segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

O preço de ser líder

O Atlético lidera o campeonato estadual e mesmo assim sofre uma enxurrada de críticas, tanto por parte de sua torcida como da imprensa esportiva. É claro, elas (as críticas) só estão vindo à tona porque o time, apesar de líder, não está jogando bem. Mas não é só isso. Elas são reflexo, na verdade, do peso de uma outra liderança. O Atlético é hoje o principal time do estado, aquele que conseguiu os melhores resultados nos últimos anos, que tem a maior torcida e o de melhor estrutura. Sempre, portanto, será o time mais cobrado do estado. Fosse outros tempos, na época das vacas magras, todos estariam agradecendo aos céus por estar na liderança e ponto final. Hoje, exige-se algo mais, sem dúvida.
Dirigentes, comissão técnica e jogadores que se acostumem. É o preço de ser líder no estado.

6 comentários:

Anônimo disse...

Mas tem q ser assim mesmo... tem q cobrar o potencial q o time e o clube têm, se contentar com pouco é coisa pra time pequeno...

Anônimo disse...

O AIRTON CORDEIRO FILHO DA PUTA DEU PARA INVENTAR : segundo ele, o cap tem dívidas e por isso não contratou o clayton ... AiRton FILHO DA PUTA, A MAIOR BURRICE, CONFESSO, É LER O QUE VC INVENTA !

Anônimo disse...

Bom, o Mafuz também falou em dividas e deu até um numero : 16 contos. Ou voce acha que o Mafuz inventa também?

Anônimo disse...

Acho que ninguém leu os balanços contábeis do CAP : O Mafuz também está inventando.

roderley disse...

O negócio é a atual diretoria vir a público e esclarecer o assunto, transparência é o lema da atual gestão.

Anônimo disse...

Quero ver meu time campeão de tudo.