quinta-feira, 31 de maio de 2007

Gomyde admite voto no Pinheirão para beneficiar o Coritiba


Saiu no site Jogando Limpo: o presidente da Paraná Esporte, Ricardo Gomyde, ex-diretor do clube verde, teve de se explicar junto aos coxas no Orkut pela indicação da Arena para a Copa 2014. Em suas mensagens, ele deixa bem claro que votou no Pinheirão pensando em beneficiar o Coritiba e ainda disparou críticas aos membros do governo que votaram contra o estádio da Federação, o que considerou uma "sacanagem".
Veja a nota publicada no site:
Bola fora: Gomyde confirma voto para beneficiar clube e avacalha com colegas do governo
O presidente da Paraná Esporte, o ex-deputado Ricardo Gomyde, deu (mais) uma tremenda bola fora. Atacado pela torcida do Coritiba em fóruns na internet e no Orkut, por não ter "impedido" que o governo do estado indicasse a Arena da Baixada para sediar a Copa de 2014, Gomyde quis se defender junto aos coxas mas acabou, no mínimo, falando demais e faltando com o decoro que o cargo exige.
No Orkut, Gomyde enviou mensagens a torcedores do Coritiba (imagem acima) afirmando, entre outras coisas, que ele e o Maurício Requião eram os representantes "coxas" na votação feita entre membros do governo estadual para escolher qual estado indicar. Diz ainda que foi "o único coxa a defender essa bandeira" (do Pinheirão). Da forma como colocou, dá a entender, explicitamente, que ambos votaram pelo "Novo Pinheirão" pensando exclusivamente nos benefícios que a escolha poderia levar para ao clube.

Além disso, num tremendo desrespeito com os demais companheiros de governo do estado que votaram na Arena - entre eles os secretários Celso Caron (Turismo), Júlio de Araújo (Obras Públicas) e Rafael Iatauro (Casa Civil), o presidente da Assembléia Legislativa, Nelson Justus, o líder do governo Luiz Claudio Romanelli e o próprio governador em exercício Orlando Pessutti -, afirmou que "lamenta a sacanagem que estão fazendo" (ao indicar a Arena e não o Pinheirão).
Para ler algumas das mensagens de Gomide no Orkut, clique aqui ou aqui.
Gomyde foi triplamente infeliz. Primeiro, porque como presidente de uma autarquia como a Paraná Esporte ele não deveria defender as cores de clube algum, mas sim pensar na coletividade e no melhor para o estado do Paraná.
Segundo, porque caiu na tentação de se explicar pessoalmente a torcedores, talvez com receio de perder possíveis futuros eleitores, esquecendo-se da magnitude do cargo que ocupa e partindo para uma discussão rasteira em fóruns de torcidas na internet que não condizem com sua função pública.
E, por último, porque prejulgou publicamente seus pares de governo e até seu superior - no caso o governador em exercício - e insinuou que foram "sacanas" ao fazer uma escolha que, assim espera a sociedade paranaense, tenham feito por imaginar que seria a melhor decisão para o estado.
Profundamente lamentável. Depois de ocupar cargos públicos por tantos anos seguidos, era de se esperar no mínimo um pouco mais de maturidade por parte de Ricardo Gomyde.

Clube divulga nota sobre acusações de Onaireves

A diretoria do Atlético publicou, no site do clube, nota oficial sobre as acusações levianas do presidente afastado e licenciaafo da Federação Paranaense de Futebol, Onaireves Moura. Leia:

NOTA OFICIAL DO CONSELHO GESTOR
O presidente O. Moura e membros da diretoria da Federação Paranaense de Futebol (FPF), em notas publicadas no site oficial da entidade, vêm cometendo o crime continuado de denunciação caluniosa contra a instituição do Clube Atlético Paranaense e seus dirigentes. A nós é atribuída, irresponsavelmente, a prática de infrações disciplinares previstas no Código de Defesa do Consumidor e no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). São acusações improcedentes e pueris, despidas de qualquer embasamento em fatos reais, sustentadas tão somente pelo espírito de emulação de quem as proferiu.
Não cabe nesta oportunidade estabelecer um debate público ao nível que os autores das acusações caluniosas pretendem imprimir. Pela reputação sobejamente conhecida na Justiça Criminal e nos demais órgãos de fiscalização do Paraná, tais pessoas padecem de credibilidade, confiabilidade e idoneidade em seus pronunciamentos. Por isso, estão impedidas de manter qualquer diálogo nos padrões de seriedade exigidos das pessoas que ocupam cargos da relevância dos quais, lamentavelmente, são titulares.
De qualquer modo, importa relevar que atitude delituosa de tais dirigentes da Federação será merecedora da devida resposta nas instituições e foro devidos, nas quais o Clube Atlético Paranaense exigirá a reparação pelas ofensas proferidas, de modo a responsabilizar cível e criminalmente os indigitados autores. Igualmente, se couber, o impeachment e cassação de tais pessoas deletérias ao esporte paranaense, cujo espírito destrutivo, prenhe de inveja pela mediocridade que lhes alimenta, sejam definitivamente banidas do convívio social.
Curitiba, 30 de maio de 2007.
Presidente: João Augusto Fleury da Rocha
Membros: Glaucio José Geara, João Luiz Amato Amato Montingelli, Luiz Alberto Küster, Marcos Augusto Malucelli, Mário Celso Petraglia, Nelson Luiz Silva Fanaya Filho, Osvaldo Benatto, Pedro José Steiner Neto e Paulo Roberto Brofmann

Site oficial tem novo domínio

Quem acessar o site oficial do Atléico pelo endereço www.atleticopr.com.br, notará que o site é automaticamente redirecionado para o domínio www.caparanaense.com. Em breve, provavelmente, o domínio antigo deixará de existir.

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Viáfara, João Leonardo e Edno devem ser titulares contra o Galo

Segundo os setoristas de rádio que cobriram os treinamentos de hoje, o técnico Vadão definiu o time que enfrentará o Atlético-MG, sábado, no Mineirão, bem como os substitutos de Marcão, vendido ao Internacional, e Ferreira, que está servindo à Seleção Colombiana.

Na zaga, João Leonardo, titular na última temporada, formará dupla com o capitão Danilo. Já na meia-cancha, o treinador optou por promover a estréia de Edno, recém-contratado junto ao Noroeste. O jogador, lateral-esquerdo de ofício, já vinha atuando no meio-campo na equipe do interior paulista, marcando 12 gols neste início de temporada.
Além disso, no final da tarde Vadão recebeu a notícia de mais um desfalque: o goleiro Guilherme foi suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva pela expulsão no jogo entre Atlético e Fluminense, na Copa do Brasil e não poderá ewnfrentar o Galo. O colombiano Viáfara deverá substituí-lo.

Palmeiras desiste de Alex Mineiro

Segundo notícia da agência Futebol Interior, o Palmeiras desistiu de contratar o atacante Alex Mineiro:
São Paulo, SP, 30 (AFI) – Há algumas semanas, o assunto principal no Palmeiras é a contratação de um atacante de ofício, o famoso camisa 9. Diversos nomes foram especulados (Rômulo, do Cruzeiro, Alex Mineiro e Dênis Marques, do Atlético), porém, nenhum anunciado.
Mesmo sem nada de concreto, o diretor de futebol do Verdão, Toninho Cecílio, segue afirmando a chegada de um atacante não vai demorar muito. Mas, ao mesmo tempo em que encheu o torcedor palmeirense de esperança, o dirigente descartou a chegada de Alex Mineiro, dizendo que o jogador “é carta fora do baralho”.

Projeto será divulgado na segunda-feira

Agora é oficial. O Atlético convocou a imprensa para a apresentação do projeto para a conclusão da Arena no final da tarde de segunda-feira, dia 4 de abril. Falta pouco para a torcida matar a curiosidade e ver como vai ficar a Baixada completa.
E para os rivais morrerem de inveja...

terça-feira, 29 de maio de 2007

Sai Teixeira; assume Yamato

No mesmo dia em que anunciou a saída do diretor desportivo Marcos Teixeira, o Atlético apresentou Oscar Yamato como novo homem forte do seu futebol. Teixeira foi o primeiro profissional a ocupar o cargo, criado no ano passado, que é responsável por coordenar todas as áreas do clube e ser o responsável pela ligação entre comissão técnica e diretoria.
Yamato é um velho conhecido do futebol paranaense. Começou suas atividades do tradicional Matsubara e já comandou diversos times do Estado, entre eles o Paraná e o Coritiba.
E é odiado pelos coxas, pois comandava o futebol dos verdes quando o clube foi rebaixado para a segundona.
Será que é uma boa para o Atlético?

segunda-feira, 28 de maio de 2007

O símbolo do Atlético, agora com o seu nome

A agência de publicidade CCZ acaba de finalizar a nova campanha do Atlético para atrair novos sócios. Além de anúncios e banners para mobiliário urbano, a campanha prevê a criação de um site onde o torcedor poderá estilizar o símbolo do Furacão com a abreviatura de seu nome com até três letras no lugar do tradidional CAP, as iniciais do Clube Atlético Paranaense (foto acima).
"Muita gente acredita que a única vantagem de se associar é economizar no ingresso, mas é muito mais que isso: o Sócio Furacão garante recursos para o clube e pode, até, escolher o presidente", disse o diretor de Criação da CCZ, Gilson Genez, em entrevista para o site
Revista Publicidad.
A campanha já pode ser vista em alguns pontos da cidade, mas o clube ainda não informou o endereço do site onde o torcedor poderá personalizar o símbolo do CAP.

Pessutti explica escolha da Baixada

Em entrevista à Gazeta do Povo On-Line, o governador em exercício, Orlando Pessuti, confirmou que a Kyocera Arena será o estádio recomendado e apoiado pelo governo como candidato a sub-sede da Copa do Mundo de 2014.

Segundo Pessuti, a escolha é baseada em critérios técnicos. “Não tínhamos indicado nenhum estádio oficialmente e poderia ser o Estádio de Curitiba (ou o Novo Pinheirão). O governado do Estado vai recomendar a Kyocera Arena e isso é o resultado de análises feitas por uma comissão designada pelo governador Roberto Requião e por mim, como governador em exercício. Ouvimos um grupo de especialistas e pessoas ligadas à área esportiva para tomar a decisão”, afirmou.

A localização da Kyocera Arena, segundo Pessuti, não será um problema. “A principal polêmica levantada por todos era sobre a localização da Arena ser muito central. Liguei para o presidente da CBF (Ricardo Teixeira) e perguntei se haveria algum tipo de veto ao estádio por causa disso e ele me disse que não. Pelo contrário, fez questão de lembrar que é preferível que o estádio seja central. A Arena é, como todos nós sabemos, um dos melhores estádios do país e entre as opções que tínhamos é a que será menos onerosa ao Estado”.

O futuro Estádio de Curitiba (que seria erguido onde hoje existe o estádio Pinheirão) acabou perdendo pontos com o governo por vários motivos. “Neste novo estádio que seria construído, o governo teria que arcar com responsabilidades financeiras e o dinheiro público teria que ser empregado em maior quantidade. Outra questão são as pendências jurídicas que recaem sobre o Pinheirão. Segundo o vereador Mario Celso existem vários problemas jurídicos e a prefeitura já está reivindicando aquela área”.

Os custos referentes à reforma da Arena serão todos do Atlético. “A responsabilidade de atender aos requisitos da Fifa serão todos Atlético ou dos responsáveis pelo estádio. Vamos cuidar de questões ligadas à infra-estrutura urbana, segurança pública e outras questões que são de responsabilidade do Governo Estadual”.

Governo do PR recua e indica Arena para a Copa 2014

Saiu há pouco no site Máquina do Esporte:

Após pressão, PR opta por Kyocera Arena


THALES CALIPO
Da Máquina do Esporte, São Paulo

O Atlético Paranaense conseguiu. Apesar de o governador do Paraná, Roberto Requião, ter indicado anteriormente o Novo Pinheirão como representante do estado para a Copa do Mundo de 2014, o grande lobby fez o político mudar de idéia e prestigiar a Kyocera Arena.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira, numa reunião entre o governador em exercício, Gilberto Pessuti, e oito secretários envolvidos no projeto de candidatura do Paraná para ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014.

