sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Mudanças para enfrentar o Sport

Da Furacao.com:
Sem poder contar com o atacante Alex Mineiro e o ala Wesley, que cumprirão suspensão por terem recebido o terceiro cartão amarelo contra o Atlético-MG, o técnico Antonio Lopes já tem o esboço da equipe que enfrenta amanhã o Sport, na Baixada. Marcinho fará dupla de ataque ao lado de Wallyson, Nei atuará na ala e Fransérgio irá compor a zaga atleticana

“O Marcinho é um jogador rápido e que tem boa técnica, não vamos perder em nada com o desfalque do Alex. O Marcinho irá substituí-lo bem e está em condições de fazer uma boa partida e ajudar a equipe. O Nei mostrou contra o Botafogo que pode ajudar por ali, rendeu mais do que o Raul e fez uma boa partida. Vamos ganhar muito com a presença dele, que tem bastante força e velocidade atuando pelos flancos. Já o Fransérgio vou deixá-lo lá atrás, onde ele já jogou bem contra o São Paulo, onde coincidentemente tivemos o Wallyson e o Marcinho no comando de ataque”, justificou Lopes.

De acordo com o treinador, o Atlético não pode pecar na marcação contra os pernambucanos. “Não pode faltar aquela marcação no campo de ataque e aquela pressão. Após perder a bola acho que isso é muito importante e o time tem feito isso bem. Perdeu a bola já tem que iniciar a marcação, isso precisa ser contínuo. Marcar arremesso lateral, faltas curtas, tudo para que possamos ter um espírito de competitividade grande para sairmos com a vitória”, garantiu o Delegado.

Dificuldades

A partida contra o Sport também é encarada com muita preocupação pelo treinador. “Prefiro jogar contra adversários que estejam no topo e mais acima da tabela, porque eles vêm mais relaxados e tranquilos. Quando você enfrenta um time que está precisando do resultado, numa situação de rebaixamento, eles vêm com tudo, ligados, se doando e correndo o tempo todo. As coisas complicam mais”, disse Lopes. O Sport é a 19ª da competição, com 20 pontos em 24 jogos; marcou 30 e sofreu 44 gols, o que representa a pior defesa do Nacional

Depois de encarar o Sport em casa, o Furacão duela com o Palmeiras e Corinthians fora de casa, confrontos que também devem ter a atenção mais do que especial do treinador. “Todos esses jogos serão difíceis, mas no Brasileiro não tem jogo fácil. O fato de eles estarem brigando pelo G4 ou pelo título não qualifica a equipe, todos são grandes times e apresentam muitas dificuldades, sem dúvidas”, comentou.

Por fim, o técnico disse que o time não deve ser pressionado por atuar dentro de casa. “Não temos que colocar isso para o grupo, essa obrigação toda só pressiona o time e descontrola o grupo. Mas sabemos que em casa temos que fazer o dever”, finalizou.

5 comentários:

Anônimo disse...

Estamos num mau momento. A nossa sorte é que a tabela nos ajuda com jogos fáceis. Sport, Palmeiras, Corinthians, Gremio e Inter. Sorte nossa.

Anônimo disse...

E o Lopes ainda diz que marecinho cachaceiro é uma excelente opção para o ataque, tamo fudido!!!!

Anônimo disse...

O que será que o marcinho pançudo faz que todo técnico gosta dele, porque jogar futebol é o que ele menos sabe!!!!

Anônimo disse...

Hoje é dia de torcer, e não de ficar cornetando.

Anônimo disse...

eita blog. copiar colar da gazeta. copiar colar da nadja. ta devagar devagarinho