domingo, 24 de maio de 2009

O amigo do Timbu

Do blogueiro Milton Neto, representante do Náutico no Globoesporte.com:
Tenho muitos amigos em Curitiba, graças a Deus. Posso dizer que tive muita sorte em conhecer essas pessoas. Alguns que tenho na mais alta consideração, como amigos verdadeiros. Outros, como uma extensão de minha família. No escritório, no banco onde também trabalhei, no colégio dos meus filhos, na faculdade da minha pós-graduação, fizemos grandes amizades. Curiosamente, a grande maioria deles (cerca de 80%) torcem pelo Atlético-PR.

Do mesmo jeito que ensinei sobre o Náutico, aprendi, sobre o Atlético. E é um time que respeito muito - exatamente por causa dos meus amigos. Por causa da torcida. E, por causa da espetacular estrutura que possui e que tive o privilégio de conhecer bem.

Grande Milton, um dos mais ponderados blogueiros do Globoesporte. Fizeste mais amizades rubro-negras por aqui simplesmente porque temos de longe a maior torcida do pedaço, como você bem sabe.
Em outro post, o blogueiro comenta sobre a Baixada e a torcida do CAP:
“A-tlé-ti-co! A-tlé-ti-co!”. É assim que a torcida do furacão saúda seu time. “Uh, caldeirão!” também pode ser ouvido no belíssimo (em todos os sentidos) estádio da Arena. Quando passei por
Curitiba, eu morava na Rua Tenente Max Wolf Filho, no bairro da Água Verde, a duas quadras do Joaquim Américo. Da garagem do prédio que morei podia ser visto o estádio. Além do que, trabalhei no escritório de 2 diretores do clube Atlético Paranaense. E, como eu sou apaixonado por futebol, não resisti acompanhar o Furacão em duas Libertadores e na campanha do título brasileiro de 2001. Fui, seguramente, a mais de 50 jogos na Arena. A torcida do Atlético é um espetáculo à parte. Seus cânticos são variados. Vão desde os citados acima, passando por ”Furacão”, “Da-lhe, da-lhe”, entre outros (dentre os quais uma versão do “another brick in the wall”, mexendo com o tradicional adversário - independentemente de contra quem seja o jogo). E se nossa organizada é a Fanáutico, a deles é a Fanáticos - que também fica numa curva no lado oposto a da torcida adversária. Outra coisa interessante é a entrada do time em campo, com o hino do clube. Muito legal.
Valeu Milton, e quando passar por Curitiba novamente vamos à Baixada assistir uma peleja e tomar uma bera gelada. Desta vez, sem álcool...
Bem, toda sorte ao Náutico. Mas neste domingão espero sinceramente que nossa estrutura e nossa torcida influam a nosso favor, e que possamos devolver a derrota por 2 a 1 aí nos Aflitos no ano passado.

2 comentários:

Anônimo disse...

EI Timbú!
Vai tomá no c*****!!!

esou disse...

Até tu, Guerrilheiro...?!
A nossa torcida é Exuberante, retrata bem a imagem do Furacão! Gostaram?
Para verem que extremismo não leva a lugar nenhum. A maioria aí de cima estão "eufóricos" com o que acontece no Time do Coração, pois materializou-se parte das suas "profecias".
Eu particularmente vejo com bons olhos o desempenho dos nossos jovens atletas. E mando recado ao Galatto: Não esquenta não, o Marcos do Palmeiras também teve seus dias negros, após um 5 X 0 que levou de um contedor, sendo 3 terríveis "perus". Sacudiu a poeira e hoje brilha como nunca.
E ao resto do time, há muitos torcedores ainda que acreditam em vocês.
Os torcedores desanimados, vão dizer que foram as contratações (se houver) que salvaram 2009.
No Futebol há uma máxima: "Os últimos serão os primeiros".