Para conseguir esse resultado, o Atlético precisou fazer um trabalho de bastidores de mais de um mês de duração e que se intensificou nos últimos dias. O clube teve a seu favor o apoio de deputados que acompanham o governador Requião a uma viagem ao Japão.

Segundo a Máquina do Esporte apurou, o grande responsável por essa virada foi Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético. O dirigente, que detém empresas de telecomunicação no estado, foi o principal articulador junto às esferas públicas e conseguiu desbancar a proposta do Novo Pinheirão, defendida até então por Onaireves Moura, presidente da Federação Paranaense de Futebol.

Coincidência ou não, na última sexta-feira Moura pediu afastamento por 90 dias do cargo de presidente da FPF para que haja uma investigação sobre denúncias de fraude feitas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Nesta segunda, porém, o mandatário da FPF preferiu não polemizar. Em entrevista à Máquina do Esporte, Moura limitou-se a dizer que apoiará o uso da Kyocera Arena na Copa do Mundo.

"Já fui comunicado [sobre a decisão]. Estou tranqüilo. Vou torcer para que dê certo, pois não vou me opor a meu estado. Farei de tudo para ajudá-los", disse.

Paralelamente a isso, com a indicação da Kyocera Arena, Petraglia irá se encontrar ainda nesta segunda-feira com membros do governo paranaense. A pauta será baseada nos trabalhos que o clube fará para adequar seu estádio ao caderno de encargos da Fifa.

Medíocre

E o Atlético perdeu outrapartida em casa, o que já está virando rotina. Desta vez, o algoz foi o Santos do técnico Vanderlei Luxemburgo que, mesmo deixando o craque Zé Roberto no banco, botou o rubro-negro na roda e tomou conta da partida.
Qual foi o problema do Atlético ontem? Ou melhor, qual é o problema do Atlético? Não há dúvidas que o time carece de criatividade no meio-campo. Mesmo com os titulares da meia-cancha em campo (leia-se Alan Bahia, Erandir, Ferreira e Evandro), as raras jogadas de ataque que produzem são previsíveis, facilitando a vida dos defensores adversários. O pior é que não há ninguém no banco de reservas que dê uma esperança de que isto mude.
E, agora, Ferreira se apresenta à seleção colombiana e desfalca o time por cerca de um mês. Como Vadão comporá o meio-campo?
A coisa está tão ruim que não tenho ao menos uma indicação para substituir o colombiano. Tiago, ex-Paranavaí, entrou ontem e não convenceu. Netinho já esgotou a paciência da torcida. Mas duas alterações eu faria de imediato: primeiro, colocaria Cristian como segundo volante, ao lado de Alan Bahia. Talvez seja ele até a opção para o lugar de Ferreira. O que não dá para entender mesmo é a cabeça do Vadão: contra o Inter, colocou Cristian no sufoco e ele fez o passe para o gol salvador de Alex Mineiro; ontem, contra o Santos, nem no banco de reservas ele estava...
Cristian já foi muito perseguido pela torcida, e ainda é, por errar muitos passes e finalizações. Mas erra porque busca o jogo, aparece, cria espaços. Dentre as opções que temos hoje no banco de reserva, ele é disparado a melhor.
A segunda alteração no time, muito óbvia, seria a entrada de Pedro Oldoni para jogar ao lado do Alex no ataque. Chega de colocá-lo em campo faltando 10 minutos para o final da partida e esperar que ele salve a Pátria.

sábado, 26 de maio de 2007

As acusações de Onaireves

Denunciado ontem pelo procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt, e correndo o risco de ser suspenso por até oito anos, o presidente da Federação Paranaense de Futebol, Onaireves Moura, pediu afastamento do cargo por 90 dias.
Abalado, Onaireves convocou uma coletiva para fazer acusações contra o presidente do Atlético, Mário Celso Petraglia, e o próprio Paulo Schmitt, a quem chamou de “corruptos”.

Onaireves afirmou, sem apresentar quaisquer provas, que Petraglia superfaturou a compra de cadeiras para a Baixada e que diminui o valor dos ingressos dos sócios do clube no borderô dos jogos para fraudar o INSS. Disse ainda que o balanço do Atlético, auditado por uma empresa reconhecidamente idônea e publicado nos jornais, omite uma arrecadação de R$ 20 milhões.

O ex-presidiário Onaireves foi vingativo, sujo, ardiloso. Com a eminente possibilidade de ser banido do fuitebol quis causar um fato novo e dividir as atenções da imprensa. Não cabe a este blog fazer a defesa de Petraglia, mas quem é Moura para apontar erros no balanço patrimonial do rubro-negro? Onaireves foi presidente do Atlético por alguns anos. Revelou alguns jogadores, como Washington e Assis, que foram vendidos a preço de banana. Dilapidou com o patrimômio do Furacão e nunca pulbicou um balanço auditado sequer. Levou o Atlético para o Pinheirão, o que quase custou a falência e extinção do clube. Não tem moral para falar sobre o balanço do clube. Cita como fonte da denúncia "uma reportagem do site Paraná-Online"... Ou seja, nada!
Sobre o INSS dos sócios, me parece ser óbvia a medida tomada pelo clube. Eu sou sócio e não pago ingresso para assistir a jogos na Baixada. Por que o clube deveria contribuir para o INSS sobre uma renda que não teve? Os associados devem ser computados como não-pagantes. Onaireves, que já esteve preso por inadimplência junto ao INSS, deveria saber disso.
Por fim, as denúncias sobre superfaturamento na compra das cadeiras merecem uma explicação por parte da diretoria do Atlético. Mas Onaireves, na denúncia encaminhada ao Procon (??) pelo advogado Eliézer Castro de Queiróz, alega ser esta a justificativa para o "elevado preço cobrado pelos ingressos, o que afasta o pobre torcedor do estádio". Algo, digamos, sem pé nem cabeça.
A denúncia, de tão esdrúxula, acabou sendo encaminhada ao Procon, pois não teria respaldo algum na Justiça Desportiva ou na Justiça Comum. Assim como não o terá no órgão de defesa do consumidor.
* * *
Na coletiva, Moura disse ainda ser um torcedor atleticano. Não o é, nem de longe. Ao contrário, é um aproveitador que sugou o clube até não poder mais. A Nação Atleticana não quer e não precisa ter, entre ou seus, pessoas desprovidas de qualquer caráter como o filho do Severiano.
Aliás, um sujeito que anunciou num dia que apoiava o presidente Collor e que no dia seguinte votou pelo impeachment; que quando era deputado federal teve o mandato cassado por corrupção; que deu o calote em milhares de investidores com uma empresa que vendia o sonho da riqueza com investimentos em avestruzes; que foi preso por duas oportunidades, uma por irregularidades na Federação Paranaense de Futebol e outra por fraude em um bingo de sua propriedade; enfim um sujeito que colocou o nome do futebol paranaense no fundo do poço, não deve ter suas denúncias levadas a sério.

