domingo, 23 de agosto de 2009

Pra ficar na memória

Ângulo "invertido": tal qual há 15 anos, atleticanos poderão
assistir aos jogos na arquibancada da Brasílio Itiberê.

Algumas datas são marcantes para o Atlético e os atleticanos. Hoje, 23 de agosto de 2009, será uma delas.
Pela primeira vez em 10 anos, chegaremos à Arena e não veremos aquele muro que nos incomodou por quase uma década, nem o topo de um colégio verde, e muito menos obras de fundação e retroescavadeiras. Entraremos na Baixada e veremos uma arquibancada rubra, lotada de gente, atleticanos de carne, osso, alma e coração. Atléticanos que poderão finalmente ver o Atlético por um novo ângulo na Baixada.
Há 15 anos e meio, quando adentrei no santuário reconstruído por José Carlos Farinhaque, bem mais modesto do que a atual Arena mas tão aconchegante quanto, foi exatamente ali que me postei: na reta da Brasílio Itiberê, cujo lance de arquibancada terminava justamente no fatídico muro e que na época ganhou uma cobertura metálica.
Foi ali, daquele ângulo "invertido", que pude ver o renascimento da Baixada e o gol de Ricardo Blumenau, que sacramentou a vitória na festiva partida contra o Flamengo.
Hoje, a festa fica só por conta da torcida.
A partida é oficial e dificílima.
O São Paulo está invicto a nove rodadas, num sprint que o levou aos primeiros lugares do campeonato.
Já o Furacão não terá o guerreiro Nei - jogador que se destacou nas últimas rodadas, dando velocidade e versatilidade ao setor defensivo. Um trio de zaga de garotos terá a missão de parar Washington e Dagobambi: Fransérgio, Chico e Manoel.
Na frente Wallyson volta a ganhar uma chance, e Alex Mineiro, a princípio, fica no banco como uma opção do delegado Antônio Lopes para o segundo tempo.

Com isso, o Atlético deve começar a patida com Galatto; Fransérgio, Chico e Manoel; Wesley, Rafael Miranda, Valencia, Paulo Baier e Márcio Azevedo; Marcinho e Wallyson.
Será um jogão.
E, empurrado por mais de 20 mil rubro-negros, o Furacão vai manter o tabu sobre os bambis e sair com uma vitória para que este dia fique sempre na memória.

18 comentários:

Anônimo disse...

É muito emocionante revivermos velhos tempos, ainda mais quando falamos da paixão Rubro-Negra,eu também estava neste jogo, é fantástico relembrar quando entrávamos na rampa da velha Baixada e deparávamos no alto o escudo do Furacão. Espero que no futuro nossos filhos, netos também possam ter essa emoção que tenho agora e o orgulho de sermos verdadeiramente ATLETICANOS...
Um grande abraço e parabéns a todos os Rubros-Negros por mais essa conquista.
Koch.

JMK disse...

Foi e é a demonstração do que grandes Atleticanos são capazes de realizar.
Modesto CAP da década de 60, contado pelos entes da minha família, deu uma arrancada sensacional e de 3° maior do Estado chegamos à indiscutível liderança nos dias de hoje.

Nascer, Viver,
Mais que Torcer,
Atleticano até morrer!

Anônimo disse...

Bons velhos tempos, assisti do tobogã este jogo.
Agora para hoje: quero ver vitória do Atlético, se possível com boa vantagem. De troco poderia ver fratura do joelho da boneca e ataque cardíaco fulminante no outro filhadaputa.
Saudações rubronegras
Titio Enéas

Anônimo disse...

Alex Mineiro vai mostrar a esses dois que o carinho de uma nacao nao se paga com dinheiro!! VAMOS FURACAO! #gustavo meneghel#

TIAGO disse...

2 x 0 para o CAP, sem violência, dentro e fora de campo. Tem gente que se esquece que é apenas um jogo de futebol. Sem a necessidade de que alguém quebre o joelho ou tenha um ataque de coração.

Anônimo disse...

"AtlÉticanos"???

Bruno disse...

Pra mim 1x0 hoje é goleada!!!O q vale são os tres pontos e manter o tabu, já que hoje é dia de festa!!

Qto a dupla de ingratos desejo sorte na vida...

Anônimo disse...

Dago, dago dago dago filha da puta!!!!!!!!!!!!!!! i a zero na bambizada filha duma egua

Anônimo disse...

ola furcão voltou estou olhando as musas a do atletico e linda mas a do corinthians e um tesão puro so pra mosstra que não somos bambis como certos paulistas

Anônimo disse...

EIRO EIRO

DAGOBERTO PIPOQUEIRO!!!!

ATLEÉÉTICOOOOOOOOOOO

Anônimo disse...

EIRO EIRO

DAGOBERTO PIPOQUEIRO!!!!

ATLEÉÉTICOOOOOOOOOOO

Anônimo disse...

O comentario saiu 2 vezes, foi mau.


ATLÉÉÉTICOOOOOO

jeffrey disse...

dito e feito Guerrilheiro!
fregaysada voltando prá casa com mais uma derrota no lombo.

SRN

Gustavo GR disse...

FURACAO mais uma vez fez uma partida de superaçao, com Gallato fazendo uma defesaça no 2o tempo numa cabeçada do jorge wagner, com uma defesa muito bem postada (Fransergio surpreendeu jogando de libero), com pouco apoio dos laterais, porem com muita disposiçao, com os volantes marcando demais, com um ataque meio escondido (Wallyson ta fraquinho demais... o zagueiro sai depois que ele e chega antes que ele na bola), Marcinho anulado e o MAESTRO do jogo, Paulo Baier.

A marcaçao foi o ponto forte, tanto que as joadas dos bambis ficaram apenas na bola aerea.

O melhor de TUDO é ver que o coxinha ta laaaaaaaaaa embaixo e segue rumo a SEGUNDONA. O melhor do estado está prevalecendo.

ZIQUITA: PAULO BAIER (DE NOVO !!!)

MACALÉ: DAGOBICHA, LÓQUE, SE FODEU HUAHUEHAHUEUHAUEUHUA...

SDS RN
GUSTAVO

Diego. disse...

Histórico! Jogo pra contar pro netinhos quando for velho. Ganho no melhor estilo Atlético de ganhar, sangue (literalmente, vide Marcinho), suor e lágrimas.

Anônimo disse...

Tiago, desculpe mas o Atlético em campo não é "só mais um jogo de futebol", sem noção este comentário. Quanto ao coração e o joelho das bonecas, é apenas uma brincadeira, mas é claro que acabaria ficando feliz se acontecesse, hehehe. Seria uma prova de que se paga o que se faz de errado na vida. Se bem que o mais exterior que o dagobicha vai conhecer pelo jeito é o Paraguay, será o eternamente frustrado.
Titio Enéas.

Tiago disse...

Eneas, sou, e sempre serei, contra a violência, só isso.Quem pratica e promove a violência que é sem noção. Quanto ao Atlético ,é claro que é uma da minhas grandes paixões. Vamos ainda beliscar uma vaga p libertadores este ano. EU ACREDITO.

Anônimo disse...

Então estamos juntos, na realidade não pensei em violência. O dagobicha poderia se machucar sozinho e o ingratohington poderia também enfartar sozinho, eu só ia gostar, hehe.
Violência é o que esse vagabundo fez com o CAP, mas a vida é madrasta - ele não vai a lugar nenhum.
Enéas