domingo, 10 de maio de 2009

Fator Baixada começa a contar a partir de hoje

Da Gazeta do Povo:
O Atlético estreia hoje no Campeonato Brasileiro sabendo que o aproveitamento em casa é o seu principal trunfo para uma boa campanha. A partir do duelo com o Vitória, às 16 horas, na Arena, o Rubro-Negro espera colocar em prática a receita de não deixar pontos como mandante pelo caminho para evitar o susto do ano passado. Só escapou da degola na última rodada.

Para tanto, o Furacão conta com uma equipe recheada de jovens (o titular mais velho é o meia Marcinho, de 28 anos). As apostas do clube são as revelações das categorias de base e a manutenção da base campeã paranaense. Reforços de peso estão descartados pela delicada situação financeira na Baixada.
“Perdemos muitos pontos em casa no ano passado. No final dos jogos ocorriam vacilos e agora tem de ser bem diferente. Estamos concentrados para começar muito bem”, afirma o zagueiro Rhodolfo, de 22 anos, que completará 100 jogos pelo Rubro-Negro frente ao Leão baiano.
O desperdício como mandante fica evidente nas estatísticas. Na Arena, pelo Brasileiro-2008, foram dez vitórias, seis empates e três derrotas. O aproveitamento ficou em 63%. “Não podemos deixar para o fim do campeonato. Vamos focados em conquistar objetivos na parte de cima da tabela”, alerta o goleiro Galatto.
Ao contrário de 2008, para ir bem na competição os atleticanos esperam não ver seguidas trocas de técnico no comando da equipe. No último Nacional, Ney Franco, Mário Sérgio, o interino Cleocir Santos, Roberto Fernandes e Geninho dirigiram o Atlético. Agora, Geninho assegura que está firme no cargo.
No entanto, se não há recursos para a contratação de jogadores mais conhecidos, o treinador espera por uma ou outra peça de menor investimento para compor o grupo. Além dos pratas da casa que já subiram para os profissionais neste ano (Raul, Fransérgio e Carlão), outros garotos estão prestes a serem promovidos. O zagueiro Manoel e o centroavante Patrick são os favoritos da comissão técnica.

“Está no nosso planejamento colocar mais garotos da base agora para o Brasileiro. Contratações só virão caso se encaixem na nossa realidade”, reforça o técnico.

Para o confronto com os baianos há apenas um desfalque em relação à formação que foi eliminada da Copa do Brasil, pelo Corinthians. O zagueiro Antônio Carlos foi vetado por um problema muscular. Na vaga dele, Gustavo deve ser mantido como titular. Já na posição de segundo volante, Geninho não antecipou se Renan joga ou Chico será avançado para o setor com Rafael Santos entrando na defesa. Outras opções, mais ofensivas, são Julio dos Santos e Wesley.

•••

Atlético: Galatto; Rhodolfo, Gustavo e Chico; Raul, Jairo, Renan (Julio dos Santos ou Wesley), Marcinho e Márcio Azevedo; Wallyson e Rafael Moura. Técnico: Geninho.

Vitória: Viáfara; Wallace, Marco Aurélio e Victor Ramos; Apodi, Vanderson, Bida, Carlos Alberto, Jackson e Robson; Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Estádio: Arena da Baixada. Horário: 16 horas. Árbitro: Célio Amorim (SC). Auxs.: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Marco Antônio Martins (SC).

5 comentários:

Anônimo disse...

O NEGÓCIO É AFINAR O GOGÓ PARA O JOGO.

Anônimo disse...

PUTA Q PARIU!!! ESSA NEM O MAIS PESSIMISTA ESPERAVA!!!

ESSE TIME DO ATLÉTICO É FODA...

Anônimo disse...

BOM, PARA QUEM ACHA QUE COM ESSE TIME TA BOM, AI ESTÁ O RESULTADO...PRECISAMOS DE REFORÇOS!!!!!!!!


REFORÇOS JAH!!!!

Anônimo disse...

Mais do mesmo. A encruzilhada começou e aaguajá bate na bunda. Lutar pra não cair até o fim é luxo. Pior é jah estar rebaixado lá pelo meio do segundo turno.

que vexo aiaiaiai!!!

Anônimo disse...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!