Movimento pró-Arena na Copa 2014

Estava demorando para o Doático Santos aparecer. Ontem, a Confraria do Esquadrão da Torcida Atleticana (ETA), por ele presidida, convocou os torcedores rubro-negros a comparecerem ao Prajá Comes e Bebes neste sábado (dia 25 de maio), ao meio-dia, para um manifesto. A idéia é mobilizar os cidadãos paranaenses em prol da realização dos jogos da Copa 2014 no melhor estádio da América do Sul.
Doático é assessor especial do governo do estado para assuntos de Curitiba e famoso por criar "movimentos populares", ora envolvendo o Atlético, ora envolvendo política. Coincidentemente, programou esta manifestação somente agora, quando o governador Requião está no Japão.
Doático também já tentou se eleger vereador às custas da Nação atleticana, sem sucesso. A torcida rubro-negra é sábia, não se deixa levar pelo populismo de aproveitadores. Pobre da torcida que mistura futebol com política e elege incompetentes para cargos públicos, como aconteceu na última eleição municipal.
No momento, qualquer manifestação em prol do Atlético é benvinda. Mesmo vinda do Doático. Mas ano que vem tem eleição. Está na hora da torcida rubro-negra ter um outro porta-voz - se é que precisa de algum.

Ele voltou!

Senhoras e senhores, após três dias fora do ar, o Furacao.com está de volta.
Para melhorar o desempenho de acesso, o melhor site sobre o Atlético e um dos melhores sites esportivos do país precisou migrar para um servidor mais potente. Assim, os famosos congestionamentos no fórum e no próprio site deverão ser reduzidos, já que com o novo servidor dedicado o site trabalhará com um computador de última geração e terá mais banda para maximizar a velocidade de acesso.

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Com gol de Paulo Rink, Atlético vence por 4 a 1

No segundo tempo, Paulo Rink mudou de lado e passou a jogar no time do Atlético. E marcou o último gol de sua carreira, o quarto do Atlético na partida. "Dom Gustavo Matosas" descontou para o time dos Amigos: 4 a 1.
Final de partida.
Obrigado, Paulo.

Pouco público na Baixada

Está no intervalo a partida entre Atlético x Amigos de Paulo Rink. No primeiro tempo, os titulares do Furacão fizeram 3 a 0 nos convidados (gols de Ferreira, Dênis Marques e Alex Mineiro). No segundo tempo, Vadão deve colocar os reservas em campo.
Um público pequeno está no estádio para ver a despedida de Rink. Este jogo, aliás, deveria ter sido marcado para a preliminar da partida de domingo contra o Santos, pelo Brasileirão. O torcedor já é avesso a amistosos... com esse frio então...

Despedida de Rink ao vivo na TV

Quem não puder ir à Arena na noite de hoje poderá acompanhar a despedida de Paulo Rink ao vivo na Paraná Educativa. A informação está na grade de programação da emissora.

O último ato de Paulo Rink na Baixada

Sensacional esta charge do Thiago Rechia publicada hoje, na Gazeta do Povo.
Pela primeira vez, estarão em campo Oséas e seu "clone", Dênis Marques.
É apenas mais um dos motivos que fazer valer à pena ir até a Arena prestigiar a despedida do Paulo Rink logo mais, às 19h40.

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Acreditem: Onaireves quer apoio do Atlético para Copa no Pinheirão !!!!!

Essa saiu no site Gazeta Esportiva: o presidente da FPF, Onaireves Moura, quer o apoio de "todos os times" para levar a Copa de 2014, para o Pinheirão. Inclusive o Atlético:
“A Federação não tem time de futebol. Nós precisamos de todos os times para jogar aqui e, se temos um parceiro para entregar duas sedes, isso mostra a relevância do projeto. Vamos em busca do Coritiba, do Atlético-PR e do J.Malucelli também. O Coritiba já fez sua manifestação em participar também. Mas com o Atlético não conversamos. Mas pretendemos”, projetou. A iluminação do estádio, aliás, será modificada de acordo com a equipe que mandar o evento. "Através de canhões de luz, o Novo Pinheirão será iluminado pelo azul, branco e vermelho, como o Paraná, pelo verde e branco, do o Coritiba, ou rubro-negro, as cores do Furacão".
Só quero ver se Onaireves é homem o suficiente para fazer esta proposta ridícula para o Petraglia, cara a cara...

Convocado, Ferreira pode desfalcar Furacão por mais de um mês

O meia David Ferreira foi convocado hoje pela seleção colombiana para participar de um torneio no Japão, preparatório para a Copa América. Segundo o site da Confederação Colombiana, os atletas devem se apresentar já no domingo, em Bogotá. O Atlético deverá solicitar o adiamento para segunda-feira.
Mesmo assim, o Furacão corre o risco de ficar sem o meia Ferreira até a metade de julho. A Copa Kirin, no Japão, vai até o dia 5 de junho. Depois disto vem a Copa América, realizada entre 26/06 e 15/07 - mas os atletas convocados deverão se apresentar a suas seleções pelo menos 15 dias antes para um período de treinos.
Como Ferreira tem sido chamado em todas as convocações realizadas pela Seleção colombiana, provavelmente ele comporá o elenco que participará da competição continental. E o técnico Vadão vai ter que dançar miudinho para achar um substituto à altura, pois é justamente na meia-cancha que o time tem maior carência de peças de reposição. As opções não são muitas: Netinho, Válber ou Cristian.
É, a torcida já pode ir se preparando para um período de dificuldades no Brasileirão...

terça-feira, 22 de maio de 2007

Atlético é o paranaense com maior presença na elite

O Atlético, que já é o clube paranaense com maior número de participações em campeonatos nacionais de primeira divisão, será também, a partir de domingo, a equipe do estado com maior número de jogos pela Série A. Veja a matéria publicada pelo Globo On-Line:
"A partida entre Atlético e Santos, neste domingo, 16h na Arena, traz números especiais para o Furacão. Será o jogo que marca a posição do Rubro-Negro como equipe paranaense que mais jogou na Série A do Brasileiro: 666 vezes. O algarismo cabalístico é traduzido até então (665) em 247 vitórias, 188 empates e 230 derrotas.

