quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Arena pode ter verba pública

Da Gazeta do Povo:

Embora o governo federal continue taxativo na norma de que não investirá na construção de estádios, a reunião de ontem reforçou a tendência de que a Arena da Baixada, em Curitiba, pode receber dinheiro público. O gerente do Departamento de Desenvol­vimento Urbano e Regional do BNDES, Rodolfo Torres, confirmou durante encontro em Brasília com o comitê paranaense para a Copa do Mundo de 2014 que devem ser definidas linhas de financiamento para as obras nas três praças privadas – além da Arena do Atlético, o Beira-Rio do Internacional de Porto Alegre e o Morumbi do São Paulo. No Paraná, integrantes do comitê local estudam a hipótese de que governo do estado e prefeitura tomem o empréstimo do banco e repassem ao clube.

A estimativa é de que a Arena precisa de R$ 100 milhões para ser finalizada. A diretoria do Atlético já anunciou que não colocará verba do clube na construção, nem emprestará dinheiro – seja do BNDES ou de qualquer outra fonte. “O impasse é o seguinte: sem estádio pode não haver Copa em Curitiba e, por causa de R$ 100 milhões, ficamos sem os R$ 2,4 bilhões do PAC da Mobilidade”, argumentou o vereador Mário Celso Cunha (PSB), membro do comitê que esteve na reunião de ontem.

O BNDES já definiu uma linha de crédito para os estádios públicos, que depende de uma resolução do Conselho Monetário Na­­cional. A proposta limita o empréstimo a 75% do valor do projeto, com um teto de R$ 400 milhões. Os juros cobrados ficarão entre 7% e 9% ao ano.

Além disso, serão estipulados dois anos de carência e, depois, dez anos de prazo para o pagamento. Todas essas condições serão estendidas para os estádios privados. “Emprestar dinheiro para o clube é uma coisa, outra é investir recurso público da União em uma obra que é privada”, afirmou o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

Outro caminho seria a aprovação de um projeto de lei apresentado recentemente pelo deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS), ligado à diretoria do Inter­na­cional. O texto prevê que o dinheiro aplicado pelos clubes nos estádios seja abatido do pagamento de tributos federais. A matéria está em tramitação acelerada na Câ­­mara desde maio e já foi aprovada, sem emendas, pela Comissão do Turismo e Desporto. (AG)

16 comentários:

JMK disse...

É a Copa 2014 tomando forma para o Paraná!
Que o CAP invista recurso próprio para a conclusão da Baixada no projeto original; a "adaptação exigida" tem que ser, lógico, com dinheiro público. O abatimento no imposto é uma forma justa desde que cubra as parcelas a cumprir, embora a oposição chie.

Anônimo disse...

Truuuccco!!!

Claudio disse...

Avisem a coxarada prá pagar seus impostos em dia. Vamos precisar do dinheiro deles também...!
Hê,hê!

Danilo Pres disse...

Putz Claudio, não podemos contar com os impostos dos porcos coxas, eles costuman penhorar seus jogadores pra pagar IPTU !!!! Hê Hê!

Anônimo disse...

What is coxa?

Flávio Atleticano disse...

By titãs:

"Nós não vamos pagar nada lálálá-lá
Nós não vamos pagar nada
É tudo free!"

Guerrilha, põe essa no jukebox!

rory disse...

BRAZILLL - ZILLL - ZILLL!!!

Ricardão disse...

Flávio Atleticano, esta música originalmente é do grande Raul Seixas, que sempre está aqui no blog.

Flávio Jacobsen disse...

Nóis já paga setentão e ainda querem? Nananina...

Flávio Atleticano disse...

Big Richard!
Pois que se ponha o original, direto da fonte! Só pra alvoroçar as paquitas do esgotão.

Julio disse...

E ainda queriam trazer para o Templo a rapaziada do Esgouto. Boa essa musica heim, Rauzito neles!!!!

Bruno disse...

BRASIL-SIL-SIL!!!!(2)

Rauzito neles guerrilha...

Flavio Atleticano disse...

AEEEE COXARADA ANONIMA! COPIA E COLA!

http://www.youtube.com/watch?v=cO7HY_CUavI

Anônimo disse...

Guerrilheiro,

Estava lendo a outra notícia sobre a Copa na Furacao.com (Curitiba tem duas semanas para garantir verbas para a Copa)e súbito que me deparo com o nome de um conhecido de todos os atleticanos, RICARDO GOMYDE. O mesmo cara que é dirigente no Xoxa, o mesmo que tentou de todas as formas boicotar, senão, sabotar a indicação da Baixada para sediar os jogos do mundial. Este sujeito, sem mandato eletivo, se especializa em arrumar uma teta pública para mamar. Estava no governo do Estado e agora? É "assessor especial" do Ministro dos Esportes Orlando Silva, do mesmo PC do B, partido de Gomyde. É bom ficar de olho neste cara, conhecendo sua ficha, não podemos esperar nada de bom dele. Por ser um político de quinta categoria, não tem competência para ser nada, muito menos assessor especial de um Ministro de Estado, e ainda tratando de um assunto tão importante como a Copa do Mundo. O picadeiro está armado, e o clow está no meio, pode sair alguma M...

SRN

Anônimo disse...

A minha felicidade é ver o porcos lá de cima pagar impostos para conclusao do nosso estádio.

esou disse...

Imagine só, nós investindo fortuna na nossa casa e vir gente de fora e afixar na nossa porta uma placa escrita PR (Põe-se na Rua ou Príncipe Regente) e honradamente ter que ceder o Santuário graciosamente (à Copa 2014)!
Os tempos são outros. Quer utilizar o nosso Reino? Emprestaremos sim, desde que paguem aluguel e todas as outras despesas de seu interesse.