segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Pela paz ou pela hipocrisia?

Um idiota solta uma bomba e a PM, mal preparada, desce a borduna em todo mundo.
No detalhe, policial com uma espingarda apontada para a cara de um torcedor. Se não se vende
mais cerveja nos estádios, em quem vão jogar a culpa agora?
(Foto: Gazeta do Povo Online)

Confusão entre a polícia mal preparada e a torcida do Atlético no Couto Pereira, no Atletiba; confusão e quebra-quebra no Engenhão, na partida entre Botafogo x Fluminense.
Ué? Mas a culpa pela violência nos estádios não era da cerveja, essa bebida do capeta?
Afinal, a proibição da venda de cerveja nos estádios tem algum resultado ou não tem? Diminui mesmo a violência ou serve apenas como uma medida hipócrita para a CBF ganhar pontos junto ao Ministério Público (que deveria ter coisas mais importantes para se preocupar) e à opinião pública?
A prova está aí; que cada um tire sua própria conclusão. O fato é: confusões e quebra-quebras vão continuar acontecendo, até ocorrer uma catástrofe. E a cervejinha não tem PORRA NENHUMA a ver com isso.
Se quisessem mesmo diminuir a violência, a medida mais séria a ser tomada era autorizar apenas a realização de jogos com uma só torcida, e ponto final.
Olha só o aparato policial que é mobilizado para um clássico. Para acompanhar as torcidas desde cedo. Atravessar a cidade escoltando os visitantes. Dezenas de viaturas e policiais vestidos para uma guerra. Qual é o custo disso? Custo financeiro, porque é o povo quem paga o salário e as horas-extras desses PMs que vão "cuidar da nossa segurança" em um clássico, e também um custo social, porque são homens que poderiam estar fazendo a segurança nas ruas da cidade.
Além disso, nos clássicos onde as torcidas estão com os nervos à flor da pele, a PM é extremamente mal preparada para lidar com qualquer situação minimamente delicada.
Como ontem, no Pinga-Mijo: um idiota soltou uma bomba e a polícia, o que fez? Desceu a borracha em todo mundo que estava pela frente.
Mas a culpa é de quem?
Ah, é mesmo. É da Skol.

13 comentários:

Anônimo disse...

Vou ter que discordar, a torcida do Atlético estava proibida de levar faixas, isso estava bem claro, então pq ignorar a proibição ? Do que adianta a realização de reuniões se é pra dar uma de idiota no dia do jogo ? A PM foi pedir que a faixa fosse retirada e foi recebida com uma chuva de fogos e copos de bebida, o que vc espera ? Que eles falem: por favor pessoal, não sejam mau educados. A culpa da ação da pm foi (como sempre ) de algumas laranjas podres da nossa torcida que adoram uma confusão.

Anônimo disse...

Não. A culpa é dessa merda de Kronembier.

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Ao "anônimo primeiro"

Então você não está discordando, está me dando razão. Sempre vai ter um idiota fazendo besteira na torcida visitante. Ou vários idiotas. Independente de ter cerveja pra vender ou não. E quem não tem nada a ver com a idiotice vai acabar pagando o pato junto. Então, que se proíba a torcida visitante, e não a cerveja. Simples! Por mim, sem problema. Não pretendo ir mais ao pinga-mijo mesmo...

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Ah, e no episódio em questão é óbvio que a culpa foi da PM sim. Como é que uma faixa daquele tamanho passa pela revista e pelas catracas? A PM vai dizer que não viu? Se a PM deixou entrar, então é totalmente culpada. E depois ainda vai pedir "delicadamente" para a massa inflamada retirar a faixa depois de colocada... surreal, hein?

buenooo disse...

PM totalmente despreparada. Deixou entrar tudo. Faixa aqui e faixa lá.

favetti disse...

levaram camisas e faixas. se fuderam. a é i essa porra vai cair.

Anônimo disse...

Porque iriam proibir eles entrarem com a nossa faixa se eles poderiam entrar com qualquer material ? Era só eles alegarem que a faixa era de torcida aliada, muito fácil . Nada ve falar que a PM é culpada de deixar entrar a nossa ex-faixa

Anônimo disse...

anonimo.. tds as faixas sao desenroladas pra revista... pra ver se nao tem algo "incomum" enrolado por dentro...
impossivel nao saber q a faixa era a tal roubada e com BO e td!!!!

se liga veio, eles reviram ate os instrumentos!!!!

thyago disse...

Quer dizer então que a imprédio tem uma torcida aliada que usa vermelho e preto, haha então tá conta outra.

Anônimo disse...

Pepino com creme...
Na bunda do PM...


Alguém se lembra dessa?

Luiz Andrade disse...

SEI QUE MUITOS NÃO VÃO GOSTAR MAS:
1) O fato de haver um B.O., não chega ao conhecimento dos soldados, que em dias de jogos vêm inclusive de outros batalhões (geralmente em seus dias de folga). Esse conhecimento só chegaria se repassado pelo comando na formatura que ocorre antes do inìcio do serviço. Se o B.O. foi registrado em uma delegacia da POLÍCIA CIVIL, então pode esquecer.
2) No caso da faixa roubada, não pode ser completamente descartada a hipótese de que ela já estava no interior do chiqueirão, com a conivência de algum diretor.
3) Qualquer um que tenha servido ao E.B., sabe que as técnicas de controle de distúrbio civil, consistem em: a)atacar (indistintamente) a multidão, para criar pânico inclusive com o uso de armas não letais como bombas de efeito moral, e balas de borracha. b)Focar em alvos selecionados (os cabeças ou agitadores) com o emprego de SNIPERS (ATIRADORES DE ELITE), algo impensável no caso em questão.
4) A situação do policial com a 12, em que pese que ela provavelmente está carregada com a tal bala de borracha, esta COMPLETAMENTE EQUIVOCADA, tal equipamento só pode ser usado com segurança a distância mínima de 6 mts.

Luiz Andrade disse...

Não custa lembrar que a Polícia Civil montou uma delegacia "Móvel" naquele antro, inclusive com a presença do secretário de (in)segurança. Mas parece que foi apenas para gerar mídia, pois não havia estrutura nenhuma.

Luiz Felipe Rivabem disse...

Marginal é marginal bebado ou sóbrio. Ninguem leva bomba pro estádio pq bebeu no estadio ou antes de sair de casa, isso é premeditado.


Não misture.

O que eu sei é que sem cerveja, acabaram as discussões no estádio que sempre envolvem um bebado enchendo o saco e se exaltando.
Ontem, mesmo com 4x1, defesa esburacada e tudo mais, não se viu uma briguinha sequer no estádio. Coisa que era beeeem comum semanas atrás.