sábado, 10 de novembro de 2007

Um fantasma no gol

Augusto Mafuz comenta, em sua coluna de hoje na Tribuna, o desempenho do goleiro colombiano Viáfara:
Fantasminha

Escrevi que com o tempo aprendemos a ver os fatos, matando nossos fantasmas. Mas por mais que passe o tempo, sempre ficamos com algo na mente.
A torcida do Atlético anda com medo de um fantasma, que atende pelo nome de Viáfara, o goleiro. Suas falhas são eventuais, mas são falhas que criam um estado temerário, que é a desconfiança.
O colombiano é um goleiro perigoso. Um dia pratica verdadeiros milagres. Mas no outro, falha e é responsável pelo resultado que frustra.
Amanhã contra o Sport, na Baixada, o Atlético deve ganhar. Sabe-se que gol vai marcar. O que não se sabe é como estará Viáfara.

4 comentários:

anOM disse...

grande Manfuz... falou tudo!

Ricardo disse...

Lembro do primeiro jogo em que o Viáfara jogou, substituindo o Guilherme, que foi suspenso por uma expulsão do jogo anterior.
O que mais me chamou a atenção foi a reposição da bola em jogo. Naquele jogo, foi praticamente perfeito. Muita precisão. Mas foi só naquele jogo. Hoje ele erra mais do que acerta. O que houve?
Falhas e frangos fazem parte da carreira de um goleiro, mas aquele primeiro gol do Corinthians foi uma das coisas mais estranhas que já vi. Acho que ele quis homenagear o Ricardinho, do vôlei.

Rogerio disse...

Sei que um time vencedor precisa estar unido e todas as peças são fundamentais. É claro que Ney Franco vê o que o torcedor vê mas a esta altura substituir Viáfara seria desastroso para um grupo que busca uma boa posição no campeonato. Ano que vem é outra história. Ney Franco se ficar, deve mexer no gol Atleticano. A diretoria certamente deve trazer mais um goleiro para reforçar o setor. Viáfara foi fundamental em Caxias e pelo jeito é muito querido pelo grupo mas que assuasta...ah isso assusta!!!!
Saudações Atleticanas e Fodam-se coxas.....

Anônimo disse...

Pro ano que vem, mantendo o time e contratando um lateral pra cada lado e um goleiro, vamos pro bicampeonato.