segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Semana farroupilha

Enfim, está chegando a hora de rever o Grêmio. Três meses se passaram após aquela fatídica partida. Foram três meses em Alex Mineiro no time. Evandro, que na época estava recuperando seu bom futebol, também acabou se apagando. Vale lembrar um techo da coluna da Augusto Mafuz no dia seguinte à "barbárie" do Olímpico:
"O franzino Tcheco, que por essas bandas onde nasceu nunca foi macho, de repente surpreendeu pela inusitada coragem: vindo por trás, o que não é da cultura gaúcha, deu um chute no rosto de Alex Mineiro, quebrou-lhe o nariz e tirou-o da batalha. Logo depois, Gavilán, parecendo ser de alguma tribo das margens do Paraguai, querendo afiar a faca, levantou Evandro, quebrou-lhe os dentes e, enquanto limpava a lâmina, viu o menino atleticano sair de campo para não voltar."
Pois bem. Tcheco deverá estar em campo. Gavillán não, pois voltou a agredir um jogador numa outra partida e está afastado do campeonato por decisão da justiça desportiva. Mas o ex-coxinha não precisa se preocupar. Se há algum um sentimento de vingança entre os atleticanos, há também o consenso de que esta deva se consumar na bola. Na bola e na pressão do Caldeirão lotado. O castigo para o time gaudério será ficar de fora da Libertadores. E o Atlético fará sua parte para que isso aconteça.

Nenhum comentário: