sábado, 27 de outubro de 2007

Melhor de todos os tempos

Coluna de Augusto Mafuz, hoje, na Tribuna do Paraná:
Convite

O jornal Gazeta do Povo me inclui como convidado para participar da escolha do maior Atlético de todos os tempos. Não é uma tarefa que pode ser desenvolvida só com lembranças. É necessário estudo. Lembranças, às vezes, tornam a escolha por sentimento. Não é fácil por uma razão: tratar com o passado existe sempre o risco do erro e da ofensa, principalmente, quando se trata com uma paixão que não envelhece, como a atleticana.
Mas estou trabalhando.
Para o “meu Atlético” está faltando pouca coisa. Um zagueiro-zagueiro, e estou quase optando pelo Nem, o capitão do maior título da história. Confuso mesmo estou para indicar o companheiro de Alex Mineiro.
Um time como esse não pode ser escolhido pelo comodismo de “escolhi o que vi jogar”. A verdadeira história de um clube não é aquela vista, mas aquela contada. Então, “o maior Atlético de todos os tempos” tem que ser escalado por lendas, ídolos, vistos e contados.
Existem três no Atlético. Contada pela história: Caju e Jackson. Vista pelos olhos: Alex Mineiro.

Nenhum comentário: