quinta-feira, 27 de março de 2008

Dia de clássico

A apresentação da partida de logo mais no estádio da RFFSA, pela reportagem da Gazeta do Povo:

Diferenças agitam o clássico
Paraná e Atlético disputam hoje à noite um clássico completo. Rivalidade? É claro que tem. Polêmica fora das quatro linhas? Tem de sobra. E o que é melhor, quando as duas equipes pisarem o gramado da Vila Capanema, às 20h30, estará em jogo, praticamente, uma vaga para as semifinais do Campeonato Paranaense.

É, possivelmente, o encontro mais atraente entre rubro-negros e paranistas que o Durival Britto já recebeu. E começou na Arena, no confronto do primeiro turno desta segunda fase, vitória do Tricolor por 1 a 0. Tudo porque um torcedor atleticano
arremessou uma bala (doce), a guloseima acertou o meia Cristian do Paraná e o episódio foi parar no Tribunal de Justiça Desportiva.
De quebra, o TJD ainda julgou (em reunião que varou a madrugada de quarta-feira) e suspendeu o árbitro da partida, Maurício Batista dos Santos (60 dias) e o presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, Mário Celso Petraglia (30), por ter chamado o juiz de “ladrão” no intervalo.
Aspectos extra-campo suficientes para esquentar o embate, certo? Sim, mas tem mais.
E só poderia vir da arbitragem. Héber Roberto Lopes foi sorteado para mediar o clássico e o Atlético não demorou a se pronunciar: “Uma escolha infeliz”, disse o diretor de futebol do clube. Já o Paraná foi em sentido oposto. O presidente Aurival Correa cravou: “Excelente”.
Mesmo assim, nada disso enfraquece duelo. Pressionados pelo Engenheiro Beltrão, líder do grupo com seis pontos e que recebe o Iraty (três) em casa, a dupla não pode nem pensar em per
der. O Tricolor tem os mesmos seis pontos, e está em situação um pouco melhor.
Já o Rubro-Negro, com apenas três, em caso de insucesso praticamente dá adeus ao Estadual.
“A vitória é obrigação deles, porque já têm uma derrota para nós dentro da casa deles e agora têm de buscar fora os pontos que perderam”, declarou o atacante Joélson. Autor do gol na Arena. Ele é dúvida, em virtude de dores musculares na coxa direita.
Poupado dos treinos na semana, Joélson participou do último coletivo, ontem pela manhã. Mas, caso fique de fora, o técnico Paulo Bonamigo deve escalar Fábio Luís.
Responsabilidade maior que, ao contrário do que normalmente acontece, o Furacão não renega. “Pelo tropeço que tivemos contra o Engenheiro Beltrão, toda partida nossa passou a ser decisiva. Essa é mais uma. E da mesma forma que o Paraná foi em nossa casa e ganhou, temos todas as condições de ir na Vila Capanema e vencer também”, afirmou o técnico Ney Franco.
* * * * * * *
Em Curitiba

Paraná x Atlético
Paraná

Fabiano Heves; Daniel Marques, João Paulo e Luis Henrique (Nem); Araújo, Goiano, Jumar, Giuliano, Cristian e Éverton (Daniel Cruz); Fábio Luís (Joelson). Técnico: Paulo Bonamigo.

Atlético

Vinícius; Rhodolfo, Antônio Carlos e Danilo (Willian); Nei, Valencia, Alan Bahia, Netinho, Gabriel Pimba e Piauí; Marcelo Ramos. Técnico: Ney Franco
Local:
Estádio da Rede Ferroviária Federal. Horário: 20h30. Árbitro: Héber Roberto Lopes. Auxs.: Francisco Aurélio do Prado e Aparecido Donizetti Santana.


Retrospecto atleticano
Apesar de os jogadores do Paraná exaltarem o fato de o jogo contra o Atlético ser em seus domínios como uma vantagem no clássico de hoje, o retrospecto é favorável ao visitante: nos seis confrontos entre os dois times na Vila Capanema, o Tricolor perdeu quatro, empatou um (no último encontro, por 2 a 2, válido pelo Brasileiro de 2007) e venceu apenas um.
A única vitória dos donos da casa – um 4 a 1 no Campeonato Paranaense de 2002 – ainda teve um gosto amargo para os paranistas: foi o segundo jogo da final e, como o Furacão havia vencido a primeira partida (por 6 a 1), os tricolores tiveram de ver o Rubro-Negro comemorar o título na Vila.

7 comentários:

Anônimo disse...

Vendo esse grafico não e clássico e jogo treino hauhuaua

Anônimo disse...

Curiosidade:
Há uma enquete na página do são Paulo na globo.com que pergunta aos torcedores qual atacante tem lugar cativo no time:

Enquete


Qual destes jogadores têm lugar cativo no ataque do São Paulo?

Adriano 26.14%
Aloísio 8.33%
Borges 46.19%
Dagoberto 7.73%

Indiferentes 11.6%

Dá para notar que Aiailuisio e Dagobosta tão mal na fita por lá.
Eles merecem....Dagobosta achava que ia pra seleção.KKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

vejam isso:

http://www.youtube.com/watch?v=ycv2-fLLaeA&eurl=http://casadohumor.blogspot.com/

Anônimo disse...

CHUPA PARASITAS!!!!!!!!!!!!!!! NUNCA SUMESTIMEM UM CLUBE DE 84 ANOS E MUITÍSSIMO MAIOR DO QUE VOCÊS!!!!!!!!! TOMARAM NA CABEÇA. AGORA NINGUÉN NOS SEGURA!! CRRRRRREEEEEEEEEEEEEUUUUUUUUUUU PARASITAS!!!!!!

MICHAEL ROSA.

Anônimo disse...

NÃO PUDE IR AO JOGO, POR ISSO FIQUEI SÓ NO RADINHO, MAS QUERO AQUI MOSTRAR A MINHA INDIGNAÇÃO AO SENHOR "AIRTON CORDEIRO" PELA MANEIRA QUE COMENTOU O JOGO, DESCARADAMENTE TORCENDO PARA O PARANA E ELEGENDO "HEBER ROBERTO LOPES" COMO BAM-BAM-BAM DO JOGO...LAMENTÁVEL ESSE CIDADÃO COMENTANDO JOGO DO ATLETICO, MANCHANDO A IMAGEM DA ÓTIMA EQUIPE DE ESPORTES DA RÁDIO TRANSAMÉRICA...QUE SE TOME PROVIDÊNCIAS CONTRA ESSE CIDADÃO...

MICHAEL ROSA.

Anônimo disse...

E TAMBMÉM AO SENHOR "MARCELO FACHINELLO" POR CRITICAR AS ATITUDES DO MACULAN, SABENDO-SE QUE ESSE ÁRBITRO SEMPRE PREJUDICOU O ATLETICO....

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Não entendo como um atleticano ainda ouve a Transamérica! Cara, ligue-se na Banda B ou na CBN e passe bem menos raiva.