segunda-feira, 19 de maio de 2008

Um legítimo camisa 10

O elenco do Atlético tem algumas carências, mas o que mais sinto falta é de um camisa 10 típico, aquele que acerta o meio-campo, de toque refinado, que põe a bola no chão, lança, tabela, parte pro drible e deixa os atacantes na cara do gol.
Não acho o Netinho um mau jogador, ao contrário. É bom. Mas falta-lhe este "algo mais", típico dos camisas 10.
Irênio, de quem eu esperava muito, ainda não mostrou ser este jogador.
Não sei se o Atlético vai contratar alguém.
Mas o empréstimo de Ferreirinha aos Emirados Árabes está prestes a acabar - se não me engano, dura apenas mais umas duas semanas. E Kelly, aquele do quadrado mágico, já se recuperou clinicamente de uma cirurgia e, embora sem contrato com o Furacão, começou a fazer treinos físicos no CT do Caju.
Pra mim, qualquer um dos dois poderia ser o 10 do Rubro-Negro.
Melhor ainda se for o Kelly com a 10 e o Ferreira no ataque, ao lado do Marcelo Ramos.
Nem que, para isso, Netinho volte a se sacrificar na ala-esquerda.
Por enquanto, tudo isso não passa de mera especulação deste Guerrilheiro.
Mas seria bom se virasse realidade.

2 comentários:

Fabricio disse...

É isso aí Guerrilheiro, quem sabe podermos ter os dois jogando juntos... e agora com a saída do NF seria ainda melhor se viesse também o Geninho...

Anônimo disse...

Concordo Guerrilheiro...

Mas achar um 10 tá dificil... Muitos times procurando e os que têm devem perder no janela de agosto. Acho que uma solução é fazer diferente do que a maioria dos times têm feito: tirar um volante e jogar com dois jogadores de armação, mesmo sacrificando a postura defensiva. Chega de retranca. Com isso poderíamos usar o Netinho e o Kaio, ou até mesmo o Irênio...

CF