quinta-feira, 2 de julho de 2009

Sete bobagens capitais

Peçanha, colaborador e conselheiro do blog, está indignado. Leu, através da Furacao.com, uma reportagem da ex-grande revista Placar que traz os "Sete pecados capitais" do Furacão. Segue o e-mail enviado por ele ao blog:

Caro Guerrilha
Não sei se já leste esta reportagem da Placar. Uma análise pobre como há tempos eu não via. Pois bem, segue abaixoa tal matéria com meus comentários em vermelho. Faça bom proveirto. Abs, Peçanha.


No olho do Furacão

As primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro apontam o Atlético-PR como candidato ao rebaixamento. Clube exemplar até 2005, o Furacão entrou em queda livre por cometer sete pecados capitais que a bola não perdoa. Saiba quais são eles:

1. Menores abandonados: Opção por parcerias fez o clube descuidar das categorias de base. Caiu a qualidade das revelações.
Descuidar das categorias de base?? O Atlético foi vice-campeão da Copa SP de Juniores 2009, bicampeão da Copa Tribuna de Juniores 2008-2009, Campeão da Copa Belo Horizonte 2006, campeão estadual juvenil, campeão da Copa Saprissa... O cara que escreveu esta asneira só pode estar louco ou mal-informado!
2. Dança dos técnicos: Métodos de trabalhos diferenciados criaram times sem um padrão tático e com jogadores mal preparados. Entre 1995 e 2009, foram 49 treinadores, média de um técnico a cada três meses.
Times sem padrão tático e com jogadores mal preparados entre 1995 e 2009? Justamente nesse período o Atlético conquistou seus principais títulos: campeão brasileiro séries A e B, vice-campeão da América, tricampeonato estadual. Nesse período, foi um dos principais reveladores de talentos do país, vários deles chegando à seleção. Se foram mesmo 49 técnicos no período (não parei pra contar, mas aposto que estão contabilizando os auxiliares que ocuparam o cargo interinamente por uma ou duas partidas, inflacionando a estatística) há que se concordar com o exagero, mas não há qualquer base para afirmar quer isso criou times sem padrão e com jogadores mal preparados.
3. Tijolos em vez de chuteiras: A reforma da Arena da Baixada para a Copa de 2014 não sairá por menos de 150 milhões de reais. Com investimento em tijolos, as chuteiras ficam em segundo plano.
O Atlético investiu na construção da Baixada em 1999 e em 2000 se classificou pela primeira vez para a Libertadores. No ano seguinte, em 2001, foi campeão brasileiro.
4. Guerra dos cartolas: O atual presidente, Marcos Malucelli, e o ex-manda-chuva, Mário Celso Petraglia, viraram inimigos. A política tumultuou o clube.
No ano passado o Atlético já era apontado como favorito ao rebaixamento. E em 2007 também. Antes da cisão entre Petraglia e Malucelli. Uma coisa não tem nada a ver com a outra.
5. Dívida: O Atlético sempre apresentou superávit. No entanto, em fevereiro, veio a tona um déficit de quase 25 milhões de reais.
Assim como a maioria dos clubes. O Flamengo, por exemplo, tem déficits anuais secessivos e crescentes desde que me conheço por gente.
6. Amadorismo: Cargos como vice-presidente de futebol e diretor de futebol foram abolidos por anos a fio no Atlético. Outros setores do clube se profissionalizaram, mas o futebol não.
Ocimar Bolicenho é o quê? E Alberto Maculan? E Edinho Nazareth? E o Luiz Fernando Cordeiro? E o próprio Malucelli, no final do ano pasado?
7. Panelinhas: Jogadores mais antigos no clube não têm convivência fácil com os novatos. Faltam líderes que unam o elenco.

Com base no quê essa afirmação? Quem são os "novatos" que não se adaptam com os "mais antigos"?
Como se vê, caro Guerrilha, essa reportagem foi, como diria Requião, movida por má fé cínica ou por ignorância cega. São sete grandes bobagens, escritas ao mesmo por uma só pessoa. Pecado capital é uma revista que se diz especializada publicar uma análise ordinária dessas. Realmente a queda de qualidade técnica do time nos últimos anos merece uma profunda reflexão. Mas não essa porcaria que saiu na Placar.
•••
Pois não é que, novamente, o Peçanha tem razão?

40 comentários:

Anônimo disse...

passa a régua, divulga e passa a conta.

perfeita a analise do Peçanha o resto é ...tsssss...placar.

tinha que publicar na furacão.com isso!!!!

DINDO disse...

COMO É O NOME DO ASNO QUE ESCREVEU?

Anônimo disse...

caro guerrilheiro... tudo bem que a matéria da revista placar, que é sempre muito bem justa, foi um pouco exagerada... mas convenhamos que existe sim algum problema mais sério no clube que não nos permite decolar como fizemos em 1995 até 2005... e esses problemas precisam vir a tona e ser resolvidos...pois é o furacão quem está em jogo...e não pessoas...

Adeilton

Anônimo disse...

Atleticanos, temos que ter humildades e aceitar as críticas, a cronologia não bate, mas os erros de fato aconteceram. Acredito que o atual presidente deve estar tentando acertar, mas vai levar tempo. Saudações atleticanas

NetSauro disse...

E a Placar esta em queda livre desde quando ? É impressionante a decadencia deles.

Querem saber: não fiquei surpreso com as novas besteiras publicadas.

ACORDA FURACÃO!!!!

Anônimo disse...

se as criticas do peçanha fossem realmente verdade tudo estaria as mil maravilhas

esse jornalista pode ser exagerado em alguns pontos.. deduzido em outros e ate se equivocado em alguns

mas ele nao esta totalmente errado nao.. disso nao tenham duvida!!

o atletico deixou de ser temido e rivalizado pelos grandes do brasil.. agora é bonus stage do brasileirao

JMK disse...

São palavras ao vento que tentam macular o trabalho do Furacão. Pura maldade de algum invejoso. O CAP este ano começou vencendo o badalado Corinthians A e B com e sem o Ronaldão; estaria fora da Copa não fosse o árbitro pernambucano roubar o Furacão, querem mais?

Luiz Andrade disse...

Eu concordo com os itens 2, 4 (na verdade em anos recentes já havia uma guerra entre MCP e outros atleticanos históricos, que preferiram se afastar do clube, 6 ( as vezes têm, as vezes não, alguns dos citados pelo Pessanha só foram contratados qdo a vaca já estava com um pé no brejo) e 7 (era muito falada uma panelinha comandada pelo Danilo).
Têm de haver algo errado com um clube que desde 2005 (tudo bem aquele ano teve a desculpa da Libertadores) freqënta a ZR do Brasileirão

Luiz Andrade disse...

Quanto ao item 1, eu entendo como meia-verdade, pois o fato de muitos torcedores darem como o fim do mundo o término da PARCERIA com o PSTC me parece sitomático.
Na verdade nos últimos anos não tivemos grandes revelações, neste blogo quando comentado sobre a divulgação do balanço patrimonial foi analisado o effeito disso na queda das receitas.

Anônimo disse...

A frase é do Nelson Rodrigues. Sempre mal citada pelo Requião, vai sendo burramente repetida : "...má fé cínica e obtusidade córnea".
Então tá tudo bem no Atlético, não há panelinhas no CT, nossos dirigentes são grandes profissionais (Maculan, Edinho) revelamos e vendemos um jovem craque por ano, nao somos uma máquina de moer técnicos, as brigas politicas internas não atrapalham. È tudo culpa da imprensa canalha do eixo do mal...

Marcio disse...

Concordo com o Luiz Andrade, nem todos os itens estão errados principalmente os itens citados. Não podemos deixar a paixão tomar conta da razão...

Diego disse...

Jornalista "Ctrl-C Ctrl-V". Quando o cara cita a metade da década de 90, ele já perde qualquer credibilidade que por ventura tivesse. É justamente nesse período que o Atlético passa a ter postura de time grande e impõe seu nome no cenário nacional. Quem é esse cara pra falar de amadorismo? Será que tem espelho em casa?

Diego disse...

Vai, até aceito esse argumento do Márcio, de que não podemos deixar a paixão cegar os pontos falhos do Atlético. Mas espera aí, o ponto é a qualidade do material apresentado sob o rótulo de dissertação, essa "matéria" poderia ser escrita por qualquer José Ruela, o que ele fez não é análise nem aqui nem na China. Vocês podem até concordar com alguns dos pontos que ele expõe, mas é de uma pobreza de conteúdo indescritível. Se aceitarmos os "pecados" citados pelo tal jornalista, então concluiremos que dos 20, pelo menos uns 14 são "sérios candidatos ao rebaixamento", se não forem os 20.

Julio disse...

Olha pessoal. Não adianta tapar o sol com a peneira. Eu citaria mais uns 200 erros. Não adianta se ofender com a matéria. O Atlético hoje não é nem sombra daquele time do início da década e por quê? Alguem sabe explicar? Éramos conhecidos pelos grandes atacantes, e agora? Desculpe, a reportagem cutucou uma ferida aberta que precisa ser exposta para buscarem uma cura. Ou alguém esta contente com um time que, segundo o "grande" técnico Silas, do "magnifico" Avai, disputa um campeonato paralelo ao brasileirão?

JMK disse...

Boa a sua visão, Diego. Todos os 20 são candidatos ao rebaixamento ou a qualquer das outras colocações.
Quem escreveu essas 7 bobagens capitais, sabe que o CAP rende audiência principalmente falando mal dele e aproveita o "momento" do nosso Clube em que boa parte da nossa torcida se sente "inseguro, temeroso" pelo que "pode" acontecer com o Furacão.
É pura bobagem mesmo!

Anônimo disse...

O pior cego é aquele que não quer ver. realmente a cronologia não bate mas todos pecados citados são verdadeiros. Existem sim problemas ou não entrariamos ano após ano no brasileirão como serios candidatos ao rebaixamento. O que os cornetas atleticanos não aceitam são criticas vindas de fora porque se essa reportagem tivesse sido escrita por algum colunista da furacão.com, todos estariam dizendo amém.

SRN

Fred

Anônimo disse...

Peçanha age com um bom advogado. Achou erros no processo pra tentar eximir o clube da culpa. Não coseguiu. A torcida é apaixonada mas não é boba. Parabéns a placar.

Diego disse...

Insisto na minha posição, que análise que o cara fez? A gente já discute esses pontos aqui a tempos, onde está a análise? Me conta. "O Atlético terá de investir 150 milhões na Arena..." isso é análise? Ele simplesmente compilou algumas notícias, alguns números e voillá, feita estava sua "matéria". Veja o Botafogo por exemplo, durante o campeonato carioca era visto como um dos times do ano, sua diretoria implementou um plano a longo prazo de reestruturação financeira e futebolística, eu tenho certeza, que esse mesmo "jornaleiro" escreveria que "o Botafogo dá exemplo em sua reforma interna e profissionalização, e por isso se projeta como um dos principais times para a temporada", no entanto tá lá na lanterna. Vamos mais longe, vamos contabilizar os erros de arbitragem, não vou nem citar o do Palmeiras, já que o gol do Obina era em condição legal, ficariam elas por elas, mas e os dois pontos roubados para o São Paulo, e os dois gols que o juizão ajudou o Corinthians a achar na Copa do Brasil contra a gente, se não fossem eles, nós estaríamos cotados como? Teríamos 10 pontos no Brasileiro, junto com o Cruzeiro em nono lugar, e teríamos muitíssimo provavelmente passado de fase na Copa do Brasil contra o time da moda e até então imbatível. Será que daí a matéria não seria: "Como o Furacão está começando a balancear estrutura e futebol com um elenco simples?". Não quero que ninguém acredite que no Atlético está tudo ótimo, não está. Mas essa porra de matéria não é análise nem aqui nem na casa do caralho. Tenho dito.

Anônimo disse...

Na verdade é incompetencia da editora abril na contratação de bons jornalistas.
Na VIP deste mês tem um especial sobre Buenos Aires!!! Quem é o idiota que vai para Buenos Aires com a ameaça da gripe suina???
Poderíam guardar a matéria e publicar mais tarde.. tsc tsc

Anônimo disse...

Perfeita foi a análise do Adeílton!:

"caro guerrilheiro... tudo bem que a matéria da revista placar, que é sempre muito bem justa, foi um pouco exagerada... mas convenhamos que existe sim algum problema mais sério no clube que não nos permite decolar como fizemos em 1995 até 2005... e esses problemas precisam vir a tona e ser resolvidos...pois é o furacão quem está em jogo...e não pessoas..."

A Placar exagerou, mas o tal Peçanha também. Por ele, o Clube está perfeito.

Anônimo disse...

Tudo o aque foi relatado na matéria esta sendo discutido por "nós" atleticanos á dois anos! Portando, a revista não exagerou, qualquer atleticano que não esconde o sol com a peneira, sabe que estes problemas realmente existem. Apenas não gostamos que o vizinho fale do nosso quintal

Anônimo disse...

Não, o Peçanha não tem razão. Os itens 3, 6 e 7 da revista Placar acertaram em cheio os principais problemas do Furacão. Não adianta tapar o sol com a peneira. Vamos ser atleticanos, mas ao mesmo tempo, vamos reconhecer as cagadas que estão sendo feitas nos últimos anos. Ou vocês acham que estamos brigando por alguma coisa que não seja a fuga do rebaixamento? Sem otimismo cego, sem atleticanagem.

Anônimo disse...

Tudo que está escrito ali é verdade. Talvez com um ou outro exagero, mas é verdade.

O grande problema é que elas partem da Placar, uma revista do eixo e normalmente tendenciosa.

Quantas "revelações" de outros ja tivemos que aguentar aqui? Netinho, João Leonardo, etc...

Vamos abrir o olho pessoal.

Charles disse...

A matéria está correta e o atleticano acima disse uma verdade, nós estamos cançados de discutir os 7 erros. A única crítica a ser feita a revista placar é o atrazo na matéria, pois isso vem acontecendo há muito tempo.

Anônimo disse...

1 e 7 estão completamente corretos.

Anônimo disse...

A revista disse a pura verdade!!!
ou vão dizer que estamos bem???
o CAP tá uma horrível desde 2004/05. Fazem 3 anos que lutamos para não ser rebaixado, o elenco é uma baba, cheio de come-dorme que ganha pouco nao tem incentivos, mas claro tá em dia.
Chega de achar que tudo ta bem e que isso é um prejeto que iniciou em 1995... vamos acordar pra realidade!!! Reforços já!!!

Thiago P disse...

Excelente analise, vale lembrarmos que já não é de hoje que a imprensa tem campanha anti-atletico....só não entendi o que querem com isso...

da mesma forma como o foco do anti agora é o Inter...acho q ficam minando os clubes que podem ter força para acabar com o eixo do mal.

sei lá...

Thiago P disse...

mas como alguns colegas dizem acima, tbm não podemos acreditar que ta tudo bem com o nosso time, pq não está....

Anônimo disse...

Para quem quiser, mande um email para o cidadão que escreveu estas pérolas sobre o nosso CAP:

placar.abril@atleitor.com.br

Diego Ferreira disse...

Se não esses os problemas do Atlético, quais são??

Depois de Jadson, Dagoberto, Fernandinho e Alan Bahia, quem foi o outro craque que veio das categorias de base?

nenhum dos jogadores da categoria de base vingou, tanto que a maioria que foi revelada após 2005 estão sendo emprestados pelo Atlético para times inferiores, na esperança de sair algum negócio bom com eles. e o restante está encostado no time treinando em separado, e os que tão no time a torcida está rezando para serem negociados.

O fato é que desde 2006 o Atlético não tem um time que empolgue, que jogue com vontade e amor, parece que os jogadores estão lá para cumprir o contrato e sair do time.

Pode até não ter panelinhas, mas que o time precisa de um líder precisa, senão como explicar a queda de rendimento do time após a saída do Clayton?? ele sim era um líder e guerreiro dentro e fora de campo, ele empolgava a torcida, contagiava os demais jogadores, e botava o time pra frente com qualidade.

a Placar errou feio nos argumentos, mas não está 100% errada.

Luiz Andrade disse...

O emprego do termo análise é questionável. Não é uma matéria de 4 ou 5 páginas, que pretenda entrar fundo no assunto. É um resumão um bate-pronto.
Embora não concorde com tudo creio haver mais acertos que erros, aliás creio que os tais "7 pecados" foram retirados de opiniões que o jornalista compilou à partir da leitura de sites e blogs atleticanos.

Geraaaaaaldo disse...

Diego Ferreira

Mas é aí que está!

Todos os jogadores que você citou - Jadson, Fernandinho, Dagoberto e Alan Bahia - vieram da parceria com o PSTC.

E a múmia que escreveu na Placar disse que o Atlético não revela ninguém JUSTAMENTE POR CAUSA DAS PARCERIAS!

