quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Adiós, Grêmio. Nos vemos na Sula

O fato: o Atlético colocou o grêmio no seu devido lugar, venceu bem, com direito a Olé, sem ter de partir para a violência e com um show de sua fanática torcida. Quanto ao que ocorreu após o jogo, tudo é muito claro. O próprio técnico gremista, Mano Menezes, criticou a falta de estrutura emocional por parte de seus jogadores, principalmente do meia Tcheco. E todos viram um jogador do Grêmio começar a confusão nos vestiários, agredindo Claiton covardemente.
Bem, o que eu queria mesmo era que o Furacão ajudasse a tirar o Grêmio da Libertadores, porque já mostrou ser um time que não merece. Nossa parte nós fizemos. E se os gaúchos, em franca decadência técnica e desequilíbrio emocional, conseguirem uma vaguinha na Sul-Americana, será muito bom. Quem sabe eles ganham uma nova chance para tentar ganhar do Furacão - desta vez jogando como homens, e não como moleques.

Nenhum comentário: