terça-feira, 20 de janeiro de 2009

I have a dream

Ontem foi feriado nacional nos Estados Unidos para comemorar o Dia de Martin Luther King - o ativista negro que conseguiu quebrar os paradigmas racistas nos EUA e viabilizou a aprovação de leis antirraciais no país.
Hoje, coincidentemente, um negro assume a presidência da nação mais poderosa do mundo.
Os negros, aliás, fazem parte da história do Atlético de forma bastante íntima. Quem não se lembra de grandes ídolos como Djalma Santos, Washington, Assis, Flávio, Alan Bahia, Carlinhos Sabiá, Marinho, Valencia, Fião, Cacau, Ziquita, Bolinha e tantos outros?
Bem, voltando ao tema do post.
Em 1963, Luther King ganhou fama mundial com um discurso chamado I have a dream, proferido em frente ao Lincoln Memorial, em Washington, para cerca de um milhão de pessoas. Em sua fala, Luther defendia, é claro, o fim da discriminação racial: o seu sonho era ver crianças brancas e negras de mãos dadas, brincando juntas como irmãs.
O discurso lhe rendeu um prêmio Nobel da Paz e também lhe custou a vida: foi assassinado um ano depois. Exatamente no lugar onde ele discursou, no mesmo degrau, há uma inscrição gravada no granito marcando aquele momento.
E o título do discurso acabou virando um bordão: I have a dream.
Quem de nós não tem seus sonhos?
E qual é o torcedor que nunca sonhou infantilmente com vitórias quase impossíveis, com títulos internacionais, com grandes craques do futebol mundial vestindo a camisa do seu clube?
Bom, pelo menos nós temos um sonho que é mais fácil de se tornar realidade.
Lógico, estou falando de um sonho atleticano, bastante mesquinho se comparado com o sonho de liberdade e igualdade de Luther King - mas, afinal, esse é um blog sobre o Atlético, não é mesmo? Então, meus anseios por uma sociedade mais justa e por menos mesquinhez e picaretagem no mundo eu deixo para algum outro espaço.
Como atleticano, eu tenho um sonho: ver a Baixada completa, finalizada, inteira rubro-negra, e os adversários sendo cozinhados ali dentro do caldeirão fervente.
Este será o primeiro passo para que outros sonhos mais ambiciosos sejam alcançados um dia.
Seguem as obras na Baixada: sonho que em breve se tornará realidade.

2 comentários:

Marcus Vinicius disse...

I have this dream since june 24 1999.

Hopefully this will come true preety soon!!

black and red greetings

gerônimo disse...

nosso sonho já é quase realidade enquanto os demais estão querendo começar a sonhar agora mas olha podem acordar no meio de um tremendo pesadelo com seus estádios caindo aos pedaços, como foi na Fonte Nova...