sexta-feira, 11 de abril de 2008

Ainda sobre as transmissões de rádio

Ainda sobre a cobrança de taxa para a transmissão de partidas na Baixada, algumas observações:
  • O Atlético, queiram ou não, é o único clube que tem peito de encarar a mídia e exigir que paguem o preço que acha que sua marca vale. O resto - principalmente aqui no Paraná - se contenta com quaisquer migalhas que lhes ofereçam;
  • Se os demais clubes se unissem em torno da questão e adotassem medida semelhante, as rádios seriam obrigadas a se profissionalizar para poder pagar aos clubes. Atualmente, a grande maioria das equipes esportivas é totalmente amadora - umas na própria maneira de fazer "jornalismo" e gerar conteúdo; outras na forma como negociam suas cotas de publicidade. A profissionalização seria boa para as próprias rádios e afastaria de vez um bando de picaretas que ainda atua no meio - e não são poucos;
  • A cobrança pela transmissão é legal sim, tanto é que as rádios sempre precisaram pagar para transmitir as partidas de copas do mundo e nunca se queixaram disso. O que pode ser alvo de questionamentos é, reconheço, o valor que o Atlético pretende cobrar - o qual considero muito alto para os padrões da mídia local;
  • Não queiram levar o caso, mais uma vez, para o lado da antipatia que a medida pode gerar. O Atlético não quer, e nem deve, ser um clube "simpático" para a mídia ou para os rivais. Simpático é o América do Rio; o Furacão é o Furacão. Não é isso que está em jogo. Simpatia não enche barriga;
  • Repito: acho que o Atlético está certo na medida, mas está exagerando nos valores. Mas, pelo pouco que conheço dos dirigentes rubro-negros, eles não vão ceder em nem um centavo e as rádios vão recorrer à Justiça, como informa a Gazeta do Povo Online. Ou seja: ainda vamos ouvir falar dessa polêmica por um bom tempo...
  • De qualquer maneira, mesmo que nenhuma emissora adquira os direitos de transmissão, o clube promete que o torcedor que só pode acompanhar o time através do rádio não será penalizado. Segundo reportagem desta sexta na Tribuna do Paraná, caso nenhuma emissora se interesse pelo edital uma das saídas para o clube será locar espaço na grade de transmissão de rádios e apresentar o jogo, de preferência em bandas AM e FM. “Podem ter certeza que não deixaremos nenhum atleticano sem informações sobre seu clube”, afirmou ao jornal a diretora de Comunicação, Luciana Pombo. “Com essa medida o clube mais uma vez aposta na marca Atlético Paranaense e no desempenho da equipe dentro de campo. Assim a exclusividade poderá render muito ao Rubro-Negro, seja através da negociação com emissoras ou na venda de patrocínios numa eventual rádio atleticana”, diz a matéria.

Você tem alguma outra observação? Deixe o seu comentário.

22 comentários:

Anônimo disse...

POISÉ GUERRILHEIRO, "SIMPATIA" NÃO ENCHE BARRIGA..MAS TAMBÉM NÃO AUMENTA TORCIDA, NEM PROJEÇÃO NA MÍDIA...VAMOS MUDAR O NOME DO NOSSO CLUBE ENTÃO PARA "CLUBE ATLETICO DOS CURITIBANOS" SERIA MELHOR...

Anônimo disse...

SE FOSSEMOS UM CLUBE TOCADO DE UMA MANEIRA MENOS "ARROGANTE", SERÍAMOS COM CERTEZA UM CLUBE MUITO MAIS POPULAR...E COM CERTEZA ACHO QUE SOMOS MUITO MAIORES DO QUE O "AMERIQUINHA" DO RIO OU A LUSA PAULISTA...SE QUEREMOS PROJEÇÃO NACIONAL, ENTÃO NÃO SE FAÇA ESSE TIPO DE COISAS..SE QUEREMOS QUE AS PESSOAS DO INTERIOR OU DE OUTROS ESTADOS TORÇAM PRA GENTE (E NÃO APENAS SEJAMOS "QUERIDOS") ENTÃO SE TENHA UMA MANEIRA MAIS FÁCIL DE SE ACOMPANHAR O ATLETICO...INTERNET??? É UMA ÓTIMA IDÉIA MOSTRAR JOGOS NO SITE OFICIAL, MAS ATÉ QUANDO SERÁ ASSIM??? PENA QUE HOJE EM DIA, O PENSAMENTO DE NOSSA TORCIDA SEJA ASSIM. SABENDO-SE QUE MORAMOS EM UMA PAÍS DE 3º MUNDO. MAS TEM TORCEDOR (ASSIM COMO O DONO) QUE PENSA QUE MORA NA EUROPA...

Anônimo disse...

Esse é o mal de nossa torcida...Só pensam no bem estar próprio, sendo que fazem parte de uma ENORME família...Se eu estou feliz, mas o Jose não está, FODA-SE O JOSE!!! EU NÃO TO NEM AI!!! PELO MENOS EU ESTOU FELIZ!! ..Infelismente a maioria dos torcedores pensam assim. Eu também me solidarizo com o povo distante de Curitiba, ou mesmo aquele que mesmo indo ao estádio, acompanha pelo "radinho" (Meu pai por exemplo). Acho que alguns Atleticanos se esquecem que somos uma imensa família, e só pensam em seu Bem-estar próprio. Desculpe o desabafo agora mas...COISAS DE UMA TORCIDA ELITIZADA....SÓ PENSA EM SÍ MESMO....Ultimamente está sendo triste torcer para o NOSSO Atletico..Desculpe mas essa é minha opinião....

Gilberto Leite Freitas
gilfreitas86@hotmail.com

Anônimo disse...

Vamos esquecer qualquer tipo de progresso, e vamos dar as mãos juntos comemorando o atraso mútuo.Não se pode progredir no terceiro mundo,todos devem apoiar e aceitar a mediocridade, quem pensa em evolução deve ser banido de nossa torcida, de nossa sociedade. Viva as rádios e que se dane o progresso. Eu só quero ouvir minha radinho, não to nem aí para outras questões, quero ser pobre e quetodos sejam pobres, e que nosso presidente beba sua geladinha rindo de tudo isso. Falar de forma populista de povo é fácil, dificil é criar na merdiocridade um padrão mais evoluído. Se isso chama se elite, então esses são a elite!

Anônimo disse...

TUDO BEM ENTÃO, DEIXE COMO ESTÁ!!!! ESTÁ BEM ASSIM!!! NUMA VÉSPERA DE DECISÃO, A DIRETORIA ANUNCIA UMA COISA DESSAS, DEIXE ASSIM, VAMOS CONCORDAR!!!....

Anônimo disse...

MAS QUEM AQUI TA FALANDO EM PASSO PRA TRÁS??? TODOS SABEM QUE SOMOS UM CLUBE MODERNO, O BRASIL INTEIRO SABE..MAS PENSEM O OUTRO LADO TAMBÉM..SERÁ QUE AS RADIOS ACEITARÃO??? E SE NÃO ACEITAREM, COMO FICA DAI PRA QUEM NÃO TEM TV A CABO??? AH É LEMBREI!!! GENTE COMO O QUE COMENTOU ACIMA FALARÁ "FODA-SE!!!"....Ô GENTE NOJENTA...

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Tá escrito neste post mesmo... o clube esclarece que caso nenhuma emissora se interesse pelo edital uma das saídas para o clube será locar espaço na grade de transmissão de rádios e apresentar o jogo, de preferência em bandas AM e FM. “Podem ter certeza que não deixaremos nenhum atleticano sem informações sobre seu clube”, afirmou ao jornal a diretora de Comunicação, Luciana Pombo. “Com essa medida o clube mais uma vez aposta na marca Atlético Paranaense e no desempenho da equipe dentro de campo. Assim a exclusividade poderá render muito ao Rubro-Negro, seja através da negociação com emissoras ou na venda de patrocínios numa eventual rádio atleticana”, diz a matéria.

Anônimo disse...

TUDO BEM ENTÃO...FODA-SE O POVO DO INTERIOR...FODA-SE O TORCEDOR QUE NÃO TEM OUTRA MANEIRA A NÃO SER O RADINHO...FODA-SE POPULARIDADE, APARICÃO NA MÍDIA, AUMENTO DE TORCIDA...FODA-SE!!! VAMOS SE FECHAR SOMENTE PARA AS PESSOAS DAQUI, OS CONSUMIDORES, OS "FALACIANOS", O RESTO??? O RESTO É RESTO....

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Mas pera aí... o sinal das rádios da capital em AM e FM não chega ao interior... alguma rádio do interior vem à Baixada transmitir os jogos para sua cidade? Nunca ouvi falar disso. As rádios da capital só chegam ao interior na internet. Mas se é para ouvir pela internet não é melhor fazê-lo pelo site do próprio CAP - que até imagem ao vivo dos jogos está disponibilizando? Sinceramente, não entendo o motivo de tanto drama...

Anônimo disse...

VAI SER SEMPRE ASSIM, O CARA LÊ MAIS NÃO ENTENDE O QUE LEU. DAÍ FALA/ESCREVE UM MONTÃO DE ASNEIRAS.TÁ BEM CLARO QUE NENHUM TORCEDOR DEIXARÁ DE OUVIR O FURACÃO JOGAR."QUEM NÃO SE ADAPTA À MUDANÇAS FICA PELO CAMINHO." PAGAMENTO JÁ! SE FOR PARA OUVIR BESTEIRAS DE NARRADORES SONOLENTOS E COMENTARISTAS RANÇOSOS QUE PELO MENOS PAGUEM PARA ISTO.

SAUDAÇÕES
DINDO

Anônimo disse...

Me desculpem, mas o pessoal do interior nao da 1 centavo de ajuda pro Furacao! Vc ker uma cerveja? vc paga, vc ker um sorvete? vc paga, quer ir pra balada? vc paga, ker ver teu time? paga, ker ouvir? paga tb!

Anônimo disse...

Dá-lhe viuvarada do patrálha.
Do homem que queria fazer fusão do atlético.
Do elemento que só tem cifrões nos olhos.

pt.

Anônimo disse...

Sem contar que as rádios usam a imagem do clube para ganhar audiência. Eles estão lucrando SIM e o Furacão "fica na mão" nesse processo. Se TV tem que pagar, rádio tbm tem. Isso deve servir de lição para Antônios Cordeiros e Fachinellos da vida que só sabem falar merda do Furacão.

Chega de palhaçada!

Carollina Mendes.

Lucas disse...

ainda bem q tem gente sensata por aqui..

brasileiro é assim mesmo.. supervaloriza as perdas e os ganhos passam quase despercebidos..

lembram quando o atletico começou a transmitir jogos pela internet? nao lembro de ter visto mais de 5 comentarios..

agora que o clube esta lutando por um direito seu (que por sinal demorou para lutar por ele) todo mundo metendo o pau..

e o pior de tudo.. VOCE consumidor NAO ira pagar nada para ouvir as radios.. entao.. ta reclamando do que? tl medida irá filtrar essas "radios comedias" que a gente ve por ai..

Fabiana disse...

Tem gente que não sabe discutir sem apelar pra frase "viúvas do Petraglia". Ô falta de argumento, hein?

Ao amigo anônimo acima, sugiro que repense. Tem gente ganhando em cima do Atlético e não oferece nada em troca! Levar informação é OBRIGAÇÃO da imprensa, e não um favor à sociedade. Em termos de Atlético, que tem a maior torcida do estado, eles ganham muito dinheiro com a audiência que têm. Nada mais justo do que cobrar para transmitir, da mesma maneira que TVs têm que pagar pela imagem.

A desculpa de que a informação deve ser gratuita é balela. Se fosse assim, a programação de rádios e TVs não teriam 70% de seu tempo reservado à publicidade.

Anônimo disse...

Guerrilheiro, gosto muito de seus posts, mas nessse você comeu bola feio.

