quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Ele tem razão

No dia 23 de dezembro, Petraglia soltou o verbo ao vivo no programa Esporte Show, do Canal 21. Falou na cara do vice-governador, do diretor da Paraná Esporte, do secretário municipal de Esportes, deputados e sei-lá-quem-mais que é lastimável e vergonhosa a falta de empenho do setor público e dos políticos paranaenses para trazer a Copa de 2014 a Curitiba.

Um mês depois, o que vemos? Nada, absolutamente nada. O presidente da Paraná Esporte sumiu. Nunca mais tocou no assunto. Quando dá entrevista às rádios, só fala do clube do qual é diretor. É só o que lhe importa. No site da instituição, uma matéria importantíssima abre a seção de notícias: “Viva o Verão movimenta o comércio (...) Para o comerciante do ramo de alimentação, Beto Mariscão, os dias chuvosos são os mais movimentados que os dias de sol (...)”. Devem julgar que esta relevante informação seja mais importante do que divulgar o interesse do estado em sediar a Copa.

Para a Paraná Esporte, a chuva na praia ajuda a vender
verduras e é mais importante do que a Copa em Curitiba.

Quanto ao município, outro caso de omissão e desinteresse explícitos. O digníssimo prefeito está mais ocupado com outros assuntos. Precisa acelerar as obras que ele fez pipocar por toda a cidade, afinal é ano eleitoral e daqui a pouco ele, candidato à reeleição, não poderá mais visitar as obras e nem inaugurá-las. Mas Beto que se prepare. O tema Copa do Mundo estará presente na campanha eleitoral.

Já o vice-governador pelo menos enviou um fax pedindo uma audiência com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Até agora, a confederação nem ao menos agendou o encontro. Enquanto isso, o governador do estado fica às turras com a Justiça, com a imprensa, com seus próprios secretários de estado... e, ao invés de utilizar a TV estatal – cujo sinal, como disse o próprio Requião, pega da Patagônia ao Pólo Norte – para algo que preste, como veicular uma campanha pró-Copa em Curitiba, tira a emissora do ar.

É. Aquele velho slogan político tem mesmo sentido. Mas é preciso trocar o nome dos personagens.

Petraglia tem razão”.

5 comentários:

Pakotze disse...

Gente, vocês ainda acreditam nessa caterva... Não dá para crer. Isso é assunto morto, ninguém moverá uma palha. Seremos novemente 1 milhão de atleticanos contra o resto do Paraná. E temos boas chances de ficar como sede, apesar de tudo, pois Curitiba é uma cidade muito melhor que muitas outras candidatas a sede...

Anônimo disse...

Acho que um pouco de responsabilidade deve ser jogada tambem em cima dos ombros do responsável pela parte esportiva da Paraná educativa o Senhor Marcelo Fachinelo, afinal naõ aparaceu até agora uma reportagem sequer incentivando a Copa do mundo aqui em Curitiba nem no gol de ouro e muito menos em outros programas ou jornais da Paraná Educativa, lembrando, fachinelo é o responsável pela parte esportiva do canal.

Qual a função de Fachinelo para o estado então? se unir ao Airton Corneiteiro nas rádios da vida e criticar a diretoria do Atlético?

Guerrilheiro faz uma postagem cobrando uma postura do fachinelo tambem, ele cuida da parte esportiva da Parana educativa.

GUERRILHEIRO DA BAIXADA disse...

Bem lembrado.

Diovane Rinaldin disse...

O Fakenelo é uma piada...
Não dá para esperar nada além de comentários infundados e esdrúxulos!

Quanto ao resto da trupe, era esperado, o Atlético sempre teve que se mexer sozinho quando precisou...

Anônimo disse...

Essa mídia e laia coxa está tentando o desprezo para nos afastar da Copa.
Povo nojento.
Mas o nosso silêncio também não é desculpa. Devemos começar a fazer terrorismo contra esta imprensa nojenta.
Charlie