sábado, 12 de abril de 2008

Valeu (só) pela vitória...

Mesmo jogando mal, o Atlético venceu a primeira partida da semi-final contra o Toledo Colônia Work pelo placar mínimo e ficou bem perto de se classificar à final. Como fez a melhor campanha na competição, pode até perder por um gol de diferença em Toledo que fica com a vaga. O gol do Furacão foi marcado por Valência, logo aos 35 segundos de jogo.
Saí da Baixada com a impressão de que o Atlético fez uma partida pior do que a última, quando empatou sem gols com o Iraty. Méritos do Porco do Oeste, um time muito bom, que chegou a pressionar o rubro-negro durante quase todo o segundo tempo. Eu não havia visto, ainda, o goleiro Vinícius trabalhar tanto.
Pelo lado do Atlético, faltou criatividade para furar a retranca do TCW. Quando o melhor em campo é um volante - Valência - é porque a coisa foi feia mesmo. Netinho não rendeu bem na ala, e o jovem Pimba, marcado, foi pouco efetivo. Fora o lance do gol, houve apenas duas chances de ampliar o placar - uma com Pimba e outra com Alan Bahia.
Agora, será uma verdadeira batalha pela vaga. O Toledo não perdeu nenhuma partida em casa neste campeonato. Na verdade, venceu quase todas - empatou apenas uma. E o Atlético ainda pode perder Marcelo Ramos, que se envolveu em uma confusão no final do jogo e deu um soco num jogador do Porco. Se o juiz colocou na súmula, certamente o atacante será punido. Se não for esta semana, contra o Toledo, será em uma das partidas da final.
De qualquer maneira, com ou sem Marcelo Ramos, o Atlético precisará jogar muito mais bola se quiser chegar à final e ser campeão.

7 comentários:

Anônimo disse...

VAMOS BRIGAR NOVAMENTE ESTE ANO PARA NÃO CAIR NO BRASILEIRÃO. Ô GUERRILHEIRO SERÁ QUE ESTE WALLISON É POSSESSO MESMO!
HOJE SÓ TROPEÇOU NA BOLA, E DIGO QUE VAI SER QUASE IMPOSSIVEL PEDER SÓ DE UM PRO TOLEDO.

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

É verdade, infelizmente o Wallyson não deu uma dentro hoje...

Anônimo disse...

Triste, lamentável, o que vi hoje na baixada.
Estive no espaço sócio-furacão antes do jogo, e estava passando os gols da campanha de 2001, e fiquei pensando no que estava escrito nestes dias aqui no blog: "o Kléber já era agora é a vez do possesso".
Que possesso, tá loco, o cara tava pior que o Willian. O dia que um cara fizer o que Kléber fazia no nosso ataque, não precisaremos mais nos preocupar com esta posição.
O Toledo deu um baile em cima do Atlético, o Marcelo Ramos, ficou putinho e meteu a mão na cara do jogador do Toledo, lámentavel, pois Toledo sai fortalecido para o segundo jogo, náo só pelo que fez aqui, mais também pela atitude do Marcelo Ramos.
E neguinho pare de escrever do possesso, o dia que este piá mostrar que é bom de bola, aí sim, pode vir falar alguma coisa.
Quantas saudades, de Kléber, Alex Mineiro, Oséas, Paulo Rink, Washington, Reginaldo Cachorrão, Matosas,Denis Marques,Xaropinho, Fernandinho, Jadson, Alberto (lateral), Adriano Gabirú,Ferreira e Claiton.

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Caro anônimo

O Wallysson jogou apenas duas partidas, e por menos de meio tempo em cada uma delas. Não é justo queimá-lo assim.

Aliás, a torcida só deu valor ao Kléber depois que ele foi embora. Cansei de vê-lo ser vaiado na Baixada.

Anônimo disse...

Pelo menos o cara fazia gol.
E o MR, no intervalo disse que ficou puto por que o time tava ganhando e a torcida vaiou, não aguenta a pressão, pede para sair, vai pedir mamadeira para mamãe.

Quanto ao Wallisson, queimo mesmo,tá pensando o que? Independente de jogar 10 ou 90 minutos, tem que mostrar futebol ou no minimo raça, senão vai ficar igual ao Michel e Wilian.
Além do que o cara faz isso a vda inteira, e ainda é pago para isso. E se não apresenta bom futebol, então se mate, vez que, o cara treina todo dia para jogar bola.
To puto com o que vi hoje na baixada.

Anônimo disse...

A vitória de hoje foi pior que uma derrota, o Atlético sofreu muito com o Toledo e no final o MR faz essa cagada, se for suspenso vai ferrar de fez o CAP, ele foi muito burro!

Anônimo disse...

O time é muito fraco, o que nós vimos ontem nada mais é aquilo que já sabiamos. Quem vamos culpar amanhã, o médico, o massagista, o goleiro reserva, o sócio da Kyocera, etc.
Vamos cair na real, o Atlético subiu até onde podia. Quando podia subir mais os dirigentes não estavam preparados. Decisões erradas, brigas com torcida, imprensa, TV, jogadores, afastamento de olheiros competentes (Carletto e Borba Filho), dirigentes coopertivos (Valmor, Adur, Fornea etc.).
Sou grato a alguns dirigentes atuais (especialmente Petraglia) e avesso a outros (Fleury).
Estamos no caminho errado, mas graça a força atleticana (Torcida e os dirigentes bons) vamos colocar o Atletico no caminho certo.
Não sei como, mas o "coração, a emoção" vai colocar a "razão" no caminho de engrandecimento.
Em tempo "Após a briga com a imprensa" a Gazeta do Povo não publicou uma só linha do Atlético. Estou para renovar, mas se continuar esta briga de galinhas, não vou renovar/comprar jornal que só tenha notícias que não me interessam.