segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Alegria

Por Juarez Vilella Filho, na Furacao.com:
Acompanhei um pouco daqueles anos que a gente gosta de lembrar mas só como exercício de atleticanismo, pois nossa vida era muito dura. Pinheirão indo de Interbairros II lotado ou jogos tomando emprestada a Vila Capanema ou o Couto para os jogos a noite e ouvindo das outras torcidas um grito que doía no coração: sem terra! Era mais doído do que ultimamente ouvíamos, agora sem sentido, sobre o “meio estádio”.

Eles com uma estrela dourada no peito e trazendo alguns bons jogadores que haviam brilhado no eixo Rio-São Paulo eram quase sempre favoritos, enquanto a gente ia buscar soluções no Toledo e Matsubara. Tempos difíceis aqueles em que vencer um Atletiba era nossa grande meta anual.

Hoje estruturados, maiores dentro e fora de campo, com um estádio de verdade e muito melhor que o deles, assistimos o contrário acontecer. A comoção pelo clássico, a maneira como eles querem se mostrar para nós, como o menino do campo aguardando o primo que mora na “cidade grande” para mostrar do que é capaz são cativantes.

Enquanto o Coritiba se levar a sério como tem se levado, com um locutor que nos chama de “atletiquinho”, colocando músicas ininteligíveis de sua torcida, postando A. Paranaense para tentar fazer chacota, enquanto seu ídolo se preocupa em fazer banana pra gente ao invés de comemorar uma bela vitória com sua torcida, fico tranquilo. A diferença nossa para eles é abismal e só tende a aumentar.

Não sinto pena porque seria falsidade. Prefiro ficar com meu sorriso de canto de boca e pensar que ser atleticano é uma dádiva divina e cada vez mais me convenço que é muito melhor perder sendo atleticano do que vencer sendo coxa.

21 comentários:

Fernando Silva disse...

mas não justifica o Atlético estar sempre "entregando" o ouro pras paquitas ultimamente... já foi assim ano passado, entregando o título em casa... já aconteceu esse ano, levando quatro gols em casa... e agora ontem, entregar novamente o jogo no minuto final... se fosse um caso isolado td bem, mas foi no mínimo o terceiro ou quarto jogo que entregamos no final... isso não pode ocorrer com um time que se acha grande ou maior que nossos rivais verdes. todos temos orgulho de ser atleticanos, mas não é aceitável acontecer o que vem acontecendo ultimamente, perder jogos ridículos, lutar todo ano pra não cair... ficar contente por se classificar pra sulamericana, pra fazer vergonha quando estreia... time grande tem que ser sempre favorito!!

Anônimo disse...

até o último lance as paquitas tavam é cortando prego, cagando de medo de perder pontos pro furacão e ainda cair pra segundona no ano do centernada...

mas fazer o q? vida de time pequeno é assim mesmo, quando ganha do CAMPEÃO do estado fica td feliz, parece que ganharam o campeonato mundial hahahaha

eita torcidinha medíocre

Anônimo disse...

alguém tem o lance da última falta? que na verdade não foi... engraçado não passar nada na tv...
e o carrinho no Wallyson? falta pra expulsão e nada...
eu tava lá do outro lado e não consegui ver

Anônimo disse...

O coxa tem um estádio antigo, ultrapassado. Nós temos um estádio novo, inteiro e não meio, e moderno. Mas as diferenças, ao que parecem, param por aí. Ou alguém esqueceu que estamos indo para o segundo ano simplesmente nos livrando do rebaixamento.

Anônimo disse...

Porra, acabei de ler na Furacão.com que o juiz não colocou na sumula a caneta que foi arremessada no Paulo Baier.

Ricardo disse...

o replay do lance da falta quase não passa. O Marcinho simplesmente nem encostou no vagabundo... Mas não justifica a falha de marcação na cobrança da falta...

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

o seu ervilha do caralho vasa da qui que eu saiba aqui e blog de time gransde ao contrario de vcs!!!!!!!!

esou disse...

Disseste a verdade, Guerrilheiro.

Foram anos difíceis para nós e para o CAP, que os do Alto da Glória (bairro) não davam a mínima para o Portfólio Atleticano.

A ascensão Atleticana foi tão rápida que o clube de lá, quando se deu conta, já estávamos muito à frente.

Lá eles eram absolutos, aqui estão sentindo o gosto amargo da derrota empresarial: Patrimônio, Torcida e por que não, Time.

Chamavam-nos de pó-de-arroz, de cartola, denotando time de minoria, hoje nos chamam de cãozinho de estimação... que delícia, não?

Gastam tudo que arrecadam em fazer uma equipe que nós vença e nada mais que isso. Por que iríamos entrar na deles e nos desgastar? Ao invés, perseguimos o Futuro e não o Passado como restaram aos coxas.

Frase que completa tudo, dito pelo Guerrilheiro da Baixada:
"Prefiro ficar com meu sorriso de canto de boca e pensar que ser atleticano é uma dádiva divina e cada vez mais me convenço que é muito melhor perder sendo atleticano do que vencer sendo coxa."

Eu também!

esou disse...

Corrigindo, o autor do texto que é o:

Juarez Vilella Filho, colunista do Furacao.com

Desculpem o lapso!

