quarta-feira, 25 de março de 2009

Diário da Fundação - 25 de março de 1924

O surgimento do Athletico já repercutiu por toda Curitiba. Quando estava saindo para o trabalho logo cedo, fui parado no portão de casa pelo grito de um vizinho. Era seu Atílio, fervoroso torcedor do Palestra Itália. Com seu sotaque italiano carregado, ele brincou dizendo que o novo clube não duraria muito tempo e que logo, logo teria de procurar uma fusão com o Universal. Só pude dar risada, pois percebi que o Athletico já começa a amedrontar os rivais antes mesmo de fazer seu primeiro jogo.

Respondi a ele que tivesse cuidado com o Athletico e que esperasse para ver em campo Ary, Marrequinho e Motta. Na verdade, não podia falar muita coisa porque no último jogo contra o Palestra, o Internacional havia levado uma goleada. Mas de qualquer modo é bom perceber que o Athletico já conquista o respeito dos demais clubes de Curitiba. Acho que temos tudo para fazer uma ótima campanha. Aposto principalmente na experiência do Tapyr, que já mostrou ser um dos melhores goleiros do estado e no oportunismo do Marrequinho, que não desperdiça uma boa chance de gol.

Aliás, tanto o Marrequinho como o seu irmão mais velho, Marrecão, são alguns dos americanos mais empolgados, ao lado do Joaquim Narciso de Azevedo. Os três foram fundamentais para a fusão e serão símbolos desse novo clube.

Um comentário:

Anônimo disse...

diz no furacao.com que o cap esta acertando com wesley do santos, fui ver no site do santos, e pelo que vi, nao e nada animador... o cara tem 46 jogos no santos e 1 UM ONE gol... que belo curriculo... mas um a tirar mais ou menos uns R$ 30.000 do cap por mes...

enquanto isso, patrick, marcelo ( slecao ) e eduardo salles, nao sabem oque e jogar pelo profissional, deus quera que eu queime a lingua com esse cara, mas nao e nada animador

SRN
Nikolas P.