quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Dia decisivo para a Copa em Curitiba

Curitiba viverá amanhã um dia decisivo na disputa com outras cidades brasileiras para ser confirmada como uma das sub-sedes da Copa de 2014. Representantes da Associação Brasileira de Infra-Estrutura e Indústria de Base (Abdib) estarão aqui para conhecer e analisar a infra-estrutura da capital e as condições da Arena da Baixada.
A entidade foi a indicada pela CBF para fazer um relatório, a ser entregue à Fifa, sobre as reais condições de cada cidade pré-candidata.
Aqui, terão a confirmação de que Curitiba está bem mais adiantada que outras concorrentes no que diz respeito a cobertura energética, de água e esgoto, rede hoteleira, logística, ecologia e transporte. Encontrarão um trânsito caótico, mas logo verão que a situação está assim justamente por conta de obras na malha viária que melhorarão o sistema de transporte coletivo e o tráfego de veículos.
Detalhe interessante é que os representantes da associação passarão a maior parte da visita a Curitiba na Baixada: chegam ao estádio às 12h30 e ficam lá até às 16 horas, quando partem do gramado para um vôo panorâmico de helicóptero sobre a cidade. O que mostra que as condições da Arena e seu projeto de conclusão serão fundamentais na provável indicação da cidade - e que a hipótese de se indicar um outro estádio, mesmo na remotíssima possibilidade de que seja erguido por aqui um estádio mais moderno que a Arena, está praticamente descartada.
Jogo de interesses

Aliás, o presidente da Federação Paranaense de Futebol, Hélio "Rolim de Moura" Cury - o único que não quis dar como certa a indicação da Baixada para o Mundial - foi defenestrado do comitê que receberá a comitiva da Abdib.
Uma história que circula nos bastidores do futebol paranaense mostra um pouco do jogo de interesses que está por trás da vinda da Copa a Curitiba e explica porque Cury foi afastado do comitê.
O Coritiba está namorando a W-Torre, uma megaconstrutora que está preparando a construção de várias arenas pelo Brasil - a primeira delas será a do Palmeiras, no Parque Antarctica (isso se o cenário econômico mundial colaborar e se houver algum investidor interessado em dividir o investimento) para tentar construir um novo estádio, já que o Couto "Tremendão" Pereira está condenado. Pois bem. A empresa até teria interesse em um projeto desses aqui no Paraná, desde que fosse certo que este novo estádio sediasse a Copa do Mundo, o que facilitaria muito a captação de recursos de investidores. É aí que entra o sr. Cury: ele foi a única maneira (e uma última tentativa desesperada) que os coxas encontraram para tentar brecar a confirmação da Baixada como estádio paranaense para abrigar os jogos do Mundial.
O posicionamento de Cury não desagradou apenas ao Atlético, mas também ao governo do estado, que já havia indicado a Baixada à Fifa de forma oficial.
Resultado: o presidente da FPF está fora do comitê e amanhã a Baixada receberá o aval da Abdib como estádio curitibano apto a receber a Copa de 2014.
Bem, essa foi a história que ouvi. Se é verídica, não sei. Mas que faz bastante sentido, isso faz.
E, se for mesmo verdade, significa que, uma vez confirmada a indicação da Baixada, a W-Torre dará uma banana aos coxinhas, que terão de remendar sozinhos o estádio Erasmo Carlos.

7 comentários:

Siri disse...

Deixar de indicar o Carangueijão seria uma injustiça. Já disse e repito, Paranaguá tem peixe, barreado, calor, é perto da praia e tem mais, da pra curtir um joguinho na boa de chinelinho de dedo e comer aquela balinha de banana. Tomar aquela pinguinha. Vou mandar e-mail pra FIFA.

Molusco disse...

Não esquenta, siri. A seleção de Uganda vai ficar hospedada em Paranaguá e treinar no Carangueijão.

Pescador disse...

É isso aí...! Tá certinho! Nem prá treino de seleção Africana o "pinga-mijo" serve! Kiá, kiá, kiá...!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

◘◘◘ PAQUITA DETECTED ◘◘◘

Luiz Andrade disse...

Os cocôxas, estão desesperados. E agora, até os dirigentes já admitiram que o Cocôuto Pereira, esta caindo aos pedaços.

roderley disse...

Como já disse anteriormente o chiqueirão está caindo, a Fonte Nova por muito menos desabou, quero ver de quem vai ser a responsabilidade quando isso acontecer.
Sobre a construção de um novo estádio a coxarada tá mordendo a lingua, falam tanto da Baixada só que eles é que estão pedindo "penico" para outros contruirem um estádio pra eles aproveitando o evento da copa do mundo, um time cheio de dívidas querendo se pendurar nos ovos dos outros, coisa de coxa mesmo.