Anônimo disse...

Caros Amigos....Alguém da estatística ai que saiba eme dizer se na Era do Malucelli nós ganhamos algum Atletiba? Não quero levantar a lebre mais...

Fernando disse...

eu achei papo furado... se estamos assim tão a frente das paquitas, pq nos ultimos confrontos estamos muito aquém a eles? ser atleticano é uma dádiva, mas para o sorriso ficar no rosto devemos sim sempre ser os favoritos e vencer os classicos, e não passar vergonha e jogar como se fosse um jogo normal... falta muita raça e vontade ultimamente em classicos! não adianta só falar que somos melhores ou superiores, temos que provar em campo SEMPRE!

Anônimo disse...

Caro juarez: é isso que voce quer pro futuro?
todos os atleticanos com esse "sorriso de canto de boca", enquanto o atlético luta a dois anos pra não cair?
perguntar não ofende 1 quanto tempo o atletico nao ganha um atletiba?
perguntar nao ofende 2 você sorri toda vez que seu time perde para o maior rival?
perguntar nao ofende 3 a diferença entre os dois times é "abismal"?baseado em quais fatos "concretos?
responda se puder.

Anônimo disse...

De quem é a maior média de publico sua paquita?
Torcidinha de merda que não tem 38 pila para ser sócio, torcidinha de final, decisão e contra time grande. So assim para colocar gente naquele pinico gigante.
Colocamos 67.391
pessoas esgoto Pereira. É o recorde em estádios paranaenses e nunca mais será batido

Anônimo disse...

Durma com essa seu coxinha. o Recorde de publico no seu estadio é do maior rival... hahahahahaha
CHUPAAAAAAAA

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

o cambada de burro...nos últimos dez anos de final no paranaense quem jogou o primeiro jogo da final em casa levou o título ou seja quem teve a segunda melhor campanha. Só em 2005 que o Furacao reverteu um jogo assim. Por isso que nossa arena sempre vira palco pros outros pois sempre temos a melhor campanha. Não é entregar mas no primeiro jogo da final são 90 min na casa do adversário e no último jogo o segundo tempo é desesperador pro time de melhor campanha. Vê se acorda.

esou disse...

Caro Fernando,
Eu como muitos outros torcemos para o Clube Atlético Paranaense (Instituição - o Clube como um todo) e outros que torcem só para o Time "Furacão". A gente entende que para estes não interessam estrutura, passado, futuro; quer o Time vencendo a tudo e a todos agora, no presente conquistando títulos e mais títulos. E quem é que não quer, não é verdade?
Mas também não hão de querer que o CAP acabe num Primavera, num Londrina, num Paraná. Sem estrutura o Clube não se reergue. Coritiba quase não conseguiu retornar à divisão da elite; levou 2 anos e muito prejuízo; e, está prestes a retornar à segunda novamente.
Como o CAP está fazendo isto nunca acontecerá, pode crer. Daí o motivo do sorriso de canto da boca.

Guilherme disse...

Caro Anônimo-perguntar-não-ofende, se a diferença é tão insignificante por quê ultimamente só vemos coxinhas torcendo contra o Atlético, se preocupando com o Atlético, em vez de se preocupar com o seu time?

Por quê vemos coxinhas comemorando gol do adversário contra o próprio time, quando isso prejudica o Atlético?

Por quê só o que os "compositores" da torcida organizada do coxinha só conseguem pensar numa paródia ridícula como resposta para um quase hino como "Atirei o Pau nos Coxas"?

Por quê os Atleticanos, mesmo perdendo o Atletiba, continuavam rindo da cara dos coxinhas? Hem?

Fernando disse...

caro esou, vai dizer então que você também não comemora quando as paquitas perdem e ficam mais próximas da segundona? Vai dizer que não comemorou quando cairam e ficaram 2 anos na segundona? Vai dizer q não comemorou quando foram eliminados pelo Inter? Vai dizer q não comemorou q eles perderam o jogo do centeNADA para o barueri em casa? E ninguém falou que estrutura não importa, isso importa e muito, mas temos uma das melhores estruturas da américa do sul mas isso não está ajudando em nada, continuamos ano após ano lutando para não cair e o pior, perdendo jogos para times que não possuem estrutura alguma! Chega a ser ridículo. Comemorar um classico então, tá mais difícil... se somos assim tão superiores, o time da estrutura, tá na hora de mostrar em campo também e não ficar só no papo furado, ou usando como uma desculpa pelos péssimos desempenhos em campo.

Paulo Metal disse...

O Atléticohoje é o maior Clube do Estado. Temos a maior torcida, melhor estádio, centro de treinamento, maior torcida organizada etc. Também lembro assim como esta escrito no belo texto postado, as enormes dificuldades da decada de 90, não no venhamos nos esquecer que ganhamos 3 títulos, enquanto nesta decada a´te campeões brasileiros fomos, além de vie e das libertadores. Para os coxinhas restou se conformar em ter a quarta torcida do estado,um estádio fétido, uma organizada nem um pouco criativa. Bom é verdade que nossa atual fase não das melhores,mas ão venhamos nos esquecer que a ma fase vem desde o final da era Petralha.
Abraço a todos!