quinta-feira, 21 de maio de 2009

Abagge pode assumir direção de futebol

Da Gazeta do Povo:

O Atlético está próximo de acertar seu novo diretor de futebol. O engenheiro civil Paulo Abagge, nome preferido da diretoria, foi convidado no início da semana. A resposta definitiva é aguardada para amanhã.

A escolha de Abagge ocorreu em uma reunião da cúpula da Baixada na segunda-feira. Porém, outras três pessoas estão na lista. A intenção é encontrar um “grande atleticano” que tenha a disponibilidade de atuar no clube apenas como colaborador (não remunerado).

Na noite de ontem, a diretoria reuniu-se novamente para discutir o assunto, ainda sem fechar o nome do diretor.

“A definição ficou até sexta. Precisa avaliar melhor com a família antes de aceitar. São quatro nomes, mas claro que um é o favorito”, disse Malucelli.

Ex-dirigente das categorias de base do Furacão, Abagge esteve no Rubro-Negro durante os primeiros anos da era Mário Celso Petraglia. Porém, afastou-se com seu grupo de amigos (Marcos Coelho, Ademir Adur e Ênio Fornea) no início da atual década.

Na época em que atuou na Baixada, ficou conhecido como descobridor de craques na base rubro-negra e nos parceiros do Furacão. O pentacampeão Kléberson e o atacante Warley foram alguns dos revelados pelo Atlético no tempo em que Abagge esteve no comando do setor de formação.

Até o momento, o cargo está sendo exercido, na prática, pelo presidente Marcos Malucelli. Desde o início do ano, o supervisor Luiz Fernando Cordeiro acumula as funções logísticas e operacionais do time atleticano. No entanto, não tem poder sobre as contratações e nem pode ser o elo entre a direção e o elenco.

Já Malucelli, ocupado com as obrigações da presidência e com os afazeres de seu escritório de advocacia, não possui tempo para estar continuamente no CT do Caju. Tarefa que o novo colaborador da direção terá de exercer.

“Eu e o Cordeiro não temos poderes administrativos. Seria interessante uma pessoa para ser os olhos do Marcos (Malucelli) aqui dentro”, comenta o técnico Geninho. “Seria alguém com a mesma disponibilidade que o Marcos teve no ano passado. Deixa o grupo de jogadores mais confiante”, lembra o treinador, sobre a parceria com o atual presidente no controle do elenco que escapou do rebaixamento no Brasileiro-08.

6 comentários:

esou disse...

Seja quem for que vier que venha vestindo a camisa do CAP para ocupar este importantíssimo cargo.
"Desta vez" acredito que o Clube não tratará os encarregados como "meros" empregados do Clube.

Anônimo disse...

eu não concordo, acho que para direçao de futebol teria que ser um profissional, alguem que tenha sangue frio para tomar decisões.

a diretoria já é passional demais...precisa de alguem para dar equilibrio nisso, alguem que tenha boas conexões no mercado, na CBF (sim na CBF), etc.

trazer mais um "torcedor" só vai fazer aumentar os problemas.

esou disse...

Não confundamos passional com dedicação e lógico é necessário ter ótimo relacionamento nos "afins" e principalmente austeridade nas decisões.

Victor disse...

Anônimo,
nada melhor do que um atleticano para o cargo, que conhece, trazer esses mercenários profissionais só atrapalha na indicação e contratação de jogadores, só o que falta entregar o atlético para uma LA Sports da vida, ou Massa Sports, é isso o que acontece quando se trazem os chamados profissionais...

esou disse...

É isso aí Victor, falou pouco e bonito; um "profissional" pode ser corrupto e indicar craques favorecendo outro time em troca de propina. Por isso tem que vestir a camisa Rubro Negra do Furacão.

Anônimo disse...

ELE É IRMÃO DO ABAGGE?