O confronto com o Peixe deixará o Coritiba para trás. Até então, o Coxa era a equipe do Paraná mais atuante na elite, com os mesmos 665 jogos. Em participações na elite o Atlético já está na frente do rival: 29 a 27.
Se vencer, o Atlético também poderá igualar a melhor largada em nacionais desde 1991. Naquele ano, foram três vitórias nos três primeiros jogos, contra Flamengo, Grêmio e Fluminense."

Titulares e reservas jogarão na despedida de Paulo Rink

Essa saiu no UOL, agora há pouco:

"Enquanto não voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro, os titulares do líder Atlético-PR usam o amistoso de despedida do atacante Paulo Rink como preparação para a seqüência da competição nacional.
O treinador Vadão escalará o time principal atleticano para o primeiro tempo do jogo festivo, que será disputado nesta quinta-feira, às 19h40, na Arena da Baixada, em Curitiba. Na etapa complementar, os reservas entrarão em campo e, assim, Edno fará sua estréia com a camisa rubro-negra.

O lateral-esquerdo, recém-contratado, chegou a disputar a artilharia do Campeonato Paulista deste ano. Ele fez 11 gols na competição defendendo o Noroeste. No entanto, ainda não é certo que possa estar à disposição de Vadão para o próximo jogo no Brasileiro, já que seu nome ainda não está incluído no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.

Primeiro colocado do Nacional com seis pontos - ao lado de Paraná, Botafogo, Vasco, Palmeiras e Corinthians -, o Atlético-PR enfrentará o Santos, no próximo domingo, às 16h, na Arena da Baixada, pela terceira rodada do Brasileiro."

Furacão enfrentará o Vasco na Sul-Americana

A Conmebol divulgou hoje os confrontos da primeira fase da Copa Sul-Americana 2007, e o Furacão vai enfrentar o Vasco.
Assim como em anos anteriores, a Conmebol adotou a fórmula de realizar confrontos entre times do mesmo país na primeira fase da competição. No ano passado, o Furacão enfrentou (e eliminou) o Paraná Clube. Depois, passou ainda por River Plate, Nacional e parou na fase semifinal diante do Pachuca, futuro campeão do torneio.
O Atlético fará o primeiro jogo na Kyocera Arena, sendo que a partida de volta será em São Januário. As datas e horários dos jogos ainda não foram confirmados pela Conmebol, mas já se sabe que o jogo de ida será na semana de 15 de agosto e o jogo de volta ocorrerá na semana seguinte, de 22 agosto.
Os outros confrontos brasileiros da primeira rodada são: Botafogo x Corinthians; São Paulo x Figueirense e Goiás x Cruzeiro.

De volta para o passado

"O gol contra o Mogi Mirim foi sem dúvida um dos melhores momentos da minha carreira. Ali selou um atleticano conseguindo realmente ajudar o Atlético Paranaense. Com aquele gol que eu fiz o time subiu para a primeira divisão e agora é uma equipe vitoriosa. O clube cresceu muito. A estrutura de agora é muito diferente da que tínhamos naquele ano. E eu me sinto muito orgulhoso de tudo isso".
A frase é de Paulo Rink, em entrevista coletiva ontem na Arena, relembrando a temporada de 1995 que levou o Atlético de volta à Primeira Divisão e a posterior venda do jogador à Europa.
Na coletiva, Rink confirmou alguns nomes que participarão de seu jogo de despedida, quinta-feira, às 19h40, na Baixada. Será uma boa oportunidade para a torcida matar saudades de atletas daquela época, como Alberto, Alex Lopes, Matosas, Reginaldo Cachorrão, Ricardo Pinto e, é claro, Oséas, com quem Rink formou uma das principais duplas de ataque da história do Furacão. Estarão presentes também craques estrangeiros e jogadores da seleção brasileira, como Bernd Schneider, Juan, Lúcio, Zé Roberto e Ramelow.
Rink tenta, ainda, trazer o Rei Pelé para dar o pontapé inicial.
Os ingressos já estão à venda, a preço único: R$ 15. Sócios Furacão receberão o bilhete em casa até amanhã. A renda será doada para o hospital Pequeno Príncipe.

segunda-feira, 21 de maio de 2007

Furacao.com prova: Arena pode receber jogos da Copa


A Furacao.com publicou hoje uma reportagem comprovando que a Arena tem todas as condições de abrigar partidas da Copa do Mundo cumprindo todas as exigências da Fifa. O site lembra exemplos de outros Mundiais e desmonta o principal argumento apresentado pelo presidente da Paraná Esporte, Ricardo Gomyde, de que a Baixada seria "inviável": em outros países, foram utilizados estádios em regiões centrais e em zonas residenciais, com diversos prédios ao redor.
A reportagem cita os exemplos dos estádios Parque dos Príncipes, na França, e Kobe Wing, no Japão (foto acima): ambos se enquadram na mesma situação da Arena. O estádio frances sequer dispõe de estacionamento.
Outro ponto que é apontado por Gomyde como "defeito" na Kyocera Arena é o eixo do gramado invertido - tese que também foi destruída pela Furacao.com. O estádio atleticano foi construído com o direcionamento dos gols no sentido Leste-Oeste, ao contrário de muitos estádios que têm o direcionamento Norte-Sul. No entanto, esse quesito também não é exigência da Fifa. Na última Copa, na Alemanha, pelo menos quatro estádios estavam nessas condições: o Olympiastadion Berlin, o Fritz-Walter-Stadion, o Gottlieb-Daimler-Stadion e o Commerzbank-Arena.
Por fim, o site pede novamente aos atleticanos que enviem e-mails às autoridades do Estado mostrando que a Arena, o melhor estádio do país, não pode ficar sem receber jogos da Copa em detrimento de um "projeto fantasma" que ainda nem saiu do papel.
Veja abaixo para quem enviar e-mails:
Governo do Paraná:
Roberto Requião, Governador do Estado:
Orlando Pessuti, Vice-governador do Estado:
Celso de Souza Caron, Secretário de Estado de Turismo:
Ricardo Gomyde, presidente do Paraná Esporte:
Luiz de Carvalho, presidente do Instituto Municipal de Turismo:
Milton Karam, diretor técnico da Paraná Turismo:
Pirajá Tadeu Maciel, chefe de gabinete do Paraná Esporte:
Suzana Lins de Andrade, supervisora de informações do IPPUC:

Na liderança

Com a vitória por 2 a 1 diante do Inter-RS, sábado na Arena, e após o complemento da segunda rodada no domingo, o Atlético manteve-se na liderança do Brasileirão, com seis pontos. Outros 5 times também estão com a mesma pontuação, mas o Furacão garante a ponta devido ao número de gols marcados, graças à goleada que aplicou no Figueirense na primeira rodada.
* * *
Não foi fácil vencer o Internacional. O gol salvador de Alex Mineiro só veio no final. Antes disso, parte da torcida, impaciente, pediu a cabeça do técnico Vadão, que havia tirado do campo o Alan Bahia para a entrada de Netinho.
Mas é preciso entender que, no Campeonato Brasileiro, não há jogo fácil, nem naArena e muito menos fora de casa. E que, mesmo com Vadão tendo sido infeliz na substituição, o Atlético massacrou o Inter no segundo tempo. Principalmente depois da entrada de Pedro Oldoni.
* * *
Álém disso, está mais do que evidenciado que o Atlético é carente de opções no meio-campo. Se temos boas opções de atacantes no banco, quendo a dupla Ferreira e Evandro não está bem e é preciso colocar um jogador que crie jogadas, fica difícil.
Analisando bem, o melhor reserva que temos para o meio-campo ainda é o Christian - aquele mesmo, odiado pela torcida. Ele acabou entrando e dando o passe para o gol de Alex. Mas não é só por isso. Ele é um jogador que aparece, não se esconde e chama a jogada. Infelizmente, errava muitos passes e finalizações, e por isso acabou senso sacado do time titular. Mas ele é, sem dúvida, a melhor - senão a única - opção para a meia cancha.
* * *

No próximo domingo, o Rubro-Negro recebe o Santos, naArena. O Peixe, que está com as atenções voltadas para a Libertadores e até agora disputou o Brasileirão com um time "B", está na lanterna da competição.

quinta-feira, 17 de maio de 2007

História do CAP

Durante minha leitura diária da Furacao.com, acabei descobrindo mais um site interessante sobre o Atlético, o historiadocap.zip.net. O blog traz o desenho de todas as camisas já usadas pelo Rubro-Negro em mais de oito décadas de história, como esta utilizada pelo time bicampeão paranaense de 1983.
Na verdade, o site traz apenas as camisas "número 1". Fica aqui a sugestão para o responsável pela página, o torcedor Jean Uhlendorf, fazer também um levantamento sobre as camisas número 2 e número 3.
Antigamente, o segundo uniforme era sempre branco, com algumas variações nos detalhes. Na última década, tivemos uniformes "B" cinzas, pretos e até o fatídico dourado, que apesar de lindo era "pé-frio" e não resistiu à seqüência de derrotas, tendo sido abolido pela diretoria.

O site já está devidamente adicionado à lista de favoritos deste blog, ali ao lado.

A Copa na Arena

A Furacao.com lançou uma campanha para que a Copa do Mundo de 2014 seja realizada na Arena da Baixada. Com propriedade, o principal site atleticano na web lembra que "não podemos permitir que interesses extra-futebol deixem de lado o melhor projeto para o povo paranaense. O Clube Atlético Paranaense saiu na frente com um modelo de arena multiuso, construída dentro de um padrão de funcionalidade, garantindo conforto, infra-estrutura, segurança e comodidade ao público. O padrão-Fifa de qualidade, instituído pelo Atlético de maneira pioneira no Brasil em 1999, somente agora (com a possibilidade da Copa do Mundo no Brasil) passa a ser uma preocupação dos demais clubes e gestores de praças esportivas. Indicar a Kyocera Arena como a representante do estado do Paraná nessa disputa por uma das sedes do Mundial não é questão de privilegiar o projeto atleticano. É questão de bom-senso. "
O Blog da Baixada apóia a iniciativa e desde já adere à campanha.
Abaixo, reproduzimos a lista publicada pela Furacao.com com as autoridades a quem os atleticanos devem enviar mensagens manifestando o desejo de que a Copa seja na Arena e alertando para a tremenda negociata que está por trás dos interesses em (re)construir o Pinheirão:
- Roberto Requião, Governador do Estado: formulário de contato no site do Governo
- Celso de Souza Caron, Secretário de Estado de Turismo: setu@celepar.gov.br
- Ricardo Gomyde, presidente do Paraná Esporte: esporte@pres.pr.gov.br e gomyde65@gmail.com
- Luiz de Carvalho, presidente do Instituto Municipal de Turismo: turismoserv@turismo.curitiba.pr.gov.br
- Milton Karam, diretor técnico da Paraná Turismo: prturdap@pr.gov.br
- Pirajá Tadeu Maciel, chefe de gabinete do Paraná Esporte: piraja@pres.pr.gov.br
- Suzana Lins de Andrade, supervisora de informações do IPPUC: ippuc@ippuc.org.br
E se você precisa de argumentos para convencê-los de que o projeto do Pinheirão não passa de uma grande picaretagem, acesse o blog Jogando Limpo. Lá tem tudo sobre os bastidores da grande negociata entre Onaireves Moura, Giovani Gionédis e Ricardo Gomyde.

quarta-feira, 16 de maio de 2007

"Margarida" vai apitar despedida de Rink

A despedida de Paulo Rink, no próximo dia 24, na Arena, será uma festa que promete reunir craques do passado e algumas estrelas internacionais. Mas não só. Vai ter como atração, também, um árbitro cujos "trejeitos" chamam quase mais a atenção do que a própria partida.

Trata-se do catarinense Clésio “Margarida” dos Santos, 47 anos, famoso pelo estilo “espetaculoso” de apitar e por criar o “passo da gazela”, ao correr com passadas larguíssimas em direção ao centro do campo.

* * *

Em meio a correria da preparação da festa, o quase ex-jogador já tem alguns nomes certos para a despedida. Estarão em campo Ricardo Pinto, Matosas, Alex Lopes, Reginaldo, João Antônio, Leomar, Alberto, todos ex-Furacão; Schneider, Ramelow e Juan do Bayer Leverkusen; Zé Roberto do Santos, Alexandre Polking do Apoel-GRE e Tassos da seleção do Chipre, entre outros. Rink aguarda ainda a confirmação da presença de Klaus Auguenthaler, ex-atleta da seleção alemã e técnico do Wolfsburgo, de Franz Beckenbauer e de Pelé.

* * *

Além de atletas e ex-atletas, Rink também convidou prefeito de Curitiba, Beto Richa, para a festividade e o presenteou com uma camisa do Atlético. No encontro, Richa lembrou da importância do atacante atleticano para o futebol paranaense e brasileiro. "Paulo Rink encerra seus 18 anos de carreira com chave de ouro. E temos certeza que, mesmo fora dos gramados, continuará contribuindo com o futebol brasileiro", disse.

O amistoso entre Atlético e Amigos do Paolo Rink será no próximo déia 24 de maio, na Kyocera Arena. Os ingressos custam R$ 15,00 (optando-se pela venda casada com o ingresso para o jogo deste sábado, contra o internacional, o valor fica R$ 10,00) e parte da renda será doada à Santa Casa de Curitiba.



* Com informações da Gazeta do Povo e da Furacao.com.

Falta é zagueiro!

O atacante Tiago, contratado junto ao campeão paranaense Paranavaí, teve seu contrato registrado na CBF e já pode ser aproveitado pelo técnico Vadão. O Furacão está bem servido de atacantes: Alex Mineiro, Dênis, Pedro Oldoni, Dayro Moreno, Tiago e Ricardinho (se bem que este ainda não me convenceu).

Mas o problema principal do time está justamente no setor defensivo, e não parece que haja uma solução rápida para o problema. Zagueiro no elenco tem de sobra - Marcão, Danilo, João Leonardo, Gustavo, Rogério Corrêa, Alex, Lucas Piasentin... O problema é: você confia em algum deles? Claro, Marcão é um ídolo da torcida, mas ainda vejo nele o melhor lateral esquerdo do elenco, e é nítido que ele tem deficiências nas bolas aéreas. Não só ele, como também o Danilo.

Talvez Rogério Corrêa, que esteve péssimo nas partidas que participou este ano, possa se reabilitar e ser uma opção. Mas ainda acho que é imprescindível a contratação de um xerifão para ser titular.

sábado, 12 de maio de 2007

Início (quase) perfeito

Quem diria. O Atlético estreou no Campeonato Brasileiro enfiando 6 a 3 no Figueirense, em plena Florianópolis, quebrando um tabu de 12 partidas sem vencer o rival catarinense. Foi uma partida quase perfeita, porque dois gols do Figueira saíram devido a falhas da zaga atleticana.

Mas o que chamou a atenção foi a mudança de atitude do time em relação ao jogo de quarta passada, contra o Fluminense. Mesmo jogando fora de casa, o Atlético não ficou fechado esperando ser atacado, mas foi à frente e se impôs. Parace que Vadão aprendeu a lição e percebeu a grande bobagem que fez na partida decisiva da Copa do Brasil. Desta vez, colocou Pedro Oldoni como titular ao lado do Alex Mineiro e isso fez toda a diferença (cornetagem à parte, quem lê este blog - sim, eu sei que são poucos - sabe que há muito tempo eu peço a entrada do jovem atacante no time).

Com um craque como Alex e um homem-gol fixo na área, o Furacão tem um ataque completo. Espero que, depois da bela apresentação de hoje, Vadão tenha se convencido disso definitivamente.

Mas o fato é que as duas últimas partidas - a derrota para o Fluminense e a vitória sobre o figueira - me fizeram passar a acreditar naquele velho ditado:
"Técnico não ganha jogo. Mas que perde, perde..."

quinta-feira, 10 de maio de 2007

A maldição da Copa

E novamente o Atlético parou nas quartas-de-final da Copa do Brasil. Estávamos quase lá, até que o Fluminense marcou um dos gols mais toscos que eu já vi, aos 32 do segundo tempo, após um bate-rebate que pareceu mais uma jogada de pebolim.
De qualquer maneira, algumas lições podem ser tiradas deste fracasso:
1 - Time medroso não se cria - Um time nunca deve abrir mão do seu dever de atacar o adversário. Sou do tempo em que os times jogavam com três atacantes (um avante e dois pontas). Depois, os sistemas táticos mudaram e as equipes jogam com dois atacantes, além de meias ofensivos. O que não consigo engolir é um time iniciar a partida com apenas um atacante, chamando o adversário para cima de si desde o início. O técnico Vadão foi medroso e escalou o time de forma lastimável ontem;
2 - Euforia demais atrapalha - A torcida do Atlético é empolgada por natureza. A noite de ontem me lembrou daquela em que fomos goleados pelo Corinthians, também pela Copa do Brasil, quando precisávamos apenas de um empate. Eu também estava eufórico e empolgado, confesso. Mas garanto que, a partir de hoje, "só acredito vendo". Euforia, só depois de colocar a mão na taça;
Agora é centrar forças no Brasileirão, que começa no sábado. De cara, vamos a Florianópolis enfrentar o Figueirense - um time que nunca vencemos na história. Espero que o Vadão tenha aprendido que, para vencer, é preciso atacar.

quarta-feira, 9 de maio de 2007

Kfouri aposta no Furacão

O jornalista Juca Kfouri escreveu hoje em seu blog:
"Na Arena da Baixada, é absolutamente improvável que o Atlético Paranaense perca sua classificação para o Fluminense.

Para quem já virou os resultados que virou nos dois últimos confrontos, só o Sobrenatural de Almeida para impedir que o Furacão, dependendo de um 0 a 0, em casa, deixe de passar às semifinais.
Sim, o Sobrenatural de Almeida é um personagem do tricolor Nelson Rodrigues..."

Que assim seja!

terça-feira, 8 de maio de 2007

O jogo sujo do São Paulo

Que o São Paulo atuou de forma maledicente e anti-ética para roubar dois atletas do Atlético - Aloísio e Dagoberto - todo o mundo já sabe. Agora, um fato novo mostra mais uma faceta do clube paulista.

O jogador Tcheco, do Grêmio (RS), acusou a direção são-paulina de ter falsificado sua assinatura há dois anos, quando teria feito um pré-contrato com o time do Morumbi mas na última hora optou pelo Santos.

– Eu fiquei muito chateado com as circunstâncias porque a diretoria do São Paulo chegou a falsificar a minha assinatura. Não tive como provar porque o papel estava com eles. Eu fiquei como ovelha negra, mas isso são águas passadas – afirmou o jogador.

As informações são do site Globoesporte.com.

Furacão no embalo do ritmo grego

A Gazeta do Povo traz, na edição desta terça, uma reportagem mostrando a mobilização da torcida rubro-negra para o jogo desta quarta, contra o Fluminense, pela Copa do Brasil.

Segundo a matéria, o Atlético será embalado pelo syrtaki, ritmo grego que começa lento e vai ficando mais rápido com o desenrolar da música. O novo grito de guerra é inspirado no “Horto Magiko”, do Panathinaikos, tradicional clube de Atenas, e faz parte do pacote de incentivo preparado pela torcida rubro-negra para levar o time à inédita semifinal da Copa do Brasil.

O jornal informa que a mobilização do dia da partida começará nas ruas. "Torcedores vão se encontrar na Praça Rui Barbosa, a partir das 19h30, e de lá vão a pé para a Arena. - A idéia é reforçar o espírito do jogo para nossa torcida chegar embalada, explicou Juliano Rodrigues, vice-presidente da organizada."

A Arena terá ainda a reedição dos mosaicos organizados em jogos de maior vulto, como na Sul-Americana, ano passado, e na Copa do Brasil, contra o Vitória.

- Onde ouvir: você encontra o vídeo com a nova música da torcida atleticana no site Furacao.com e no Blog Arquibancada.

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Primeira mão: o pombal já era!

Os funcionários que preparam o terreno onde ficava o colégio Expoente para a conclusão da Arena estão trabalhando a todo vapor.
Na tarde de hoje colocaram abaixo o pombal, tradicional local sobre o muro do colégio onde Mário Celso Petraglia, a diretoria do clube e convidados costumavam assistir aos jogos (foto).
Agora, a torcida espera ansiosa pela data em que a diretoria vai tornar público o projeto para a conclusão do mais moderno estádio da América Latina. O que se sabe é que vem por aí é a garantia de capacidade para 40 mil espectadores e, anexo ao estádio, um belo museu, um memorial digno das tradições rubro-negras. A intenção de Petraglia era, também, a construção de um ginásio multiuso, a "Areninha". Mas talvez, devido às exigências da Fifa para os estádios que sediarão partidas da Copa 2014, o espaço seja utilizado para um estacionamento.

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Fim da linha para Ricardinho

Novamente o técnico Vadão optou por iniciar a partida contra o Fluminense com Ricardinho no ataque, ao lado de Alex Mineiro. O jovem atleta saiu contundido logo aos 14 minutos do primeiro tempo, quando o placar ainda estava no 0 a 0. Não sem antes ter desperdiçado de forma bisonha duas chances claras de gol... Pedro Oldoni entrou em seu lugar. Não teve muitas chances, mas mostrou determinação e quase marcou o seu - o goleiro Fernando Henrique fez boa defesa e botou pra escanteio.
Ao contrário de outros jovens que estão debutando entre os profissionais do Furacão, como o goleiro Guilherme e o volante Roberto, Ricardinho ainda não tem condições de jogar no time de cima.

Colégio começa a ser derrubado

Deu no site oficial do Atlético: funcionários começaram hoje os trabalhos de preparação do terreno ao lado da Baixada, onde ficava o Colégio Expoente, para preparar a futura obra de ampliação do estádio. Ou seja: em breve, o colégio estará derrubado.
Isto merece uma Skol.

Medo da Arena

Essa saiu no blog Arquibancada Virtual, da Gazeta do Povo On-Line:
"O cruzamento com o Rubro-Negro deve estar tirando o sono do novo técnico do tricolor carioca, Renato Gaúcho. Ele já sentiu na pele o drama de enfrentar o Caldeirão e suas lembranças não são nada animadoras: em sua terceira partida como treinador do Vasco, em jullho de 2005, amargou uma humilhante goleada por 7 a 2 (a maior que o clube já sofreu desde 1917). Ano passado, em novembro, de novo pelo Brasileirão, viu o time cruzmaltino levar meia dúzia de gols, na derrota por 6 a 4.
Os 13 gols sofridos em duas partidas deixaram suas marcas. Renato sabe que precisa vencer o primeiro jogo e provavelmente vai armar o Flu num esquema ofensivo, botando pressão desde o início. E, aí, o Atlético pode se aproveitar de sua melhor arma, o contra-ataque. Se a zaga não der bobeira desta vez, como fez em Salvador e Goiânia, o Furacão pode se dar bem."
Já o site Fanáticos por Futebol publicou a seguinte declaração do goleiro Fernando Henrique:
"São jogos sempre muito complicados, porque a equipe adversária é forte e a torcida fica em cima o jogo todo. Sair da Arena da Baixada com um resultado positivo é sempre algo muito difícil. Então, é importante que o Fluminense consiga um bom resultado no Maracanã para ir com mais tranqüilidade para Curitiba".
Ou seja, a Arena causa medo no Flu, que, hoje à noite, no Maracanã, partirá com tudo ao ataque para tentar uma boa vantagem e não depender do jogo de volta.
Na semana que vem, dia 9, eles sabem que o bicho pega no Caldeirão.