domingo, 20 de julho de 2008

Alívio!

Galatto pegou o pênalti cobrado por leandro Amaral.
(Foto: Jonathan Camps / Gazeta do Povo)

Após o tropeço contra o Internacional, o Furacão voltou a vencer em casa, para um público de 19 mil fanáticos torcedores. E com méritos - embora o Vasco seja um time bastante fraco e quase tenha chegado ao empate.
O Atlético esteve firme defensivamente e finalmente começou a mostrar perigo no ataque, com boas jogadas de Joãozinho e Ferreira e uma boa jornada dos laterais.
Ferreirinha, aliás, foi um dos destaques do time, ao lado de Márcio Azevedo, Valencia e Galatto. O colombiano voltou a jogar "pracacete" e, pra mim, foi o melhor em campo. No segundo tempo, quando a coisa quase ficou preta, foi o único jogador a pôr a bola no chão e levar o Rubro-Negro ao ataque.
Apesar de ter cometido um pênalti, Azevedo está entre os destaques por ter feito uma precisa assistência para o gol de Joãozinho - o primeiro do jogo -, além de ter feito ele mesmo o segundo gol. O que foge ao entendimento é como um cara capaz de fazer um cruzamento tão supimpa com a bola rolando, como foi aquele que resultou no primeiro gol, possa cobrr tantos escanteios medíocres, na altura da canela dos zagueiros adversários. Mas sobre isso volto a falar depois.
Valencia voltou a ser o leão-de-chácara da meia-cancha.
E Galatto salvou a lavoura, ao defender um pênalti quando a partida estava em 2 a 1 pra nós. Se sai aquele gol, acho que o Atlético perdia a partida. Mas não só por esta jogada: o goleiro foi muito bem e fez também outras defesas importantes.
Resumindo, o Atlético cumpriu o seu dever em casa, contra um time fraco como é esse Vasco da Gama. Mas não pode tomar o sufoco que levou, após abrir dois gols de vantagem sobre o adversário.
Agora, precisa é de uma nova vitória fora de casa. O adversário é o brioso Sport, na Ilha do Retiro. Um Sport cheio de ex-atleticanos.
Beliscar os três pontos é fundamental para o Furacão sair de vez de uma posição incômoda e passar a lutar por uma vaga na Libertadores.

2 comentários:

Anônimo disse...

a vitória era mais que necessaria e finalmente veio, e o atlético ainda jogou bem (!!!), mas tem algumas coisas a acertar: parar de perder escanteios (o CAP teve 15 escanteios no jogo e não vez nenhum gol assim!! aquela cobrança ensaiada de cobrar curtinho é só pra perder a bola).
Nei tem que parar de fazer graça e jogar com mais objetivo (levou até chamada do ferreira por causa disso, e tem que aprender a marcar pois ele sempre chega tarde na jogada); pra terminar o Fernandes tem que fazer o time não se acanhar quando tem a vantagem no placar e colocar o anderson aquino no lugar do julio dos santos!!!

Fernanda disse...

Alívio é o sentimento...

Depois de tantos tropeços o time voltou a vencer, jogando bem o que é mais importante... Voltamos a ver gols na nossa equipe!!!

Tomamos sufoco sim, em geral o time cai de rendimento no segundo tempo; nesse jogo não foi diferente, por isso Gallato foi tão exaltado em campo, não fosse pela defesa do pênalti talvez o resultado fosse outro...

Mas independentemente das variáveis que contribuiram para esta rodada positiva, acho importante parabenizar a equipe que mostrou nesse jogo que pode e que fará mais pelo Furacão nesse campeonato do que mostrou até agora.

Empenho é tudo o que o torcedor espera, as vitórias serão consequência.