domingo, 25 de novembro de 2007

Tragédia: 7 mortos no jogo do Bahia

A nota triste deste final de semana vem da Bahia e nos faz pensar muito na estrutura oferecida aos torcedores brasileiros e comparar com o conforto e a segurança da Baixada.
Em Salvador, em meio à festa pela classificação do Bahia à Série B, parte das arquibancadas do anel superior da Fonte Nova cedeu, derrubando pelo menos dez torcedores de uma altura semelhante a de um prédio de cinco andares. Seis deles, três homens e três mulheres, morreram na hora. Outro, segundo informações do UOL, morreu no hospital.
O fato evidencia o descaso com que o assunto é tratado por governos e cartolas. Segundo relatório apresentado pelo Sinaenco (Sindicato de Arquitetura e Engenharia) há menos de um mês, o desabamento do anel superior da Fonte Nova era algo que estava na iminência de acontecer. Alguém se importou? O clube, o governo do estado, os bombeiros? Ninguém. Agora, depois da tragédia, o governador da Bahia, o petista Jacques Wagner, comunicou a "interdição imediata do estádio e realização de perícia para apurar as causas do acidente". Agora??? De que adianta?
Mas o problema não acontece somente na Bahia. O mesmo relatório mostra que o estádio dos coxas está com parte de sua estrutura comprometida (foto abaixo). E o que fizeram depois que o relatório foi divulgado? Tomaram alguma medida de segurança? Ao contrário, superlotaram o "treme-treme" e colocaram em risco a vida de milhares de pessoas. Talvez estejam esperando alguma tragédia acontecer para tomar providências. Eu já disse: não piso mais naquilo lá, nem que seja um atletiba de final de campeonato. Sugiro que façam o mesmo.

2 comentários:

Anônimo disse...

http://www.bemparana.com.br/index.php?n=50865&t=couto-pereira-esta-entre-os-piores-estadios-do-brasil

Anônimo disse...

Vai pro chão vai pro chao o ervilhao hauhauhauhauha