Ou seja, só falou cagada esse cara da Placar!

Acho que é isso que o Guerrilheiro e seu amigo quiseram dizer.

Sacou?


* PS: Mesmo com o Claiton no time, em 2007 também lutamos contra o rebaixamento...

Anônimo disse...

Geraldo,
pois é cara, a múmia da placar como vc diz, escreveu só besteira. Imagina nosso CAP está muito bem, estamos disputando o titulo da libertadores e em primeiro lugar no Brasileirao... pois é q babaca esse cara da placar né? puts foda mesmo!

Anônimo disse...

alguém lê a resvista placar?

foi interessante na decada de 80...


hoje um besteirol semanal, que perde espaço editorial para lance! e outras Brasil afora.


Placar, Milton neves, Neto, godoy, airton cordeiro, e outros são opiniões NULAS por total desconhecimento de causa!

Anônimo disse...

3 anos flertando com o rebaixamento, mas 3 anos jogando sulamericana!!!


flertar é uma coisa, cair é outra!!

Atleico mineiro caiu, Palmeiras também, a Dulpa COCO, o co daqui e o co de lá, o paraná caiu, o vasco está lá!!

em 2001 faturamos o nacional, em 2002 um tricampeonato regional inedito, em 2004 um vice nacional, em 2005 um vice continental, em 2006 terceiros na sulamericana, se o mexicano não tivesse na area seriamos campeões, 2007 e 2008 jogamos para o gasto, sem gasto algum, pois não faturamos nada, nem nos endividamos, NÃO caimos.

2009 é uma incognita!!!



AS GRANDES BOBAGENS DA PLACAR PARA VENDER UM OU OUTRO EXEMPLAR A MAIS POR AQUI.



jOTA

Anônimo disse...

É que de 1995 a 2005 nós vencíamos. Nego vinha na Baixada e agradecia por perder de 1x0.

A cronologia do cara que tá torta. Ele inclui nesse período de 'seca', justamente a época mais gloriosa e vencedora do clube.

A Placar já foi boa também. Não mais.

Rico

lucas disse...

Não aceito em verdade o comentário mais concordo que foi visto e ouvido por todos não só uma nem duas vezes que seria investido em futebol e não só na arena, se for ver nem uma nem outra esta andando com dever, pois arena era pra estar pronta em acho para esse mês de julho e já pulou para agosto e futebol até agora só vi base e Paulo Bayer que rendeu, pois os outros até agora nada enquanto tem jogador bom pulando em time que nem salário paga direito.....acho que o marketing ou "lobby" quanto a jogador está faltando ....pois tem que enfiar na cabeça de jogador bom que é melhor receber R$ 70,00 todos os meses que R$170,00 a cada 4 meses é só saber negociar pois aparecer para o Brasil em qualquer time na ponta da tabela aparece....

ABRAÇOS DE UM SÓCIO QUE POUCO TEMPO TEM PARA IR AOS JOGOS MAIS QUE EMPRESTA O SMART PARA OUTRO IR E COMPLETAR A FESTA

Marcos Assis disse...

Tem muita coisa de verdade nessa matéria, não é porque torcemos pelo clube que devemos fechar os olhos, pelo contrário.
Qual foi o último jogador "de qualidade" feito no Atlético a jogar no time titular depois de Jadson e Fernandinho? Mal se destacaram e foram vendidos... O fato de construir a Baixada para a copa é claro que vai tirar dinheiro do clube, ou já esqueceram a promessa de campanha do Malucelli dizendo que o time seria forte, que investiria no futebol e não no clube? Investiu? Com esse time sofrível é piada não perceber isso. Nós atleticanos temos que parar de passar a mão na cabeça da diretoria, enterior e atual. è hora de fazermos um time de verdade, que brigue por títulos. Estrutura temos de sobra, e mesmo assim brigamos para não cair todo ano praticamente, desde 2004. É preciso o que pra perceber que alguma coisa muito errada aconteceu e acontece lá dentro??
Chamem o Pirata e o Ednilson Pateta para o ataque, e está tudo resolvido.

{TOF}Aurélio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
{TOF}Aurélio disse...

Pois não é que, novamente, o Peçanha tem razão? [2] Essa revista é uma bosta mesmo. Não é à toa que eu não leio e incentivo que a mesma não seja nem folheada...