudo se transformou.
E o retrospecto agora é: 10 vitórias, 5 empates e 13 derrotas, com 29 GP e 39 GC.
Em seguida, o Atlético-PR ganhou do Cruzeiro, no Mineirão, do Botafogo, no Engenhão, e do Barueri, na Arena da Baixada. Nesse ponto, o Furacão estava salvo. Mas continuou forte e muito mais seguro sob comando de Lopes. Ganhou do São Paulo e do Corinthians, empatou com Flamengo e Grêmio, e vendeu caro derrotas para Palmeiras e Atlético Mineiro.

É um outro time. Só porque ganhou padrão tático, força defensiva, confiança e uma série de jogadores, que estavam desmotivados e sem brilho na Arena da Baixada. Lopes pode desagradar muita gente, mas é inegável que ele sabe arrumar um time. E, mais do que tudo, organizá-lo. Pode não ser uma quadro de Picasso, mas sempre funciona e traz segurança.

O Atlético Paranaense é o melhor exemplo desse pragmatismo muito bem-resolvido do Professor.

9 comentários:

Hélio Rubens Godoy disse...

Antônio Lopes em 2005 já tinha mostrado que pode não ser um técnico de seleção brasileira, mas tem seu valor. Se há contrapartida dos jogadores de fazer o que ele manda, pode-se obter um resultado positivo, porque ele pode inventar de vez em quando, mas na maioria das vezes arma o time com coerência. Elemento essencial nesta reta final de campeonato é jogar com raça e disciplina tática.

Tiago disse...

Pois é... e apareceram vários cornetas aqui, à época de sua contratação, pra dizer que o homem era gaga e ultrapassado. O problema é que tem muita gente que PENSA, SÓ PENSA... que sabe alguma coisa de futebol.

Anônimo disse...

Em geral ninguém apoiou a contratação à época, apenas alguns visionários da bola como o grande e marrento sobrinho Tiago acima.
Se Lopes as vezes não tem aquele algo a mais, geralmente não tem o algo a menos. Parabéns a ele na sua idade em ter o discernimento e a energia que têm nos dados os bons resultados recentes.
Titio Enéas

Tiago disse...

Se o Titio Enéas que acha que sabe tudo, mas na verdade é um xarope, o Antonio Lopes aparece em 1º lugar em um concurso ( não estou lembrado do nome) para a escolha do melhor técnico do Brasil. Outra coisa seu titiozinho ,eu não sou visionário, bastava conhecer o histórico profissional do homem p saber que ele é um ¨arrumador de time ¨, principalmente do setor defensivo, que era o nosso grande problema à época.Da minha parte, sempre apostei nele e continuo apostando, apesar dos ¨titios xaropes¨da vida.

Anônimo disse...

Este titio eneas é um chato. Fica chamando todo mundo de sobrinho como se tivesse mais experiência e sabedoria que as pessoas que postam aqui. Deve ser um imbecil frustrado que vem aqui querendo se mostrar acima do bem e do mal.

Kiko

Anônimo disse...

Negativo sobrinhos queridos, eu fiquei é muito preocupado quando trouxeram o Lopes como sendo a última de 30 tentativas, nosso próprio incompetente presidente riu quando perguntaram se o Lopes estaria sendo sondado. Depois, listas a parte fazia um ano que o hoem não trabalhava - então o mercado estava recessivo para ele. Nunca disse que sei tudo, muito pelo contrário, já me penitenciei aqui mesmo por ver que estava errado na opinião (que nem bunda todos têm a sua, digo a própria)da vinda do Lopes.
Aqui se trocam opiniões, argumentos, não tem certo ou errado, tem é pontos de vista distintos, e obrigado pela experiência e sabedoria, é um elogio para quem tanto tem apanhado da vida.
Titio Enéas, experiente torcedor rubronegro, gostei do título, curtam os presentes do dia das crianças e aproveitem, hehe

Anônimo disse...

Titio, não precisa ser irônico em suas respostas, isto só vem demonstrar fraqueza, soberba e infantilidade da sua parte.

Kiko

Anônimo disse...

Caro Kiko (também tive este mimoso apelido na infância - isso é realidade e não ironia)
As vezes a ironia está em como se lê, levanta um ponto legal aí e debatemos. Sem essa de querer demonstrar alguma coisa, isso não leva a nada, não tem essa de afetado.
Só vamos brigar se alguém fizer politicagem em cima do Furacão, de resto mudo de opinião 10 vezes por dia se surgirem novos argumentos.
Grande abraço do Titio Enéas

Bruno disse...

Q parada chata hein rapaziada...um monte de coments INUTEIS!

Falando do Lopes, só o apelido de Pato Velho já diz tudo...futebol é simplicidade+empenho+organização tática e um pouco de habilidade, q a maioria dos profis hj não tem...o cara chegou e fez aquilo q é aplicado há trocentos anos, e tem dado certo!Não é uma Brastemp, como ele mesmo disse, mas ta ae, mostrando o que sabe!