As rádios tem o DIREITO de transmitir gratuitamente os jogos de futebol, pois não há ABSOLUTAMENTE NADA NA LEI PELÉ OU EM QUALQUER OUTRA LEI QUE GARANTA O DIREITO DO ATLÉTICO COBRAR PELA TRANSMISSÃO. É uma questão legal.

A Lei Pelé estabelece claramente que o clube pode cobrar das TV's mas não das rádios!

Além disso, o Atlético-PR se beneficia das transmissões de rádio, que atingem toda a população (de alta e baixa renda) com a divulgação da marca do clube.

Temos é que ganhar títulos e não ficar inventando moda e comprando briga com o 4º poder (imprensa).

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Existem outras leis que tratam do tema, e não só a Lei Pelé - como a lei de direitos autorais e de direitos de arena. E essas leis sim afirmam que a cobrança pela transmissão é legal.

Anônimo disse...

As quizilas entre as facções da torcida rubro-negra prós e contra o senhor Petráglia são realmente eternas.

É mais fácil convencer um 'crente' da igreja universal de que o Edir Macedo é bandido do que uma destas 'viúvas do petrálha' aceitar qualquer argumento contra o mesmo.

Atleticanos da era anterior à internet, portanto anterior à geração Arena, reconhecem a magnífica contribuição dele para o clube, mas para ele não batem continência.

É, para nós, indivíduo que aventou a possibilidade, e fomentou fortemente a idéia, de fazer fusão com um clube desta capital (azul e vermelho). E foi seguido por puxas-sacos qual tal o Sr. Sicupira.

Cobrança de transmissão das rádios é mais uma baboseira sua e de seus súditos, seguidos que são por suas viúvas-torcedores.

Para mim, que vá para a p*ta que o pariu.

PT, Senhorinha.

Carlinhos - Portão/Santa Quitéria

Anônimo disse...

Eu não sou da "Geração Arena", nem comecei a torcer pelo Atlético ontem. Venho de uma família essencialmente atleticana e posso dizer que, sem dúvida nenhuma, Petraglia é um dos maiores dirigentes que o Atlético teve. Reconheço que muitas vezes ele mete os pés pelas mãos e não aprovo isso. Porém, sei pontuar todas as coisas boas que ele já fez por aqui.

Engraçada é a postura de muitos. Quando apoiamos uma idéia, nos taxam de "maria-vai-com-as-outras", "torcida modinha" e etc. Quais são os critérios para essa avaliação? Acho que essa gente nem critério tem. Manda todo mundo que pensa diferente para pqp e não é capaz sequer de dar um argumento que justifique sua opinião. É deprimente.

Essas mesmas pessoas não são capazes de se associar, montar chapa e concorrer às eleições. Por que será? Não tem peito, coragem? O que falta? Xingar Petraglia não o tira de lá e muito menos o faz mudar de atitude. Já que são os donos da verdade, por que não dão a cara a bater?

André Fonsatti.

Anônimo disse...

Guerrilheiro. O direito de arena é previsto justamente na Lei Pelé, art. 42. A lei de direitos autorais, a meu ver, se aplica restritivamente ao futebol, pois temos leis específicas para tratar do tema. Além disso, se o futebol for considerado uma obra para efeitos da lei de direitos autorais, é uma obra em co-autoria, pois o Atlético não realizar sozinho os espetáculos, mas depende de jogadores, que são autônomos. Então aí teríamos que perguntar a cada jogador se ele concordar em "vender" sua arte às rádios.

É realmente uma piada esse negócio!

Anônimo disse...

A PARTIR DE HOJE ME RECUSO A COMENTAR NESSE BLOG....ESTOU MUITO ASSUSTADO COM O QUE LEIO...


MICHAEL ROSA.

Anônimo disse...

Pois é.
A gente pensa que só os paquitas são ridículos e mal educados.
Entre nós também tem ignorantes como o que compara Petralia com Edir Macedo.
O André tem razão. Não querem o Petraglia, concorram com ele numa eleição e o tirem de lá.
Quantos dos que são críticos já se associaram para ajudar o clube?
Se a idéia é ridícula, protestem junto ao clube e não como retardados que até ligam para a transamerdica para reclamar.
Carlos Roberto - Mercês