segunda-feira, 22 de junho de 2009

Lolô no Círculo de História Atleticana

Lolô Cornelsen, o atleticano que projetou o estádio dos coxas.
Lolô Cornelsen, o atleticano que desenhou
o CAP estilizado em nosso escudo.

Será realizado nesta quinta-feira o sétimo encontro do Círculo de História Atleticana, com o tema A história de Lolô Cornelsen no Atlético. O evento terá, é claro, a presença do próprio Lolô, ex-jogador do Furacão e um dos mais importantes arquitetos paranaenses.
A história de Lolô é das mais curiosas.
Teve um belo início de carreira como jogador de futebol jogando na lateral-esquerda. Campeão paranaense de 1945, foi eleito o melhor atleta da decisão contra os coxas. Mas parou por aí e resolveu ser arquiteto. Estudou no Rio de Janeiro e tornou-se uma das mais importantes expressões da arquitetura brasileira.
Projetista das primeiras casas modernas de Curitiba, Lolô trabalhou teve também grande atuação na área desportiva, tendo projetado 10 estádios - entre eles, ironicamente, o estádio do Coritiba, Belford Duarte, hoje Couto Pereira, durante a gestão de seu irmão Arion na presidência do clube - e três autódromos (Curitiba, Jacarepaguá e Estoril).
Torcedor ferrenho do Furacão, sempre acompanhou o clube e foi o desenhista do CAP estilizado do escudo oficial.
E ainda foi o responsável pelo fato de o Atlético ter ficado com a área do antigo Pavoc, que pertencia à família Cornelsen e que seu irmão Arion queria negociar com os coxas.

Enfim, o que não falta é história para Lolô contar.

Imperdível.

7º Encontro do Círculo de História Atleticana
  • Dia 25 (quinta-feira)
  • Das 19 às 22 horas
  • Na Artha (Matheus Leme, 2823 - São Lourenço)
  • Para participar, é indispensável a confirmação pelo e-mail circuloatleticano@yahoo.com.br até quarta-feira. A participação é gratuita.
  • Para acessar o site do Círculo, clique aqui.

9 comentários:

Mylla disse...

Valeu, Guerrilheiro! Vê se aparecer por lá!

Mylla disse...

Ah, o horário é das 19h às 22h.

Anônimo disse...

desculpem minha ignorancia mas oq seria "área do antigo Pavoc"?

JMK disse...

Pavoc ficava no vale do Iguaçu na avenida das Torres, a área ainda existe:
http://www.furacao.com/80anos/patrimonio/pavoc.php

Anônimo disse...

Somos uma cidade que não dá valor aos nossos conterrâneos. Se esse cara fosse gaúcho seria Deus, pois é um dos maiores arquitetos do mundo, ao lado do Niemayer.

Só para ilustrar, entre outras inovações, ele inventou a caixa de brita que salvou e ainda salva a vida de muitos pilotos. Estoril foi considerado o circiuto mais seguro do mundo e se bobear ainda é.

Mais um ilustre torcedor do Furacão.

Flávio Jacobsen disse...

Bacana essa história. Vai ver é por isso que nossa galera ficava tão bonita na curva de entrada do do Inacabadão. Foi lá que a vi a primeira vez, em tenra idade. Amor a primeira vista, de lágrimas que vêm até hoje.

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Pavoc = Parque Aquático do Atlético, ali quase na divisa entre Curitiba e S. José dos Pinhais.

A área foi desapropriada pelo governo do estado e, com o dinheiro recebido, o Atlético comprou o hotel onde hoje está instalado o CT do Caju.

Anônimo disse...

obrigado JMK e Guerrilheiro

Bruno disse...

Moro em Portugal, bem próximo ao autódromo do Estoril e achei manero saber q foi projetado por um atleticano fanático!!!Pra mim, ja virou um pedaço do Atlético na Europa rsrs...
Po, maior saudades de ir na ARENA,mesmo com o time sendo essa desgraça...