segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Homenagem aos parasitas

E o time das vilas, hein? Caindo aos pedaços rumo à segundona. A kombi está ladeira abaixo, e sem freios.
Nunca desejei o mal do Paraná Clube, o "primo pobre" da capital. Afinal, está para a dupla Atletiba assim como o América-MG está para Galo e Cruzeiro: não fede, nem cheira.
Mas o mundo gira, e as coisas mudam. Um dia Mário Celso Petraglia sugeriu ao Clube dos 13 que aceitasse a inclusão do pobre clube paranaense no seleto grupo dos principais times do país. É lógico que a maioria não aceitou. Mas Petraglia tentou... Depois, quando o Paraná resolveu reformar a Vila Capanema, Petraglia foi um dos primeiros a comprar um camarote, para ajudar o clube co-irmão a finalizar a obra, mais conhecida como "puxadinho" da Vila.
Passado o tempo, e o presidente do Paraná, Professor Miranda, se uniu a Onaireves Moura e Giovani Gionédis para tentar tirar a Copa do Mundo da Baixada, apoiando um projeto fictício para ressucitar o Pinheirão. E o torcedor-símbolo dos parasitas, o "Nello", aproveitou para usar seu site para atacar também a candidatura da Arena. Noutra ocasião, numa partida entre os dois times na Vila, os convidados de Petraglia foram hostilizados em seu camarote.
Pagaram com traição a quem um dia lhes estendeu a mão.
Por isso, fica esta singela homenagem deste blog aos parasitas: o samba Vou festejar, na inconfundível voz de Beth Carvalho:

Nenhum comentário: